terça-feira, 14 de julho de 2015

Os Goticos

 

Durante muitos anos ainda sem conhecer os seus ideais de vida, objectivos, paixoes, etc vi-os como meras criaturas misteriosas que pelo aspecto e pelo gosto de se vestirem de negro alem da forma como se vestiam e apresentavam pareciam ser personagens saidas de filmes de terror por serem amantes da noite e apaixonados pela escuridao assim como por locais medonhos e tenebrosos (cemiterios, igrejas, locais abandonados) pareciam nao so sairem dum filme de terror mas em particular de um daqueles onde nao faltavam draculas e vampiros.

Pelo aspecto tambem sempre me pareceram ser criaturas que viviam a margem da lei e por vezes dentro nao so do mundo do crime mas tambem do satanismo, magia negra, seitas religiosas quando venho a pesquisar e tomo conhecimento que pelo menos no que toca a religiao as realidade e bem diferente daquilo que pensava, os goticos nao tem uma Religiao unica entre si e muito menos tem alguma seita religiosa ou satanica tanto podem ser seguidores de uma Religiao qualquer sao livres de fazer as suas escolhas religiosas assim como tambem podem ate ser meros ateus, podem tambem alguns estar envolvidos de algumas forma com satanismo mas nao sao de todo obrigados a seguir tais praticas e credos.

Tal como na cultura dos hippies os goticos pelas razoes que se devem calcular nao passam despercebidos pela sociedade que os envolve sobretudo quando estao em grupo mas o que acho curioso e que numa particularidade que os coloca hippies e goticos quase como sendo agua e vinho e em patamares completamente diferentes e que enquanto os hippies tem um vestuario com cores diveras e aparentemente alegre embora ainda que num estilo muito proprio e particular ja os goticos dao mesmo a sua preferencia por um vestuario onde o negro e sempre um predominante. Nesta cronica concentrarei-me sobretudo nos goticos em si como seres humanos, na Arte Gotica na area da musica e literatura, etc mas deixarei o Movimento Artistico Gotico que deu origem ao estilo Gotico para uma outra oportunidade, falando desta vez no mesmo de uma forma muito breve. Isso para nao tornar a cronica ainda mais longa e para nao misturar o Movimento Social Gotico com o Movimento Artistico Gotico tao evidenciado sobretudo na arquitectura.


A Cultura e o Movimento Gotico e uma Cultura Social e Movimento Social alem Ideologia Social (chamada de Dark) e que teve o seu inicio no Reino Unido durante  final da Decada de 70 e o inicio da Decada de 80 no Seculo XX, derivado tambem do genero pos-punk. A Subcultura Gotica abrange um estilo de vida, estando ela mesma associada directamente a Musica Darkwave / Gothic Rock, Pos Punk, Ethereal Wave, a estetica de aparencia (visual, moda e vestuario) com maquiagem e o cabelo com penteado alternativos (cabelos desfiados, desarrumados e ate desgrenhados) e um certo gosto pessoal por leitura e poesia e igualmente o gosto por temas que glamorizam a decadencia, o Niilismo, o hedonismo e o lado sombrio tambem uma personalidade mais fechada nao expressam os seus sentimentos preferindo guardar para si mesmo ou atraves da poesia, estetica sombria que se traduz na combinacao do proprio vestuario, desde o Death Rock, Punk, Renascimento e Moda Vitoriana essencialmente baseados no preto, em algumas vezes com adicoes de cores escuras como lilas, roxo e carmesin.


Ao longo da historia, o termo Gotico foi utilizado como adjectivo ou classificacao de diversas manifestacoes artisticas, esteticas e ate comportamentais. Dessa maneira, podemos ter uma ideia da diversidade de significados que esta palavra traz em si.

Originalmente, Gotico deriva-se de godos, povo Germanico considerado Barbaro que diluiu-se aproximadamente 700 anos D.C. Como metafora, o termo foi usado pela primeira vez no inicio da Renascenca para designar perjorativamente a tendencia arquitectonica, criada pela Igreja Catolica, da baixa Idade Media e, por consequencia, toda a producao artistica deste periodo. Assim a arquitectura foi classificada como sendo Gotica, referindo-se ao seu estilo "Barbaro", se comparado as tendencias romanicas da epoca.

No Seculo XVIII, como reaccao ao Iluminismo, surge o Romantismo que idealiza uma Idade Media, que na verdade nunca existiu. Nesse periodo o termo Gotico passa a designar uma parcela da Literatura Romantica. Como a Idade Media tambem e conhecida como a "Idade das Trevas", o termo e aplicado como sinonimo medieval, sombrio, macabro e por vezes ate de como sobrenatural. As expressoes Gothic Novel e Gothic Literature sao utilizadas para designar para designar este Sub-genero Romantico, que trazia enredos sobrenaturais ambientados em cenarios sombrios como por exemplo castelos em ruinas e cemiterios. Assim, o termo Gothicism, este de origem inglesa, e associado ao conto de obras da Literatura Gotica. Posteriormente, influenciado pela Literatura Gotica, surge o ultra-romantismo, um Subgenero de Romantismo que tem o tedio, a morbidez e o dramtismo como algumas das caracteristicas mais significativas.


Ja no final da Decada de 70 surge a Subcultura Gotica influenciada por varias correntes artisticas, como o Expressionismo, o Decadentismo, a Cultura de Cabaret e Beatnick. Seus seguidores e adeptos foram primeiramente chamados de Darks em paises como  Brasil, apreciavam bandas de musica como Joy Division, Bauhaus, The Sisters of Mercy, entre tantas outras. Nos dias de hoje, a Subcultura Gotica permanece em actividade e em constante renovacao cultural, que nao se baseia apenas na musica e no comportamento, mas em outras inumeras expressoes artisticas.

Em meados da Decada de 90, viu-se emergir uma corrente cultural caracterizada por alguns elementos comportamentais comuns ao Romantismo do Seculo XVIII, com a melancolia e o obscurantismo, por exemplo. Na ausencia de uma classificacao mais precisa, esta corrente foi denominada por Cultura Obscura. Porem, de forma ampla e talvez ate equivocada, o termo Goticismo tambem e usado para denomina-la.

Existem, claro, algumas semelhancas entre a Cultura Obscura e a Subcultura Gotica. Mas existem igualmente diferencas essenciais que as tornam distintas. Por exemplo, a Cultura Obscura caracteriza-se por valores individuais e nao possui raizes historicas concretas como a Subcultura Gotica.

Entre os apreciadores da Cultura Obscura, e possivel determinar algumas semelhancas comuns, como a valorizacao e contemplacao das diversas manifestacoes artisticas. Alem de uma perspectiva poetica e subjectiva sobre a propria existencia; uma visao ate positiva sobre a solidao, melanclia e tristeza; introspecao, medievalismo, entre outros.

Sintenizar em palavras um universo de questoes filosoficas, espirituais e ideologicas que agem na razao humana, traz definicoes frageis e incompletas da sua essencia. Obscuro, Sombrio ou Gotico podem ser adjectivos de diversos contextos e conotacoes. Mas e, principalmente, o espelho que reflete uma personalidade.

O termo Gotico (do alemao: Goth ou ingles: Gothic) foi sempre usado atraves dos seculos sob varios significados, as vezes ate sem ligacao alguma. Inicialmente, por volta do Seculo V um povo Germanico conhecido como Godo, invadiu o Imperio Romano do Ocidente, levando a propria queda do Imperio. Desde entao, o termo Godo, que evolui para termo Gotico, ganhou um sentido perjorativo, de forma a atribuir tudo que fosse Barbaro, de Gotico. A palavra ao longo dos tempos, se tornou sinonimo de tudo que fosse medieval, sombrio, assustador, fantasmagorico, macabro, amedrontador e similares.

O uso do termo "Gotico" como musica, subcultura e estilo de vida, surgiu no inicio da Decada de 80. Alguns orgaos de imprensa ao entrevistar integrantes das diversas bandas relacionadas ao Pos Punk  com tematicas e atmosferas obscuras em suas musicas por vezes recebia respostas semelhantes a: "tematica sombria e soturna, gotica". Na metade da Decada de 80 o estilo ja havia sido espalhado por varios outros paises (incluindo Brasil e Portugal) e o proprio termo acabou por ir junto com ele e ate hoje e usado para denominar a cultura, Movimento Social, Grupo Social e ate Ideologia Social.


Desde a Decada de 90 a Sub-cultura Gotica comecou a sofrer algumas distorcoes por parte de enganos frequentes como o de que o termo "Gotico" sempre esteve ligado atraves da Historia, e portanto os goticos de hoje seriam legitimos descendentes dos godos.

As catedrais da baixa Idade Media, de Arquitectura Gotica, comecaram a ser construidas em Franca no Seculo XI, sem nem sequer receber esse nome na epoca.

Seculos depois, no periodo da Renascenca, os iluministas, que se opunham ao pensamento Mediaval, as chamaram pejorativamente de goticos, em alusao aos godos, como sinonimo de barbaros. Na epoca da sua construcao eram chamados de "opus francigenarum" ou seja Arte Francesa. Quanto aos barbaros "godos", que invadiram o Imperio Romano, foi um acontecimento dado por volta do Seculo V D.C, logo se ve entao que sao mais cinco seculos de diferenca Historico-Cultural, o que ja havia feito uma diluicao da cultura dos godos na Europa.

Do marco da construcao das catedrais goticas  (Do Seculo XI ate o Seculo XIV) ate a epoca em que surgiu um Movimento Literario chamado de Novela Gotica e um outro chamado Romantismo (Seculo XVIII para o Seculo XIX) ja haviam-se passado mais outros tantos seculos de diferenca cultural e, portanto, a imagem de Gotico foi estabelecida como sendo algo sombrio, fantasmagorico e misterioso, em um revivalismo da Idade Media.

O que era um nome pejorativo passou a ser um nome designador de uma estetica "Cool". Terminava assim o falar do sentido da palavra atraves do tempo sem liga-la  totalmente a cultura e mostrar que ate esse ponto os goticos da subcultura iniciada na Decada de 1980 nao sao descendentes dos godos dos seculos passados de forma alguma, pois nem sequer tiveram alguma ligacao atraves de suas epocas.

A ligacao dos goticos contemporaneos com os antigos movimentos artisticos assim intitulados, esta nas musicas, na literatura e na propria estetica de forma indirecta.

A Sub-cultura Gotica nao possui nenhum tipo de literatura propria, embora existam livros que catalogam bandas dentro de sub-generos da Musica Gotica como obras do Autor Britanico Mick Mercer, contexto historico como "Goth Chic" (basicamente uma enciclopedia do termo "Gotico") de Gavin Baddeley, livros que falam sobre estetica / comportamento como o "Gothic Charm School" da Autora Americana Jilian Venters, ou como a mesma prefere ser chamada : "Lady of the Good Manners" (como traducao: "Senhora das boas maneiras"), e livros que abordem o tema do comportamento, como "Goth. Identity, Style and Subculture" de Paul Hodkinson.

Mas ha varios estilos literarios apreciados por seus integrantes e seguidores, entre eles, no Horror Gotico (Horace Walpole, Mary Shelley, Bram Stoker, etc), tambem igualmente no Romantismo (William Blake, Lord Byron, Edgar Allan Poe, etc) a Poesia Simbolista / Decadentista (Charles Baudelaire, T.S. Eliot, Rimbaud, Oscar Wilde, etc), o Romance  Existencialista (Camus, Sartre, etc) e a Literatura Beat (Ginsberg, William Burroughs), entre outros.

Dessa forma, essa cultura fez releituras ou satiras do Horror Gotico.

Esse mesmo tipo de leitura tambem ja havia servido de tema para movimentos artisticos anteriores, que viriam a influenciar a Cultura Estetica dos anos de 1980, como por exemplo o Expressionismo.

Na Literatura Brasileira, os autores mais respeitados por integrantes da Sub-cultura Gotica sao: Augusto dos Anjos, Alvares de Azevedo, Cruz e Sousa e Alphonsus de Guimaraes.

Igualmente dentro da Literatura Portuguesa os autores mais respeitados chegam a ser ate dos mais conhecidos, escritores como: Eca de Queiros, Fernando Pessoa, Lima de Freitas, Camilo Pessanha, Florbela Espanca, David Soares, Mario de Sa Carneiro entre outros.

. Fonte: Dicionario de Portugues.

subcultura (sub- + cultura) s. f. 1. Cultura obtida a partir de outra. 2. Grupo de pessoas com caracteristicas específicas que criam ou pretendem criar uma subdivisao cultural.

cultura s. f. 1. Acto, arte, modo de cultivar. 2. Lavoura. 3. Conjunto das operacoes necessarias para que a terra produza. 4. Vegetal cultivado. 5. Meio de conservar, aumentar e utilizar certos produtoms naturais. 6. Fig. Aplicacao do espirito a (determinado estudo ou trabalho intelectual). 7. Instrucao, saber, estudo. 8. Apuro; perfeicao; cuidado.

Assim sendo, os goticos sao uma Sub-cultura, pois nao apareceram de outra nem tao pouco criaram ou tentaram criar uma subdivisao, e simplesmente uma sub-cultura como qualquer outra, tem suas origens fundamentadas em ideais, seja a arte (danca, musica, pintura e teatro), a escrita, a filosofia, dentre outras.


A Subcultura Gotico / Darkwave e uma Subcultura Laica, ou seja, e neutra a qualquer Religiao. E muito comum pessoas de fora da Subcultura Gotica pensarem que os goticos estao directamente ou de alguma forma ligados a Esoterismo, Anticristianismo ou Paganismo, sendo tal afirmacao uma ideia equivocada. Isto quer dizer que cada individuo da Subcultura Gotica e livre para seguir a Religiao que melhor lhe for conveniente, seja a mesma Teista ou e livre ate para nao seguir nenhuma Religiao.

Os tido wannables  - uma giria entre pessoas da Sub-cultura Gotica, que em sua semantica refere-se a um determinado sujeito novo, curioso e, mais directamente, que "quer ser" parte da mesma - Geralmente seguem a risca presuncosa e equivocada em denominarem aos outros pertencentes a ela apenas com Wiccas, Pagaos ou Satanicos, sendo estes, como mencionado inicialmente, livres de qualquer doutrina ou Sociedade Secreta.

Algum recurso de preambulo religioso e utilizado como tematica, para musicas ou estetica. Um crucifixo, por exemplo, pode, teatralmente, simbolizar a tortura (Crucio = tortura), pois a cruz foi cunhada em Roma, como instrumento para tal, antes mesmo do nascimento de Cristo.

Simbolicamente no sentido de estetica nao vem totalmente ligado a musica, as vestimentas goticas vieram de acordo com a ideologia a que ele pertence.


As verdadeiras raizes e origens da Subcultura Gotica podem ser achadas inicialmente nos anos 40 / 50 da Cultura Beat.

Os beats eram pessoas com gosto pelo que outrora fora conhecido como cabaret (na epoca dos grandes artistas e pensadores franceses), ou seja, ambientes boemios, onde conversavam, bebiam, fumavam, apreciavam saraus e ouviam boa musica (Jazz Underground e posteriormente Rock). Tudo excessivamente. Tanto que os oculos foram adoptados ao estereotipo Beat, junto com as roupas predominantemente escuras e boina preta , por causa da fumaca.

Os cabelos eram compridos (porem mais curto que o dos hippies) e eram comuns um tipo de cavanhaque bem aparado em linha ao longo do queixo. Nos Estados Unidos o movimento se tornou menos "intelectualizado" e mais junkie ou desleixado. O primeiro uso de termo "Beat" ou "Beat Generation" tera sido feito pelo Escritor Norte-americano Jack Kerouac no final dos anos de 1940. Mas o termo so se tornaria popular nos anos 50.

Passaria a ser tambem um Movimento Pop e "comercializavel" de 57 a 61. Mas suas origens remontam ao underground dos cafes parisienses do Pos-guerra. Dai vem o termo "Estudante de Arte existencialista e parisiense" para a postura Beat.

O termo "Beatnik" foi dado pelo imprensa, que misturou Beat a Sputnik (primeiro satelite russo no Espaco sideral). Os beatniks nos anos 60 eram mais apoliticos (e / ou pacifistas), existencialistas, cool, sua poesia e musica completava tanto o lado mais obscuro quanto hedonista e urbano da boemia.

Porem o que era um Movimento Underground acabou por cair em decandencia com sua comercializacao. Da diluicao desse movimento surgiram talvez outros dois, o Hippie e o Punk Beat, ou Glan Punk.

Os hippies formaram um movimento politizado, expressivo (nao cool), de visual colorido (bem ao contrario dos goticos que mantem a sua base nas cores escuras) e cabelos muito longo mas nem sempre bem tratados. A parte do Beat que permaneceu no Hippie foi a religiosidade alternativa, muitas vezes orientalista, o "alternativismo", e alguns estilos musicais.

Isso e bem o estilo de artistas que conhecemos muito bem, como o Guitarrista Jimi Hendrix, porem nao fazia o tipo de outros como Iggy Pop. Uma parte dos beats, claro, nao se tornou Hippie, sobretudo por discordar de suas tendencias, e seguiram outros caminhos diferentes.

Logo, surge esse outro lado da ramificacao temos a explosao do Glam (Glamour) e Glam Punk. Com tematicas e abordagens mais profundas, liricas e adultas. Pode-sse entao citar o Velvet Underground em Nova Iorque, os Stooges em Detroit e os The Doors em Los Angeles. O Velvet Undergrund glamouriza o decadentismo urbano, sem esperancas e floreios, para cena Pop. Em 1970, surge em Nova Iorque a Banda New York Dolls com um Rock cru e simples, em performances bombasticas travestidos de mulheres.  "Ora, se as mulheres conquistaram o direito de se vestirem como homens, por que nao?"

A tematica chamou a atencao do conhecido e por vezes polemico David Bowie que a levou para o outro lado do Atlantico. Junto a Marc Bolan do T - Rex, e o Roxy Music de Brian Eno e Bryan Ferry, Bowie se tornou uma referencia mundial do Glam Rock.

A abordagem do Glam Rock era basicamente o esteticismo e dandismo de Oscar Wilde e Baudelaire actualizado para os anos 70. A decadencia do homem e da sociedade urbana e as suas perversoes hedonistas, a artificialidade, o pre-moldado, o poserismo, enfim decadence avec elegance (decadencia com elegancia). Dizer que a Glam Rock e apenas cores e purpurina e tao superficial quanto dizer-se que o Gotico e vestir-se de preto.

A tematica do Glam viria a trazer atraves de musicas brilhantes (tanto em letra como em melodia) a melancolia da condicao humana e de temas soturnos, basta ver suas traducoes.

Mesmo esteticamente o Glam preservava um lado noir (sombrio). Algumas bandas tais como Bauhaus e specimen, que deram origem a Musica Gotica, nao se deferenciam em quase nada das bandas incluidas no Glam Rock quanto a sua sonoridade.

A atitude do Glam androginia era mais do rockers duroes, Mods (uma variantes dos beats cujo a diluicao daria origem aos skinheads no lado mais durao e na evolucao continua a transicao para o Glam Rock) e os hippies conservadores estavam preparados. Era de facto uma inversao. Alem do mais naquela epoca nem se via mais o que fazer em termos de psicodelia, foi quando o Glam chegou e virou a cabeca dos adolescentes que queriam tambem se vestir de uma forma semelhante aos seus idolos. E a influencia Beat viria a permanecer viva atraves do Glam.

Tanto nos Estados Unidos como em Inglaterra, conceitos e ate esteticas beats permaneceram ao longo do Glam e dos anos 70.

O rotulo "Punk", foi dado ao Movimento Rock que tinha, em resposta ao Rock Progressivo, musicas simples em execucao, mas com temas sociais de grande importancia.

Bandas experimentais, contra a Musica Comercial das grandes editoras, uma geracao critica a arte e consumo da sua epoca, interessada em questoes existenciais foram consideradas com sendo punks antes de 77. Alguns exemplos foram os casos de: Talking Heads e o Patti Smith Group.

Porem em 1978 o termo acabara por cair em decadencia ja era considerado como gasto e distorcido pelo sucesso de 77. O Director da Editora Musical Sire Records, Seymour Stein, acabou por considerar que essas bandas tinham o mesmo feeling dos filmes do Movimento Cinematografico frances de caracteristicas Noir (obscura) e contra-culturais chamado "Nouvelle Vague" (New Wave em ingles, Neue Welle, em alemao).

Assim o New Wave e o Pos-Punk (Postumo ao Punk) seriam os termos usados para classificar estas bandas musicais originalmente chamadas de Punk antes de o termo "Punk" atingisse o fim do seu auge. Simultaneamente algumas dessas bandas sao afiliadas a Sub-cultura Gotica. Na verdade com o tempo, o termo New Wave passou a ser utilizado para as bandas mais pops e Pos-Punk, que era mais Underground.

Ainda, entao, bandas da Sub-cultura Gotica eram classificadas de ambas as formas. Mas posteriormente deixou-se o new wave para bandas com um visual mais colorido e para as bandas que adotaram um tendencia mais sombrias acabou-se por usar o termo pejorativo Gotico, que acabou por cair na moda.

Toda a estetica Gotica inicial vai ser uma mistura Glam (androginia, poesia urbana e maldita, maquiagens pesadas, sonoridade Rock basica, dandismo, etc), que tambem foram reforcados por uma influencia do Movimento New Romantic dos anos 80 e a Cultura Beat (poesia urbana e maldita, existencialismo e espiritualidade difusa, roupas escuras, Acid Rock, Cool, Jazz-Rock, psicodelia, etc), ora tendo uma sonoridade mais Pos-Punk, outras mais New Wave. O termo foi usado durante as decadas de 80 e 90 tambem convencionou-se tirar o New e usar Darkwave.


A estetica como um visual, uma vez  que, gostando de determinados sub-generos musicais, estetica, corrente literaria, arte, convivencia com pessoas que sentem-se atraidas e gostam do que e aceito no Gotico, ou tudo que esteja ligado ao mesmo, torna-se quase o suficiente para que entendam seu "mecanismo". Embora, visual seja uma identidade individual (ou colectiva) de consideravel importancia que diferencie e caracterize em qual epoca e a qual sub-cultura um indiduo pertence.

A cor preta como tonalidade predominante acompanhada a uma postura tida como juvenil e geralmente um arquitipo do mainstream. Sendo esta, uma limitacao dos conceitos superficiais direcionados a massa no que diz respeito a sub-culturas urbanas derivadas do que chamam de "Rock". A cor preta, como representacao estetica, geralmente e acompanhada de uma, ou mais cores adicionadas de forma peculiar para compor visuais dentro dos esteriotipos variantes do Gotico, ou seja, nao sendo esta predominante, embora ainda assim presente. Como simbolismo, a semantica pode variar de pessoa para pessoa, ou estar praticamente ausente, permanecendo apenas como uma questao estetica. A presenca de adultos na sub-cultura especialmente a Norte-americana e da Europa e em grande escala, o que modifica os conceitos sobre a sub-cultura tratar-se de algo mais juvenil, visto que ainda preza-se pela censura conforme o que diz respeito as leis e normas basicas de todo e qualquer evento, festival e concerto.

Os tipos de esteticas ou, esteriotipos visuais, recebem mais enfase em eventos, concertos e festivais como Wave Gotik Treffen realizado anualmente em Leipzig, na Alemanha, M' era Luna Festival, em Hildesheim situado na Alemanha, entre outros. Geralmente em paises de Primeiro Mundo, especialmente na Europa e no Norte da America, onde o IDH e mais elevado, possuem mercados maioroes, no qual ha mao-de-obra mais especializada e qualificada em confeccoes de produtos esteticos e artisticos que favorecem e nutrem suas modas, e, logo sao importados a outros paises.

Ha tambem alguns fotografos(as) estlistas e designers que criam suas obras inspiradas em derivacoes esteticas da Sub-cultura Gotica e que divulgam as mesmas por paginas da internet, exposicoes, etc. Obras com uma forma de arte, ou mesmo, incentivo a Dresscode. Sao tambem promovidos desfiles no Meio Underground por profissionais do Mundo da Moda como a bem conhecida Estilista alema Vecona.

Na moda das massas e frequente em colecoes de Outono/Inverno desde desfiles e passarelas a lojas, onde o uso da estetica Gotica e tida e considerada como referencial, vide estilistas famosos(as) como Alexander McQueen, Gloria Coelho, John Galliano, Yohji Yamamoto, Karl Lagerfeld, Thierry Mugler, Jean Paul Gaultier, entre outros.

 
O cinema e a televisao deram um bom espaco para a "Goth Culture" atraves de filmes, series, documentarios, etc, como por exemplo os filmes Nosferatu, o Vampiro um filme alemao de 1922 em cinco actos com o nome na lingua de origem Nosferatu, Eine Symphonie des Grauens, filmes da Hammer films, producoes do Cineasta americano Tim Burton, Dracula do Escritor e Romancista, Poeta e Contista irlandes Abraham "Bram" Stoker, Elvira (Rainha das trevas) um filme de 1988 protagnizado por Cassandra Peterson uma Actriz, Roteirista e Cantora estadunidense, A Famalia Addams (filme), Entrevista com o Vampiro um filme americano de 1994 com o nome  Interview with the Vampire: The Vampire Chronicles com um elenco de luxo com actores com Tom Cruise, Bradd Pitt, Antonio Banderas, Christian Slater e actrizes como Kirsten Dunst o filme foi baseado no romance  homonimo de 1976 da Escritora americana Anne Rice, O feitico um filme americano com o titulo original de The Craft de 1996, A Rainha dos Malditos um original de 1988 com o nome de The Queen of the Damned baseado em mais uma Obra Literaria da Escritora Anne Rice, Fome de Viver com o nome original de The Hunger produzido em 1983 e um filme britanico que conta com a presenca de David Bowie, Catherine Deneuve, Susan Sarandon e Cliff  de Young, Os Fantasmas Divertem-se com o titulo original de Beetlejuice e um filme americano de 1988 que mistura os generos de comedia e terror e conta com a producao de Tim Burton, ou series como Familia Addams (Serie de Televisao) com o nome original de The Addams Family exibida originalmente entre 1964 e 1966, com base em personagens criadas por Charles Addams na Decada de 1930 e Os Mostros uma Serie de Televisao que passou tambem entre 1964 e 1966 com o titulo original de The Musters.


Nao queria terminar esta cronica ficando por aqui entao para alguns amantes da boa musica eu que sou fan daquilo que considero ser boa musica nao importa se e Rock, Pop, Musica Romantica ou Fado gosto de musica nao pelo Genero Musical mas pela qualidade da mesma o que faz com que goste de quase todos os generos desde a Musica Classica, ao Moods Music e ao Heavy Metal embora tambem exista alguns generos que nao aprecie de forma alguma, Dance Music, Trance, Rap ou Techno mas sinto que nao podia terminar esta cronica sem apresentar a seguinte lista que se segue no entanto como podem ver nao sou grande apreciador das novas modernices da musica.

A Musica Gotica tem influencias de Musica Classica, vocais classicos, tenores, sopranos, vocais belissimos, violinos, pianos, orquestras, expressao de sentimentos, etc. As letras se destacam por ser uma arte no mundo actual, destacam por sua melancolia, abordam sentimentos profundos e de uma forma aparentemente incrivel, falando de coisas obscuras e ocultas. Da vida ate a morte a letra Gotica e original por ser algo que faz as pessoas pensarem e principalmente sentirem quandoo elas sao escutadas. Diferentes de outros estilos de musica que buscam somente o entretenimento das pessoas.


Lista com as melhores bandas de Rock Gotico:

. Alien Sex Fiend.
. All About Eve. - (banda).
. All Gone Dead.
. And Also the Trees.
. ASP. - (banda).
. Bauhaus. - (banda).
. The Black Belles.
. Bloodflowerz.
. Burning Image.
. The Chameleons
. Christian Death.
. Clan of Xymox.
. Cocteau Twins.
. The Cruxshadows.
. The Cult.
. The Cure.
. Dalis Car.
. The Damned.
. Dark Sanctuary.
. Dead Can Dance.
. Deine Lakaien.
. Delight. - (banda).
. Dif Juz.
. Fields of the Nephilim.
. Gene Loves Jezebel.
. Get Scared.
. The Horror.
. Inkubus Sukubus.
. Killing Joke.
. L' Ame Immortelle.
. London After Midnight.
. The Lords of the New Church.
. Malice Mizer.
. Miranda Sex Garden.
. The Mission.
. Nightingale. - (banda).
. The Phantom Limbs.
. Rainy Days Factory.
. Rasputina.
. Seraphim Shock.
. Sex Gang Children.
. Siouxsie & the Banshees.
. The Sisters of Mercy.
. Southern Death Cult.
. Strangeways.
. Sunseth Midnight.
. Switchblade Symphony.
. The Tears of Blood.
. Theatre of Hate.
. Umbra et Imago.
. Vanilla Ninja.
. The Wounded.
. Xmal Deutschland.
. Yosei Teikoku.

As bandas da lista acima estao incorporadas no Genero Musical de Rock Gotico mas se ha varios tipos de Rock evidentemente tambem e de crer que aja varios tipos de musica Gotica e um dos mais conhecidos para alem do Rock Gotico e o Metal Gotico.
                                         


















Banda de musica de Metal Gotico:

. Abonos.
. Aeternitas.
. Aion.
. Angel Blake.
. Artrosis.
. Asrai.
. Ava Inferi.
. Before the Dawn.
. Bella Morte.
. Beseech.
. Blackthorn.
. Bloodflowerz.
. Cadaveria.
. Cemetary.
. Century Sleeper.
. Charon.
. Crematory.
. Dakrua.
. Darkwell.
. Deathstars.
. Delain.
. Dremora.
. Dying season.
. Elis. - (banda).
. Entwine.
. Epica.
. Echoes of Eternity.
. Eyes of Eden.
. Flowing Tears.
. For My Pain...
. Forest of Shadows.
. How Like a Winter.
. Ikarian.
. Illuminandi.
. In Peccatum.
. Killing Miranda.
. Krypteria.
. Lacrimas Profundere.
. Lacrimosa. (banda).
. Lacuna Coil.
. Love Like Blood.
. Macbeth. - (banda).
. Mandragora Scream.
. Moi Dix Mois.
. Moonspell.
. Mortal Love.
. Motionless in White.
. Naamah.
. Naio Ssaion.
. Nemesea.
. NeNasty.
. Of The Archaengel.
. Opera IX.
. Orom.
. Paradise Lost. - (banda).
. Penumbra. - (banda).
. Poisonblack.
. Ravenland.
. Red Harvest.
. Reflexion.
. SaraLee.
. Sentenced.
. Siebenbugen.
. Silentium.
. The Sins of Thy Beloved.
. Sirenia. - (banda).
. Stravaganzza.
. Sundown. - (banda).
. Theatre of Tragedy.
. Theatres des Vampires.
. Tiamat. - (banda).
. Tiarra.
. To/Die/For.
. Trail of Tears.
. Tristania.
. Type O Negative.
. Valkyre.
. Vampiria.
. Virgin Black.
. The Vision Bleak.
. Visionaire.
. We Are the Fallen.
. WeltenBrand.
. Woods of Ypres.
                                                     




Nao podia deixar de fazer referencia a Musica Gotica portuguesa pelo que coloquei o video acima de uma daquelas que e considerada a melhor Banda de Musica no Genero de Metal Gotico portugues embora seja apreciador confesso nao ser grande conhecedor so mesmo recentemente comecei a prestar atencao ao Rock Gotico, ao Metal Gotico e ate ao proprio Heavy Metal.

Em qualquer Genero Musical creio que nao se pode falar de musica sem falar de festivais quem e que gosta da Cultura e do Movimento Hippie e nunca ouviu falar do Festival de Musica de Woodstock realizado pela primeira vez entre 15 e 18 de Agosto de 1969 por onde passaram os grandes nomes da musica daquela altura. Tambem talvez nao sendo tao conhecidos como o Festival de Woodstock, um Rock in Rio, ou um Vilar de Mouros tambem na Musica gotica existem varios festivais de musica que se realizavam habitualmente todos os anos.

Lista de festivais de musica gotica:

. Dark City Festival.
. M'era Luna Festival.
. Wave-Gotik-Treffen.





Quase na hora de terminar confesso que todas as cronicas me dao um especial prazer escrever por diversas razoes. Esta nao escapa a regra e deu-me mais prazer por ter visto que nem tudo o que e Gotico e obscuro, satanico, misterioso, sangrento, etc. Espero ter conseguido transmitir essa mensagem e quem sabe ate dar-lhe algumas informacoes acerca do Movimento e Cultura Gotica tambem, confesso que nao escrevi mais cedo esta cronica por pensar que devido a um possivel ocultismo e secretismo da Cultura e Movimento Gotico seria mais dificil de o fazer.

Acredito agora que o Mundo Gotico nao e um mundo rodeado de misterios e segredos e penso que muito do que se fala dos goticos e apenas mito talvez por gostarem da noite, da escuridao, locais abandonados e misticos (cemiterios em particular) se tenha criado o mito de que os goticos gostam de dormir em caixoes funebres.

Sei que tenho ainda muito para dizer acerca dos goticos no futuro nao so apenas do Movimento Artistico tao bem exemplificado e mostrado na arquitectura mas tambem so na Literatura Gotica tenho material suficiente para fazer mais uma cronica acerca e sobre os goticos e se Deus me permitir e certo de que irei faze-lo com todo o gosto e prazer.

Caro(a) leitor(a) sobretudo para aqueles que me conhecem devo dizer que nao estou a mudar certos gostos pessoais sobretudo no que diz respeito a musica posso ter comecado a ser apreciador de Heavy Metal, Punk Rock, Metal Gotico e ate Rock Gotico mas a minha primeira preferencia continua a ir para a Musica Romantica isto porque o Romantismo faz parte, sempre fez e vai continuar a fazer da minha personalidade, ate a proxima.

                                                                                                              Manuel Goncalves





 























































Sem comentários:

Enviar um comentário