sábado, 25 de outubro de 2014

Baptista, Vitor Baptista o Rapaz do Brinco de Ouro

 

Memorias, sim apenas lhe restavam as memorias embora memorias boas e mas todos as tivessem. Ele vivia das suas, dos seus momentos de gloria, conquistas e vitorias vivia de tudo isso mas era tudo passado que ele nao soubera aproveitar, melhor, aproveitara enquanto o dinheiro nao terminara e enquanto ele nao caira no abismo escuro e profundo, nos dias de hoje como fora um idolo e vedeta nos dias presentes comia de esmola e favor num restaurante da cidade que considerava que tendo ali a antiga vedeta e idolo era uma forma de chamar clientes. Vivia miseravelmente numa barraca num dos bairros mais perigosos da cidade e trabalhava como Funcionario Publico, actualmente era Coveiro, amanha nao sabia o que seria, sabia apenas que nao seria mais estrela, vedeta, idolo. Tivera tudo para que isso acontecesse mas todas as oportunidades que tivera deixara-as fugir com atitudes de gente louca.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Sebastiao Jose de Carvalho e Melo (1699-1782), Marques de Pombal

 

Muitos pelo seu nome ainda que nao incucultos podem  nao saber quem ele e, mas depois de falar de seu nobre titulo de "Marques de Pombal" serao poucos os portugueses que nao sabem de quem se trata, que nao sabem  quem ele foi. O mesmo Sebastiao Jose de Carvalho e Melo ou entao se voce preferir Marques de Pombal e das figuras mais importantes e emblematicos da Historia de Portugal. Atrevo-me a dizer que poucos foram os monarcas portugueses que tiveram sua importancia e assim influenciar a Historia de Portugal para prova-lo esta a estatua  no cima de uma das avenidas mais importantes da cidade de Lisboa, as suas politcas e reformas mesmo nos tempos que se passaram durante uma das maiores senao a maior tragedia que poderia suceder-se em Portugal de que a memoria, igual ao terramoto de 1755 em plena Lisboa tragedia como essa nos tempos e anos mais recentes so posso comparar mesmo o incendio do Chiado ocorrido no dia 25 de Agosto de 1988 um desaire maior pelo simples facto do carro de bombeiros nao conseguir entrar na zona historica lisboeta mais exactamente na conhecida Rua do Carmo, a zona da cidade nao estava afinal totalmente bem preparada para uma nova tragedia como idealizou o Marques de Pombal mas mesmo esta em nada comparavel na imensidao da tragedia de 1 de Novembro de 1755.

domingo, 12 de outubro de 2014

Prisioneira do Amor

 
 
Ela era das mais antigas que ali estavam  e das mais influentes tambem nao havia mesmo quem nao conhecesse Maria, ali tambem como em qualquer outro lado havia muitas Marias mas quando se falava apenas de Maria ja todas sabiam de quem se tratava, ela era a Maria daquele lugar seu sobrenome poucas sabiam.

As outras sendo as mais velhas simpatizavam com ela, as mais novas admiravam-na simplesmente. Tinha razoes para ser admirada que a sua vida nunca fora facil como a de quase todas as outras que ali se encontravam. Ali havia de tudo, havia aquelas que nunca tinham tido sorte na vida como ela propia, havia aquelas que tinham caido num mundo de erros, havia aquelas que a ambicao as levara a querer subir na vida a qualquer preco, se o jogo era sujo pouco importava.

sábado, 11 de outubro de 2014

Made In Portugal, Fado (Alma Portuguesa)

 

Quando escrevim a minha segunda cronica decidi na altura falar da historia do nosso pais Portugal e digo nos porque apesar de distante e ausente nao viro as costas a minha patria nem deixo de sentir orgulho nela. Falei igualmente das maiores riquezas e joias da cultura portuguesa literatura, musica, cinema e desporto. Na musica o Fado e dois artistas musicais que tao bem o representaram tambem estiveram em destaque.

Desta vez irei somente falar do Fado em si deixando Amalia Rodrigues e Tony de Matos para cronicas proximas. A verdade e que nao so por gosto mas tambem por varias pessoas me terem dito e penso ate com razao que aquela cronica era muito extensa comeco agora a escreve-la um pouco em separado e comeco entao pelo Fado, suas origens, culturas e tradicoes.