sábado, 29 de agosto de 2015

As Aparicoes, Milagres, Pastorinhos e Segredos de Fatima

 

A envolver a este tema permanece um dos maiores casos insolitos e misterios da Igreja Catolica se nao da Igreja Catolica a nivel mundial pelo menos a nivel nacional. Porem por culpa de tudo o que envolvia o mesmo assunto, tudo se tornou demasiado grande para ficar apenas em Portugal e hoje apesar de tudo da questao da veracidade ou nao vemos o que Fatima se tornou embora ache lamentavel que um local de culto religioso como e o Santuario de Fatima praticamente se tenha tornado um local de negocio e uma fonte de riqueza para a Igreja Catolica.

Muitos sao os que continuam a duvidar nao das aparicoes da Nossa Senhora assim como da veracidade dos proprios milagres, muitos mesmo ate mesmo pessoas que estao dentro da propria Igreja Catolica o que por si logo a partida levanta bastante polemica. E notavel a forma como a propria Igreja Catolica sempre procurou ocultar um pouco a unica suposta vidente que conseguiu sobreviver aos anos que se seguiram e atingir a idade adulta.

Lucia de Jesus Rosa dos Santos e os primos Francisco Marto e Jacinta Marto foram os unicos que podiam atestar toda a verdade da historia, ou mentira, talvez ate o que e verdade e o que e mentira. Pessoalmente acredito nas aparicoes ate porque muitos anos depois vieram a tornar-se reais certas revelacoes da altura sobretudo a parte do ultimos dos tres segredos de Fatima so que todos sabem que quem conta algo historia, conto, verdade ou mentira por vezes acresenta-lhe sempre um ponto e creio que a propria Igreja Catolica acresentou alguns e ocultou outros.


No dia 13 de Maio de 1917, tres criancas que trabalhavam levando o gado a pastar Lucia de Jesus Rosa dos Santos (1907-2005) (10 anos), Francisco de Jesus Marto (1908-1919) (9 anos) e Jacinta de Jesus Marto (1910-1920) (7 anos) afirmaram ter visto "...uma senhora mais branca que o sol " sobre uma azinheira de um metro ou pouco mais de altura, quando apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Santa Iria, Lugar de Aljustrel, pertencente ao Concelho de Ourem, Distrito de Santarem, Provincia do Ribatejo, Portugal.

Lucia via, ouvia e falava com a aparicao, ja Jacinta via e ouvia e Francisco somente via, mas nao a ouvia.

As aparicoes repetiram-se nos cinco meses seguintes, portanto: Junho, Julho, Agosto, Setembro e Outobro, e seriam portadoras de uma mensagem ao mundo. Finalmente a 13 de Outobro de 1917 a aparicao finalmente revelou-lhes quem era, dizendo-lhes que era Nossa Senhora do Rosario.

Os relatos deste acontecimento foram mais tarde redigidos pela Irma Lucia a partir de 1935, em quatro manuscritos, habitualmente designados por Memorias I, Memorias II, Memorias III e Memo IV.



Antes das aparicoes da Nossa Senhora na Cova da Iria em 1917, Lucia, Francisco e Jacinta tiveram no ano anterior tres visoes do Anjo de Portugal ou Anjo da Paz. Estas visoes permaneceram ineditas ate 1937, ate Lucia as divulgar, pela primeira vez, no designado texto Memoria II. A narracao e mais completa e o texto definitivo das Oracoes ao Anjo e publicado no Memoria IV, escrito em 1941. As aparicoes do anjo em 1916, foram precedidas por tres outras visoes, de Abril a Outobro de 1915, nas quais Lucia e outras tres pastorinhas, Maria Rosa Matias, Teresa Matias e Maria Justino, tambem no Outeiro do Cabeco, e noutros locais, suspensa no ar sobre o arvoredo do vale "uma como que nuvem mais branca que a neve, algo transparente, como forma humana. Era uma figura, como se fosse uma estatua de neve, que os raios do sol tornavam algo transparente". A mesma descricao e da propria Irma Lucia.

As aparicoes do Anjo:

 
. Primeira Aparicao:

O relato da mais velha dos pastorinhos e videntes, Lucia, descreve assim os acontecimentos: "Andava eu com os meus primos Francisco e Jacinta a cuidar do rebanho e subimos a encosta em procura de um abrigo a que chamavamos a "Loca do Cabeco". Depois de ai merendar e rezar, alguns momentos havia que jogavamos e eis que um vento sacode as arvores e faz-nos levantar a vista para ver o que se passava, pois o dia estava sereno. Entao comecamos a ver, a alguma distancia, sobre as arvores que se estendiam em direccao ao Nascente (Leste ou Este na roda dos ventos), uma luz mais branca que a neve, com a forma de um jovem, transparente, mais brilhante que um cristal atravessado pelos raios do Sol. A medida que se aproximava, iamos-lhe distinguindo as feicoes. Estavamos supreendidos e absortos. Nao diziamos palavra. Ao chegar junto de nos, disse:

 - Nao temais. Sou o Anjo da Paz. Orai comigo. 

 E ajoelhando em terra, curvou a fronte ate ao chao. Levados por um movimento sobrenatural, imitamo-lo repetimos as palavras que lhe ouvimos pronunciar:

 - Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-vos. Peco-vos perdao para os que nao creem, nao adoram, nao esperam e nao vos amam.

Depois de repetir isto tres vezes, ergueu-se e disse:

 - Orai assim. Os coracoes de Jesus e Maria estao atentos a voz das vossas suplicas. E desapareceu. A atmosfera do sobrenatural que nos envolveu era tao intensa, que quase nao nos davamos conta da propria existencia, por um grande espaco de tempo, permanecendo na posicao em que nos tinha deixado, repetindo sempre a mesma oracao. A presenca de Deus sentia-se tao intensa e intima que nem mesmo entre nos atreviamo-nos a falar. No dia seguinte, sentiamos o espirito ainda envolvido por essa atmosfera que so muito lentamente foi desaparecendo. Nesta aparicao, nenhum pensou em falar nem em recomendar segredo. Ela de si o impos. Era tao intima que nao era facil pronunciar sobre ela a menor palavra. Fez-nos, talvez, tambem maior impressao por ser a primeira vez assim manifesta".

 
. Segunda Aparicao:

A segunda aparicao deu-se no Verao de 1916, sobre o poco da casa dos pais de Lucia, junto ao qual as criancas tinham por habito ir brincar. Assim narra a Irma Lucia: "Fomos, pois passar as horas da sesta a sombra das arvores que cercavam o poco ja varias vezes mencionado. De repente, vimos o mesmo Anjo junto de nos.

- Que fazeis? Orai! Orai muito! Os coracoes de Jesus e Maria tem sobre vos designios de misericordia. Oferecei constantemente ao Altissimo oracoes e sacrificios.
- Como nos havemos de sacrificar? - perguntei.

- De tudo que puderdes, oferecei um sacrificio em acto de reparacao pelo pecados que Ele e ofendido e de suplica pela conversao dos pecadores. Atrai, assim, sobre a vossa Patria, a paz. Eu sou o Anjo da sua guarda, o Anjo de Portugal. Sobretudo, aceitai e suportai com submissao o sofrimento que o Senhor vos enviar.

 E desapareceu. Estas palavras do Anjo gravaram-se em nosso espirito, como uma luz que nos fazia compreender quem era Deus, como nos amava e queria ser amado, o valor do sacrificio e como ele lhe era agradavel, como, por atencao a ele, convertia os pecadores. Por isso, desde esse momento, comecamos a oferecer ao Senhor tudo que nos mortificava, mas sem discorrermos a procurar outras mortificacoes ou penitencias, excepto a de passarmos horas seguidas prostrados por terra, repetindo a oracao que o Anjo nos tinha ensinado".
              

. Terceira Aparicao:

A terceira aparicao ocorreu no final do Verao ou principio de Outono de 1916, novamente na "Loca do Cabeco", como mais uma vez descreve a Irma Lucia: "Rezamos ai o Terco e (a) oracao que na primeira aparicao nos tinha ensinado. Estando, pois, ai, apareceu-nos pela terceira vez, trazendo na mao um calice e sobre ele uma Hostia, da qual caiam, dentro do calix, algumas gotas de sangue. Deixando o calice e a Hostia suspensos no ar, prostrou-se em terra e repetiu tres vezes a oracao:

 - Santissima Trindade, Padre, Filho, Espirito Santo, adoro-vos profundamente e ofereco-vos o preciosissimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrarios da terra, em reparacao dos ultrajes, sacrilegios e indiferencas com que ele mesmo e ofendido. E pelos meritos infinitos do Seu Santissimo Coracao e do Coracao Imaculado de Maria, peco-vos a conversao dos pobres pecadores.

 Depois, levantando-se, tomou de novo na mao o calice e a Hostia e deu-me a Hostia a mim e o que continha o calice deu-o a beber a Jacinta e ao Francisco, dizendo, ao mesmo tempo:

 - Tomai e bebei o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo horrivelmente ultrajado pelos homens ingratos. Reparai os seus crimes e consolei o vosso Deus.

De novo se prostrou em terra e repetiu conosco mais tres vezes a mesma oracao: - Santissima Trindade... etc.

 E desapareceu. Levados pela forca do sobrenatural que nos envolvia, imitavamos o Anjo em tudo, isto e, prostrando-nos como Ele e repetindo as oracoes que Ele dizia. A forca da presenca de Deus era tao intensa que nos absorvia e aniquilava quase por completo. Parecia privar-nos ate do uso dos sentidos corporais por um grande espaco de tempo. Nesses dias, faziamos as accoes materiais como que levados por esse mesmo ser sobrenatural que a isso nos impelia. A paz e felicidade que sentiamos era grande, mas so intima, completamente concentrada a alma em Deus. O abatimento fisico, que nos prostrava, tambem era grande".


As aparicoes da Nossa Senhora:

 
. 13 de Maio de 1917:

Brincavam os tres pastorinhos na Cova da Iria, uma pequena propriedade pertencente as pais de Lucia, localizada a 2,5 Km de Fatima, quando por volta do meio-dia e depois de rezarem o Terco, observaram dois uroes como se fossem relampagos. Com receio de comecar a chover, reuniram o rebanho e decidiram ir-se embora, mas no caminho e logo abaixo, outro clarao teria iluminado o espaco. Nesse mesmo instante, teriam visto em cima de uma pequena azinheira (onde agora se encontra a Capelinha das Aparicoes), "era uma Senhora vestida de branco e mais brilhante que o sol, espargindo luz mais clara e intensa que um copo de cristal cheio de agua cristalina, atravessado pelos raios do sol mais ardente", assim descreve a mais velha do grupo dos tres pastorinhos, Lucia: " A sua face, indescritivelmente bela nao era nem triste, nem alegre, mas seria, com ar de suave censura. As maos juntas, como a rezar, apoiadas no peito e voltadas para cima. Da mao direita prendia um Rosario. As vestes pareciam feitas so de luz. A tunica era branca e branco o manto, orlado de ouro que cobria a cabeca da Virgem e lhe descia ate aos pes. Nao se lhes viam os cabelos nem as orelhas". Os tracos da fisionomia Lucia nunca pode descreve-los, pois a sua formosura nao cabe em palavras humanas. Os videntes estavam tao perto da Nossa Senhora - a um metro de distancia, mais ou menos - que ficavam dentro da luz que a cercava, ou que Ela espargia. O coloquio inicia-se da seguinte maneira:

Nossa Senhora: - Nao tenhais medo. Eu nao vos faco mal.
Lucia: - Donde e Vossmece?
Nossa Senhora: - Sou do Ceu - (e Nossa Senhora ergueu as maos apontando o ceu).
Lucia: - E que e que Vossmece me quer?
Nossa Senhora: - Vim para vos pedir que venhais aqui seis meses seguidos, no dia 13, a esta mesma hora. Depois vos direi quem sou e o que quero. Depois voltarei ainda aqui uma setima vez.
Lucia: - E eu tambem vou para o Ceu?
Nossa Senhora: - Sim, vais.
Lucia: - E a Jacinta?
Nossa Senhora: - Tambem.
Lucia: - E o Francisco?
Nossa Senhora: - Tambem, mas tem que rezar muitos tercos.
Lucia: - A Maria das Neves ja esta no Ceu? - (Lucia referia-se a uma mulher que tinha morrido recentemente).
Nossa Senhora: - Sim, esta.
Lucia: - E a Amelia?
Nossa Senhora: - Estara no Purgatorio ate ao fim do mundo.  Quereis oferecer-vos a Deus para suportar todos os sofrimentos que ele quiser enviar-vos, em acto de reparacao pelos pecados com que Ele e ofendido e de suplica pela conversao dos pecadores?
Lucia: - Sim, queremos.
Nossa Senhora: - Ides pois ter muito que sofrer, mas a graca de Deus sera o vosso conforto.


"Foi ao pronunciar estas ultimas palavras que abriu pela primeira vez as maos comunicando-nos uma luz muito intensa, como que reflexo que delas expedia, que nos penetrava no peito e no mais intimo da alma, fazendo-nos ver a nos mesmo em Deus, que era essa luz, mais claramente do que nos vemos no melhor dos espelhos. Entao, por um impulso intimo tambem comunicado, caimos de joelhos e repetimos intimamente O Santissima Trindade, eu vos adoro, meu Deus meu Deus eu Vos amo no Santissimo Sacramento. Passados estes momentos Nossa Senhora acresentou:

- Rezem o Terco todos os dias para alcancarem a paz para o mundo e o fim da guerra (na altura desenrolava-se a Primeira Guerra Mundial).

 Em seguida comecou a elevar-se serenamente em direccao ao Nascente ate desaparecer na imensidade da distancia. A luz que a circundava ia como que abrindo um caminho no cerrado dos astros".




. 13 de Junho de 1917:

Neste dia compareceram no local cerca de 50 pessoas curiosas pelos factos entretanto revelados pelos pastorinhos. Mais uma vez, por volta da hora do meio-dia e tal como Nossa Senhora prometera na aparicao anterior, os videntes notaram novamente um clarao, a que chamavam relampago, mas nao era propriamente tal, mas sim antes um reflexo de luz que se aproximava. Alguns dos espectadores ali presentes notaram que a luz do ceu se obscureceu duramte os minutos que se seguiram no inicio do coloquio, outros afirmaram ainda que o topo da azinheira, coberto de rebentos, pareceu curvar-se como sob um peso, um momento antes da mais velha do grupo dos pastorinhos, Lucia, falar. Durante a troca de palavras entre Lucia e a aparicao alguns ouviram um sussurro como se fosse ou semelhante ao zumbido de uma abelha.


Lucia: - Vossemece que me quer?
Nossa Senhora: - Quero que venhais aqui no dia 13 do mes que vem, que rezeis o Terco todos os dias e que aprendam a ler. Depois, direi o que quero. - Lucia pediu a cura de um doente. - Se se converter curar-se-a durante o ano.
Lucia: - Queria pedir-lhe para nos levar para o Ceu.
Nossa Senhora: - Sim, a Jacinta e o Francisco leve-os em breve. Mas tu ficas ca mais algum tempo. Jesus quer servir-se de ti para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devocao ao meu Imaculado Coracao. A quem abracar, prometo a salvacao e serao queridas de Deus estas almas, como as flores postas por Mim a adornar o seu trono.
Lucia: - Fico ca sozinha?
Nossa Senhora: - Nao, filha. E tu sofres muito? Nao desanimes. Eu nunca te deixarei. O meu Imaculado Coracao sera o teu refugio e  caminho que te conduzira ate Deus.

"Foi no momento que disse estas ultimas palavras que abriu as maos e nos comunicou, pela segunda vez, o reflexo dessa luz imensa. Nela nos vimos como que submergidos em Deus. A Jacinta e o Francisco pareciam estar nan  parte dessa luz que se elevava para o ceu e eu na que se espargia sobre a terra. A frente da palma da mao direita de Nossa Senhora estava um coracao cercado de espinhos que parecia estarem-lhe cravados. Compreendemos que era o Imaculado Coracao ultrajado pelos pecados da humanidade que queria reparacao. Quando se desvaneceu dessa visao, a Senhora, envolta ainda na luz que d'Ela irradiava, elevou-se da arvorezinha sem esforco, suavemente na direccao do Leste ate desaparecer de todo".

Algumas pessoas mais proximas notaram que os rebentos do topo da azinheira estavam tombados na mesma direccao, como se as vestes da Senhora os tivessem arrastado. So algumas horas mais tarde retomaram a posicao natural.


. 13 de Julho de 1917:

Ao dar-se a terceira aparicao, uma nuvenzinha  acizentada pairou sobre a azinheira, o sol ofuscou-se, uma aragem fresca, soprou sobre a serra, embora se estivesse em pleno Verao (13 de Julho). O Senhor Manuel Marto, pai de Francisco e da Jacinta, ali presente, diz que tambem ouviu um sussurro, como o de moscas num cantaro vazio. Os videntes Lucia, Francisco e Jacinta viram o reflexo da costumada luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira.

Lucia: - Vossemece que me quer?
Nossa Senhora: - Quero que venhais aqui no dia 13 do mes que vem, que continuem a rezar o Terco todos os dias, em honra de Nossa Senhora do Rosario para obter a paz do mundo e o fim da guerra, porque so Ela lhes podera valer.
Lucia: - Queria pedir-lhe para nos dizer quem e; para fazer um milagre com que todos acreditem que Vossemece nos aparece.
Nossa Senhora: - Continuem a vir aqui todos os meses. Em Outobro direi quem sou, o que quero e farei um milagre que todos hao-de ver para acreditarem.

Lucia apresenta entao uma serie de pedidos de conversoes, curas e outras gracas. Nossa Senhora mais uma vez responde lembrando e recomendando sempre a pratica do Terco, que assim alcancariam as gracas pretendidas durante o ano. Um dos diversos pedidos de curas e gracas foi a cura do filho paralitico de Maria Carreira (que viria a ser desde o inicio uma devota da Nossa Senhora de Fatima). Nossa Senhora por sua vez respondeu que nao o curaria nem  tiraria da sua pobreza, mas que se rezasse o Terco todos os dias em familia e dar-lhe-ia os meios de ganhar a vida. Outro enfermo pedia para ir em breve para o Ceu. Nossa Senhora respondeu que nao tivesse pressa, que bem sabia quando o havia de vir buscar. Depois prosseguiu:

Nossa Senhora: - Sacrificai-vos pelos pecadores e dizei muitas vezes e em especial quando fizerdes algum sacrificio: "O Jesus, e por vosso amor, pela conversao dos pecadores e em reparacao pelos pecados cometidos o Imaculado Coracao de Maria".

"Ao dizer estas ultimas palavras, abriu de novo as maos, o reflexo de luz que delas expediam pareceu penetrar a terra e (primeira parte do segredo - "A Visao do Inferno") mostrou-nos um grande mar de fogo que parecia estar debaixo da terra. Mergulhados nesse fogo os demonios e as almas, como se fossem brasas transparentes e negras, ou bronzeadas com forma humana, que flutuavam no incendio levadas pelas chamas que d'elas mesmas saiam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das fagulhas em os grandes incendios sem peso nem equilibrio, entre gritos e gemidos de dor e desespero que horrorizava e fazia estremecer de pavor. Os demonios distinguiam-se por formas horriveis e asquerosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros. Esta vista foi um momento, e gracas a nossa boa Mae do Ceu que antes nos tinha prevenido com a promessa de nos levar para o Ceu (na primeira aparicao), se assim nao fosse, creio que teriamos morrido de susto e pavor. Em seguida, levantamos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:

Nossa Senhora: - Viste o Inferno, para onde vao as almas dos pobres pecadores. Para as salvar, - (Segunda parte do segredo - "O Imaculado Coracao de Maria") - Deus quer estabelecer no mundo a devocao a meu Imaculado Coracao. se fizerem o que eu dizer salvar-se-ao muitas almas e terao paz. A guerra vai acabar, mas se nao deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI comecera outra pior. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida, sabei que e o grande sinal que Deus vos da de que vai punir o mundo de seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguicoes a Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir, virei pedir a consagracao da Russia a meu Imaculado Coracao e a comunhao reparadora nos primeiros sabados. Se atenderem aos meus pedidos, a Russia se convertera e terao paz, se nao, espalhara seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguicoes a Igreja, os bons serao martirizados, o Santo Padre tera muito que sofrer, varias nacoes serao aniquiladas. Por fim o meu Imaculado Coracao triunfara. O Santo Padre consagrar-me-a a Russia, que se convertera, e sera concedido ao mundo algum tempo de paz. Em Portugal se conservara sempre o dogma da fe.

"Entao vimos (tereira parte do segredo - "O atentado ao Papa) a lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fogo na mao esquerda; ao cintilar, soltava chamas que pareciam incendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que da mao direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro. O Anjo apontando com a mao direita para a terra, com voz forte dizia:

-  Penitencia, Penitencia, Penitencia!

E vimos n'uma luz imensa que e Deus: "Algo semelhante a como se veem as pessoas n'um espelho quando lhe passam por diante" um Bispo vestido de branco "tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre". Varios outros bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas subiam uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fora de sombreiro com casca; o Santo Padre, antes de chegar ai, atravessou uma grande cidade meia em ruinas, e meio tremulo com andar vacilante, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadaveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de joelhos aos pes da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam varios tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns tras dos outros os bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posicoes. Sob os bracos da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal na mao, n'eles recolhiam o sangue dos Martires e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus". Terminada esta visao, disse Nossa Senhora:

Nossa Senhora: - Isto nao o digais a ninguem. Ao Francisco sim, podeis dize-lo. Quando rezardes o Terco, dizei depois de cada misterio: "O meu Jesus! Perdoai-nos e livrai-nosdo fogo do Inferno, levai as almas todas para o Ceu, principalmente aquelas que mais precisarem.
Lucia: - Vossemece nao me quer mais nada?
Nossa Senhora: - Nao. Hoje nao te quero mais nada.


"E como de costume, comecou a elevar-se em direccao ao Nascente, ate desaparecer na imensa distancia do firmamento". Ouviu-se entao um trovao, indicando que a aparicao cessara.

 
19 de Agosto de 1917:

No dia 13 de Agosto de 1917, quando era suposto dar-se a quarta aparicao, os pastorinhos e videntes nao puderam ir a Cova da Iria, pois foram raptados pelo entao Administrador do Concelho de Vila Nova de Ourem, Artur de Oliveira Santos (1884-1955), um Republicano Anticlerical e Macon, que a forca quis arrancar-lhes o segredo.

Nesse dia juntou-se uma grande multidao que aguardava pela aparicao. Por volta do meio-dia, ouviu-se um trovao, ao qual se seguiu um relampago, tendo os espectadores presentes notado uma pequena nuvem branca que pairou durante alguns minutos sobre a ja referida azinheira em outras visoes e que servia de pouso para a aparicao. Observaram-se tambem fenomenos de coloracao, de diversas cores, nos rostos de algumas pessoas ali presentes, das roupas, das arvores e do chao. As criancas continuaram em cativeiro e apesar das varias ameacas fisicas de que acabaram por ser alvo, permaneceram inabalaveis e nada revelaram.

Na manha do dia 15 de Agosto de 1917 e a seguir a um interrogatorio final, foram entao libertados e regressaram a Fatima.

No dia 19 de Agosto de 1917, Lucia estava com Francisco e seu irmao Joao no Lugar dos Valinhos, uma propriedade de um dos seus tios e que dista uns 500 metros de Aljustrel. Pelas 4 horas da tarde, comecaram a produzir-se as alteracoes atmosfericas que igualmente tinham precedido sempre as 3 aparicoes anteriores a que os videntes tinham assistido, uma subita diminuicao da temperatura e um esmorecimento do sol. Lucia, sentindo que alguma coisa de sobrenatural se aproximava e os envolvia, pediu ao primo Joao para chamar rapidamente Jacinta, a qual chegou a tempo de ver Nossa Senhora que - anunciada, como das outras vezes, por um reflexo de luz - apareceu sobre uma azinheira, um pouco maior do que aquela que se encontrava na Cova da Iria.


Lucia: - Que Vossemece me quer?
Nossa Senhora: - Quero que continueis a ir a Cova da Iria no dia 13, que continueis a rezar o Terco todos os dias. No ultimo mes farei o milagre para que todos acreditem.
Lucia: - Que e que Vossemece quer que faca ao dinheiro que o povo deixa na Cova da Iria?
Nossa Senhora: - Facam dois andores, um leva-o tu com a Jacinta e mais duas meninas; o outro que  leve o Francisco com mais tres meninos. O dinheiro dos andores e para a festa de Nossa Senhora do Rosario e o que sobrar e para a ajuda de uma capela que hao-de mandar fazer.
Lucia: - Queria pedir-lhe a cura de alguns doentes.
Nossa Senhora: - Sim, alguns curarei durante o ano. - E tomando um aspecto mais triste, recomendou-lhes novamente a pratica da mortificacao: - Rezai, rezai muito e fazei sacrificios pelos pecadores, que vao muitas almas para o Inferno por nao haver quem se sacrifique e peca por elas.

"E, como de costume, comecou a elevar-se em direccao ao Nascente. "

Os Videntes cortaram ramos da arvore sobre a qual Nossa Senhora lhes tinha aparecido e levaram-nos para casa. Os ramos exalavam um perfume singularmente suave.


. 13 de Setembro de 1917:

Como de todas as outras vezes, uma serie de fenomenos atmosfericos foram observados pelos circunstantes, cujo o numero maior foi calculado entre 15 000 e 20 000 mil pessoas: o subito refrescar da atmosfera, o empalidecer do Sol ate ao ponto de se verem as estrelas, uma especie de chuva como que de petalas irisadas ou flocos de neve que desapareciam antes de pousarem na terra. Em particular, foi notado desta vez um globo luminoso que se movia de forma lenta mas majestosamente pelo ceu, do Nascente para o Poente e, ja no fim da aparicao, em sentido contrario. Os videntes notaram, como de costume, o poderoso reflexo de uma luz e, a seguir, Nossa Senhora sobre a ja tantas vezes referida azinheira.


Nossa Senhora: - Continuem a rezar o Terco para alcancarem o fim da guerra. Em Outobro, vira tambem Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, Sao Jose com o Menino Jesus, para abencoarem o Mundo. Deus esta contente com os vossos sacrificios, mas nao quer que durmais com a corda. Trazei-a so durante o dia.
Lucia: - Tem-me pedido para lhes pedir muitas coisas, a cura de alguns doentes, de um surdo-mudo.
Nossa Senhora: - Sim, alguns curarei. Outros nao. Em Outobro farei o milagre para que todos acreditem.

"E comecando a elevar-se , desapareceu como de costume".


. 13 de Outbro de 1917:

Devido ao facto dos pastorinhos terem revelado que a Virgem Maria iria fazer um milagre neste dia para que assim todos pudessem acreditar, estavam presentes na Cova da Iria cerca de 50 mil pessoas, segundos os relatos da epoca (vindos tambem segundos relatos de varios pontos de Portugal). Chovia com abundancia e a multidao de quase meia centena de milhar aguardava as tres criancas nos terrenos enlameados da serra a Pastorinha e Vidente na altura e futura Irma Lucia assim descreve estes acontecimentos na Memoria IV:

"Saimos de casa bastante cedo, contando com as demoras do caminho. O povo era em massa. A chuva, torrencial. Minha mae, temendo que fosse aquele o ultimo dia da minha vida, com o coracao retalhado pela incerteza do que iria acontecer quis acompanhar-me. Pelo caminho, as cenas do mes passado, mais numerosas e comovedoras. Nem a lamaceira dos caminhos impedia essa gente de se ajoelhar na atitude mais humilde e suplicante. Chegados a Cova da Iria, junto da carrasqueira, levada por um movimento interior, pedi ao povo que fechasse os guarda-chuvas para rezarmos o Terco. Pouco depois, vimos o reflexo da luz e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira".


Lucia: - Que e que Vossemece me quer?
Nossa Senhora: - Quero dizer-te que facam aqui uma capela em Minha honra, que sou a Senhora do Rosario, que continuem sempre a rezar o Terco todos os dias. A guerra vai acabar e os militares voltarao em breve para as suas casas.
Lucia: - Eu tinha muitas coisas coisas para lhe pedir: se curava uns doentes e se convertia uns pecadores, etc.
Nossa Senhora: - Uns, sim; outros, nao. E preciso que se emendem, que pecam perdao dos seus pecados. - E tomando um aspecto mais triste: - Nao ofendam mais a Deus Nosso Senhor que ja esta muito ofendido.

"E abrindo as maos, fe-las reflectir no Sol. E enquanto se elevava, continuava o reflexo da Sua propria luz a projectar-se no Sol."


Neste momento, Lucia diz a multidao para olharem para o Sol, levada por um movimento interior que a isso a impeliu.

"Desaparecida Nossa Senhora, na imensa distancia do firmamento, vimos, ao lado do Sol, S. Jose com o Menino e Nossa Senhora vestida de branco, com um manto azul". Era a Sagrada Familia.

"S. Jose com o menino pareciam abencoar  Mundo com uns gestos que faziam com a mao em forma de cruz. Pouco depois, desvanecida esta aparicao, vi Nosso Senhor acabrunhado de dor a caminho do Calvario e Nossa Senhora que me dava a ideia de ser Nossa Senhora das Dores".

Lucia via apenas a parte superior do corpo de Nosso Senhor e Nossa Senhora nao tinha a espada no peito.

"Nosso Senhor parecia abencoar o Mundo da mesma forma que S. Jose. Desvaneceu-se esta aparicao e pareceu-me ver ainda Nossa Senhora, em forma semelhante a Nossa Senhora do Carmo, com o Menino Jesus ao colo".


Enquanto os tres pastorinhos eram agraciados com estas visoes (somente Lucia viu os tres quadros, tanto Francisco como Jacinta viram apenas o primeiro), a maior parte da multidao ali presente observou o chamado milagre que viria a ficar conhecido e chamado por Milagre do Sol. A chuva que ate entao ia caindo cessou, as nuvens entreabriram-se deixando ver o Sol assemelhando-se a um disco de prata fosca, podia fitar-se o mesmo sem dificuldade e sem cegar. A imensa bola comecou a girar vertiginosamente sobre si mesma como uma roda de fogo. Depois, os seus bordos tornaram-se escarlates e deslizou no ceu, como se fosse um remoinho, espargindo chamas vermelhas de fogo. Essa mesma luz reflectia-se no proprio solos, nas arvores, nas proprias faces das pessoas ali presentes e nas roupas que vestiam, tomando tonalidades brilhantes e diferentes cores. Animado tres vezes por um movimento louco, o globo de fogo pareceu tremer, sacudir-se e precipitar-se em ziguezague sobre a multidao que comecava a ficar aterrorizada. Tudo durou uns dez minutos. Finalmente, o sol voltou em ziguezague para o seu lugar e ficou novamente tranquilo e brilhante. Muitas foram as pessoas ali presentes que notaram que as suas roupas, ensopadas pela chuva, tinham secado subitamente. Tal fenmeno foi testemunhado por milhares de pessoas, ate mesmo por outras que estavam a quilometros do lugar das aparicoes. O relato foi publicado na imprensa por diversos jornalistas  que ali se tinham deslocado e que foram tambem eles mesmos, testemunhas do milagre. O ciclo das aparicoes de Fatima tinha terminado.


Apresenta-se a seguir uma cronologia eventos historicos reliacionados com as mensagens e as aparicoes da Nossa Senhora de Fatima:

. 28 de Marco de 1907 - Nasce Lucia de Jesus Rosa dos Santos, em Aljustrel, Fatima.
. 11 de Junho de 1908 - Nasce Francisco de Jesus Marto, em Aljustrel, Fatima.
. 11 de Marco de 1910 - Nasce Jacinta de Jesus Marto, em Aljustrel, Fatima.
. 28 de Julho de 1914 - Inicio da Primeira Guerra Mundial.
. 23 de Fevereiro de 1917 - A Revolucao Russa tem inicio. O Czar e deposto e um Governo Provisorio e implantado. A 25 de Outobro bolcheviques, liderados por Vladimir Lenin, assumem o poder.
. 13 de Maio de 1917 - O futuro Papa Pio XII e solenemente ordenado Bispo pelo seu antecessor, o Papa Bento XV, exactamente no primeiro dia da aparicao de Nossa Senhora de Fatima aos tres pastorinhos.
. 11 de Novembro de 1918 - Fim da Primeira Guerra Mundial.
. 23 de Dezembro de 1918 - Os irmaos Francisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto adoecem vitimas de pneumonica.
. 4 de Abril de 1919 - Morre Francisco de Jesus Marto, na casa da sua familia, em Aljustrel. E sepultado no Cemiterio de Fatima.
. 28 de Abril de 1919 a 15 de Junho de 1919 - Construcao da Capelinha das Aparicoes, em resposta ao pedido de Nossa Senhora: "Quero que facam aqui uma capelinha em minha honra".
. 21 de Janeiro de 1920 - Jacinta de Jesus Marto e levada para Lisboa, onde fica primeiro internada no Orfanato da Nossa Senhora dos Milagres, na Rua da Estrela, nº 17, em Lisboa.
. 2 de Fevereiro de 1920 - Jacinta de Jesus Marto e mudada do Orfanato da Nossa Senhora dos Milagres para o Hospital da Dona Estefania, em Lisboa.
. 20 de Fevereiro de 1920 - Morre Jacinta de Jesus Marto, no Hospital da Dona Estefania, em Lisboa. E sepultada no Cemiterio de Vila Nova de Ourem no jazigo da familia Barao de Alvaiazere.
. 13 de Maio de 1920 - A imagem da Nossa Senhora de Fatima oferecida por Gilberto Fernandes dos Santos e obra do Escultor Jose Ferreira Thedim (1892-1971), e benzida na Igreja Paroquial de Fatima. E em madeira, cedro do Brasil, e mede 1,10m. E entronizada na capelinha a 13 de Junho de 1920.
. 17 de Junho de 1921 - Lucia da entrada  como Aluna Interna, no Colegio das Irmas Doroteias em Vilar, Porto.
. 13 de Outobro de 1921 - E permitido a celebracao da Missa, pela primeira vez, junto a Capelinha das Aparicoes.
. 6 de Marco de 1922 - A Capelinha das Aparicoes e parcialmente destruida por uma bomba, sendo reconstruida ainda nesse mesmo ano.
. 3 de Maio de 1922 - Provisao do Bispo de Leiria manda instaurar o Processo Canonico sobre os acontecimentos de Fatima em particular os de 1917 entre Maio e Outobro.
. 25 de Outobro de 1925 - Lucia parte para Espanha onde e admitida postulante de noviciado no Convento das Doroteias, em Tui. Ao receber o habito adopta o nome Maria (Lucia) das Dores.
. 10 de Dezembro de 1925 - Nossa Senhora pede a Lucia, numa nova visao agora em Tui, a divulgacao da pratica e da Comunhao reparadora nos primeiros sabados.
. 15 de Fevereiro de 1926 - Lucia tem uma nova visao agora de Jesus onde Ele lhe pergunta se a mesma tem espalhado a devocao dos primeiros sabados.
. 26 de Junho de 1927 - O Bispo de Leiria preside, pela primeira vez, uma Cerimonia Oficial na Cova da Iria.
. 13 de Maio de 1928 - Lancamento da primeira pedra para a construcao da nova Basilica.
. 14 de Abril de 1929 - E concluido o Processo Canonico sobre as Aparicoes instaurado em 3 Maio de 1922 por ordem do Bispo de Leiria. A comissao responsavel entrega o relatorio final ao Bispo de Leiria.
. 13 de Junho de 1929 - Nossa Senhora pede  a Lucia, noutra visao em Tui, a consagracao da Russia ao Seu Imaculado Coracao.
. 13 de Outobro de 1930 - O Bispo de Leiria, Dom Jose Alves Correia da Silva (1872-1957), torna publico oficialmente, que as Aparicoes de Fatima sao dignas da fe por parte da Igreja Catolica e a permissao do culto publico a Nossa Senhora de Fatima.
. 13 de Maio de 1931 - Primeira Consagracao de Portugal ao Imaculado Coracao de Maria, feita pelo Episcopado Portugues, no seguimento da Mensagem de Fatima.
. 12 de Setembro de 1935 - Os restos mortais de Jacinta de Jesus Marto sao transladados para o Cemiterio de Fatima, data em que a urna foi aberta e revelado seu corpo incorrupto, quinze anos depois de sua morte e sepultamento.
. Dezembro de 1935 - Lucia escreve o texto sobre a vida de Jacinta de Jesus Marto, sua prima, e que fica conhecida como a "Primeira Memoria da Irma Lucia".
. 21 de Novembro de 1937 - Lucia conclui o manuscrito sobre a sua vida e as aparicoes e que ficou conhecido como "Segunda Memoria da Irma Lucia". Revela tambem pela primeira vez as visoes do Anjo.
. 25 de Janeiro de 1938 - Extraordinaria Aurora Boreal registada por astronomos na noite de 25 para 26 de de Janeiro. (Lucia sempre havia insistido que este seria o sinal de Deus para o comeco da guerra, conforme Nossa Senhora havia comunicado em revelacao aos pastorinhos na terceira aparicao).
. 12 de Marco de 1938 - Tropas nazistas marcham ate a Austria para anexa-la a Alemanha do Terceiro Reich. (Segundo o testemunho da Irma Lucia (carta de 8 de Novembro de 1989 para o Santo Padre), este acontecimento teria sido o verdadeiro inicio da Segunda Guerra Mundial, ocorrendo durante o Pontificado (1922-1939) do Papa Pio XI (1857-1939), confirmando assim a mensagem  da Nossa Senhora de 13 de Julho de 1917).
. 31 de Agosto de 1941 - Atendendo ao pedido feito pelo Bispo de Leiria, a Irma Lucia redige novos factos sobre a sua prima Jacinta de Jesus Marto e revela a primeira e segunda parte do Segredo, deixando no entanto claro que existiria igualmente uma Terceira parte para divulgar. Esse manuscrito e posteriormente publicado, ficando conhecido como "Terceira Memoria da Irma Lucia".
. 8 de Dezembro de 1941 - Lucia escreve o que ficou conhecido como a "Quarta Memoria da Irma Lucia". A Vidente escreve no mesmo o texto definitivo das Oracoes do Anjo e acrescenta ao texto do segredo a seguinte frase <<Em Portugal se conservara sempre o dogma da fe, etc.>>.
. 13 de Maio de 1942 - Uma grande peregrinacao comemora o 25º aniversario sobre as Aparicoes.
. 13 de Outobro de 1942 - Um grupo de mulheres portuguesas oferece uma Coroa de ouro a imagem da Capelinha em accao de gracas por Portugal nao ter entrado na Segunda Guerra Mundial. Pesa 1200 gramas e esta enriquecida por 313 perolas e 2679 pedras preciosas.
. 31 de Outobro de 1942 - Por ocasiao do encerramento do Ano Jubilar das aparicoes, o Papa Pio XII (1876-1958) atraves de uma mensagem de radio a Portugal, faz a Consagracao do Mundo ao Imaculado Coracao de Maria.
. 31 de Janeiro de 1944 - Por ordem do Bispo de Leiria, a Irma Lucia escreve a Terceira Parte do Segredo. O envelope e selado e guardado pelo Bispo de Leiria.
. 15 de Agosto de 1945 - Fim da Segunda Guerra Mundial.
. 13 de Maio de 1946 - O Cardeal Bento Aloisi Masella (1879-1970), legado pontificio, Coroa solenemente a imagem da Nossa Senhora de Fatima.
. 20 de Maio de 1946 - A Vidente Lucia, unica sobrevivente das aparicoes, faz em Fatima, a identificacao dos lugares historicos das aparicoes.
. 25 de Marco de 1948 - Lucia ja com 40 anos retorna a Portugal para ingressar no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra, com o nome de Irma Maria Lucia do Coracao Imaculado.
. 30 de Outobro de 1950 - As 16:00 horas da tarde do mesmo dia, o Papa Pio XII presencia o Milagre do Sol nos jardins do Vaticano e conta ainda como viu um globo opaco girando em torno dele mesmo, movimentando-se ligeiramente para a direita e para a esquerda, repetidamente. O fenomeno repete-se para o Pontifice ainda no dia seguinte, 31 de Outobro, 1 de Novembro e 8 de Novembro. O Pontifice disse ser uma confirmacao celestial a proclamacao solene do dogma da Assuncao de Maria de corpo e alma aos ceus.
. 1 de Maio de 1951 - Os restos mortais de Jacinta de Jesus Marto sao trasladados para a Basilica de Fatima, onde e sepultada.
. 13 de Marco de 1952 - Os restos mortais de Francisco de Jesus Marto sao tambem transladados para a Basilica de Fatima como foram os de Jacinta no ano anterior. E sepultado junto da sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto, os irmaos ficam juntos de novo no mesmo local depois da morte de Francisco em 4 de Abril de 1919.
. 7 de Julho de 1952 - O Papa Pio XII, por meio de uma Carta Apostolica, consagra os povos da Russia ao Purissimo Coracao de Maria.
. 7 de Outobro de 1953 - Sagracao da Basilica de Nossa Senhora do Rosario. Em Novembro de 1954, Pio XII concede-lhe o titulo de Basilica.
. 4 de Abril de 1957 - O envelope selado com a Terceira parte do Segredo e entregue ao Arquivo Secreto do Santo Oficio (Arquivos Secretos do Vaticano). Disto mesmo a Irma Lucia e avisada pelo Bispo de Leiria. O entao Papa Pio XII nao chega a abrir o mesmo envelope e a ver o mesmo documento escrito no seu interior.
. 17 de Agosto de 1959 - O novo Papa Joao XXIII (1881-1963) toma conhecimento da Terceira parte do Segredo. Apos algum tempo de hesitacao, pede para esperar e decide nao torna-lo publico.
. 13 de Agosto de 1961 - Inicia-se a construcao do Muro de Berlim.
. 21 de Novembro de 1964 - O entao Papa Paulo VI (1897-1978), ao dar por encerrado a III Sessao do Concilio Vaticano II, confia o genero humano ao Imaculado Coracao de Maria e proclama Nossa Senhora Matter Ecclesiae. Concede a Rosa de Ouro ao Santuario de Fatima que e entregue a 13 de Maio do ano seguinte pelo Cardeal Fernando Cento, legado Pontificio.
. 27 de Marco de 1965 - O Papa Paulo VI toma conhecimento da Terceira Parte do Segredo e decide nao publica-lo, remetendo de novo o envelope para os Arquivos do Vaticano.
. 13 de Maio de 1967 - O Papa Paulo VI deslca-se a Fatima, no cinquentenario da  1ª aparicao da Nossa Senhora, para pedir a paz no mundo e a unidade da Igreja.
. 13 de Maio de 1977 - A peregrinacao do  60º aniversario da 1ª Aparicao e presidida pelo Cardeal Humberto Medeiros (1915-1983) Arcebispo de Boston, legado Pontificio.
. 13 de Maio de 1981 - O entao Papa Joao Paulo II (1920-2005) sofre um atentado na Praca de Sao Pedro, no Vaticano. Logo que recupera no hospital, pede que lhe entreguem o envelope com a Terceira parte do Segredo que envolve as aparicoes de Fatima.
. 12 de Maio de 1982 - A Irma Lucia, numa carta dirigida ao Santo Padre, faz uma orientacao para a interpretacao da Terceira parte do Segredo.
. 13 de Maio de 1982 - O Papa Joao Paulo II visita pela primeira o Santuario de Nossa Senhora de Fatima para agradecer a Virgem ter escapado com vida ao atentado que havia sofrido um ano antes. De joelhos, consagra a Igreja, os Homens e os Povos, com mencao velada da Russia, ao Imaculado Coracao de Maria.
. 25 de Marco de 1984 - O Papa Joao Paulo II, em uniao com os bispos do mundo inteiro, faz na Praca de Sao Pedro, no Vaticano, a Consagracao do Mundo ao Imaculado Coracao de Maria, diante da imagem da Virgem de Fatima, que propositadamente viajou desde a Capelinha das Aparicoes. Mais tarde, a Irma Lucia confirma, numa carta de 8 de Novembro de 1989 para o Santo Padre, que este acto solene e universal de consagracao, corresponderia ao que Nossa Senhora queria. Joao Paulo II entrega ao entao Bispo de Leiria-Fatima, Dom Alberto Cosme do Amaral, a bala que o tinha atingido no atentado de que tinha sido vitima a 13 de Maio de 1981. Essa mesma bala foi posteriormente colocada na Coroa da Virgem, onde permanece ate hoje.
. 13 de Maio de 1989 - O Papa Joao Paulo II publica o decreto que proclama a heroicidade das virtudes dos videntes Francisco de Jesus Marto e sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto.
. 9 de Novembro de 1989 - Cai o Muro de Berlim, acto inicial da reunificacao das duas Alemanhas (Republica Federal Alema (1949 e 1990) tambem conhecida como Alemanha Ocidental ou RFA e Republica Democata Alema (1949 e 1990) tambem conhecida como Alemanha Oriental ou RDA), acabando tambem com a Cortina de Ferro. Muitos apontam este momento tambem como o fim da Guerra Fria. Um pedaco do muro foi oferecido mais tarde ao Santuario de Fatima pelo Emigrante portugues na Alemanha Virgilio Casimiro Ferreira.
. 13 de Maio de 1991 - O Papa Joao Paulo II visita Fatima pela segunda vez, no 10º aniversario do seu atentado na Praca de Sao Pedro, no Vaticano. Novamente, faz a consagracao do mundo ao Imaculado Coracao de Maria.
. 25 de Dezembro de 1991 - Mikhail Gorbachev (1931) anuncia o fim da Uniao Sovietica (tambem conhecida como URSS, Uniao das Republicas Socialistas Sovieticas ou Russia), renunciando ao cargo de Presidente Executivo da Uniao Sovietica. Mais tarde muitas das igrejas foram devolvidas aos ortodoxos, incluindo o Mosteiro de Sao Daniel, onde esta hoje a Sede do Patriarcado da Igreja Ortodoxa Russa. Actualmente, a Russia ou Federacao da Russia permite a multiconfessao religiosa.
. Outobro de 1992 - A estatua peregrina de Nossa Senhora de Fatima visita a Russia onde fica exposta na Praca Vermelha em Moscovo.
. 13 de Agosto de 1994 - E inaugurado o monumento no qual esta integrado o pedaco do Muro de Berlim. Pesa 2600 quilos, mede 3,60 metros de altura por 1,20 de largura. O arranjo do monumento e do Arquitecto Jose Carlos Loureiro.
. 12 e 13 de Outobro de 1996 - O Cardeal Joseph Aloisius Ratzinger (1927), Prefeito da Congrecacao para a Doutrina da Fe (1981-2005) e tambem futuro Papa Bento XVI (2005-2013), visita o Santuario de Fatima, onde preside a Peregrinacao Internacional Aniversaria de Outobro.
. 27 de Abril de 2000 - Cumprindo o pedido feito pelo Papa Joao Paulo II numa carta pessoal enviada a Irma Lucia em 19 de Abril de 2000, o Cardeal Dom Tarcisio Bertone (1934). Secretario da Congrecacao para a Doutrina de Fe e Secretario de Estado do Vaticano (2006-2013) e o Bispo de Leiria-Fatima Serafim de Sousa Ferreira e Silva (1930) encontram-se com a Irma Lucia no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra para ouvir a sua interpretacao da Terceira parte do Segredo.
. 13 de Maio de 2000 - O Papa Joao Paulo II visita Fatima pela terceira e ultima vez (1982, 1991, 2000) para a beatificacao dos pastorinhos Francisco de Jesus Marto e sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto. Ai se encontra pela ultima vez com a Irma Lucia. O Cardeal Angelo Sodano (1927), no final da solene Concelebracao Eucaristica presidida pelo Papa Joao Paulo II, anuncia ao mundo o que todos esperavam e era o maior misterio a envolver as aparicoes de Fatima, revela o Terceiro Segredo de Fatima.
. 26 de Junho de 2000 - O Vaticano torna publico o texto integral do Terceiro Segredo de Fatima atraves de uma publicacao, acompanhado por um comentario teologico da autoria do entao Cardeal Joseph Ratzinger, Prefeito da Congrecacao para a Doutrina da Fe.
. 8 de Outobro de 2000 - A imagem da Nossa Senhora de Fatima viaja novamente para o Vaticano e na Praca de Sao Pedro, na presenca de 1500 bispos de todo o mundo e de milhares de fieis e peregrinos, o Papa Joao Paulo II consagra diante desta e em uniao com todo o Episcopado do mundo, o novo milenio a Virgem Santissima.
. 13 de Fevereiro de 2005 - Morre no Carmelo de Coimbra a Irma Lucia do Coracao Imaculado, da Ordem das Carmelitas Descalcas.
. 2 de Abril de 2005 - Morre Joao Paulo II.
. 13 de Maio de 2005 - O entao novo Papa Bento XVI faz uma excepcao a regra do Codigo de Direito Canonico e da instrucoes para o inicio do Processo de Beatificacao do recem falecido Papa Joao Paulo II. O Patriarca de Lisboa e Cardeal Dom Jose da Cruz Policarpo (1936-2014), cumpre o pedido feito por Bento XVI e entrega o Pontificado de Joseph Ratzinger aos pes de Nossa Senhora de Fatima.
. 19 de Fevereiro de 2006 - Os restos mortais da Irma Lucia sao transladados para a Basilica de Fatima onde e sepultada junto dos seus primos Francisco de Jesus Marto e sua irma Jacinta de Jesus Marto, os tres pastorinhos voltam a ficar juntos no mesmo local depois da morte de Francisco em 4 de Abril de 1919 ter separado os tres definitivamente deste mundo terreno, de Jacinta em 20 de Fevereiro de 1920 e por fim de Lucia em 13 de Fevereiro de 2005.
. 12 de Outobro de 2007 - Celebrando o 90º aniversario das Aparicoes, e inaugurada a Igreja da Santissima Trindade pelo Secretario de Estado do Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone, assistindo ao acto o Presidente da Republica, Anibal Antonio Cavaco Silva (1939) e o Presidente da Assembleia da Republica, Jaime Gama (1947).
. 14 de Fevereiro de 2008 - O Cardeal Jose Saraiva Martins (1932), Prefeito da Congrecacao para as Causas dos Santos (1998-2008), por ocasiao do 3º  aniversario da morte da Irma Lucia, torna publico em Coimbra que o Papa Bento XVI autorizou, excepcionando as normas do Direito Canonico, o inicio da fase diocesana da causa da beatificacao de Lucia, transcorridos apenas tres anos apos a sua morte.
. 12 e 13 de Maio de 2010 - O Papa Bento XVI, visita o Santuario de Fatima no 10º aniversario da beatificacao dos Pastorinhos Fracisco de Jesus Martos e Jacinta de Jesus Marto. Concede a 2ª Rosa de Ouro ao Santuario, colocando-a aos pes da imagem da Virgem na Capelinha das Aparicoes.
. 1 de Maio de 2011 - O falecido Papa Joao Paulo II e beatificado na Praca de Sao Pedro, no Vaticano.
. 13 de Maio de 2011 - Milhares de pessoas presentes no Santuario de Fatima observam um Halo Solar, no momento em que era exibido um filme que relatava momentos da vida de Joao Paulo II e da sua ligacao e envolvimento a Fatima. Muitos peregrinos dizem ver um "milagre" enquanto outros dirigem os telemoveis para o sol para focar e registar o momento em fotografia.
. 13 de Maio de 2013 - O Cardeal-Patriarca de Lisboa Dom Jose Policarpo da cumprimento ao desejo claramento expresso pelo Papa Francisco (1936) e consagra o seu Pontificado a Virgem de Fatima.
. 12 e 13 de Outobro de 2013 - A imagem de Nossa Senhora de Fatima volta novamente ao Vaticano, atendendo ao desejo do Papa Francisco. No dia 12 e acolhida na Praca de Sao Pedro pelo Santo Padre e ja no dia 13, o Papa faz diante da imagem a Consagracao do Mundo ao Imaculado Coracao de Maria.


Quem me conhece ou quem nao me conhece mas tem acompanhado as publicacoes deste meu Blog sabe que gosto de apresentar tudo da forma mais completa possivel. Por vezes torna-se um pouco arriscado faze-lo porque alem de tornar as publicacoes extensas acabo por vezes por ser um pouco repetitivo, porem nesta cronica nao vou fugir a regra sobretudo porque e das que me esta a dar mais gosto pesquisar e escrever. Sendo tradicionalmente tao completo como poderia eu escrever esta cronica sem falar abertamente um pouco sobre os Pastorinhos e expor um pouco detalhes e irformacoes sobre os mesmos aqui vou faze-lo de seguida mesmo antes de falar abertamente tambem um pouco mais sobre os Segredos de Fatima. Comecarei tambem da forma que gosto de fazer ou seja comecando pelo mais velho do grupo no caso em causa Lucia de Jesus Rosa dos Santos.


Lucia de Jesus Rosa dos Santos (Aljustrel, Fatima, Ourem. 28 de Marco de 1907 - Coimbra, 13 de Fevereiro de 2005), Freira da Ordem das Carmelitas Descalcas ou Ordem do Carmo, conhecida no Carmelo como Irma Maria Lucia de Jesus e do Coracao Imaculado e referenciada pela maioria dos catolicos portugueses simplesmente como Irma Lucia, foi, juntamente com seus primos Francisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto irma mais nova de Francisco (os chamados <<Tres Pastorinhos>>), uma das tres criancas que viram as aparicoes de Nossa Senhora na Cova Iria, em Fatima, durante o ano de 1917.

 
Lucia nasceu no Lugar de Aljustrel, proximo de Fatima, filha de Antonio dos Santos e de sua mulher (casados em Fatima, Ourem, a 19 de Novembro de 1890) Maria Rosa (6 de Julho de 1869) e irma mais nova de sete: Maria dos Anjos, Teresa de Jesus Rosa dos Santos, Manuel Rosa dos Santos, Gloria de Jesus Rosa dos Santos, Carolina de Jesus Rosa dos Santos e Maria Rosa. Tinha dez anos de idade e era completamente analfabeta quando alegadamente viu, pela primeira vez, Nossa Senhora na Cova da Iria, juntamente com os seus primos Francisco e Jacinta Marto. Lucia foi a unica dos tres primos que falava com a Virgem Nossa Senhora, sua prima Jacinta ouvia mas nao falava enquanto Francisco nem sequer ouvia as palavras de Nossa Senhora, apenas via a sua aparicao. Como tal Lucia era portadora do Segredo de Fatima. Nos primeiros tempos, a hierarquia Catolica revelou-se ceptica sobre as afirmacoes dos Tres Pastorinhos (de recordar tambem que somente Lucia sobreviveu para viver tudo o que viria a acontecer) e foi so a 13 de Outobro de 1930 que o Bispo de Leiria  Dom Jose Alves Correia da Silva tornou publico, oficialmente, que as aparicoes eram dignas de credito. A partir dai, o Santuario de Fatima ganhou uma expressao internacional (lamentavelmente hoje quase mais um local de comercio do que local religioso, considerado por muitos mesmo catolicos devotos como uma mina de ouro da Igreja Catolica), enquanto a Irma Lucia viveu cada vez mais isolada.


Em 17 de Junho de 1921, o Bispo de Leiria, Dom Jose Alves Correia da Silva, proporcionou a sua entrada no Colegio das Irmas Doroteias em Vilar, Porto, alegadamente para a proteger dos peregrinos e curiosos que acorriam cada vez mais a Cova da Irira e pretendiam falar com ela. Professou como Doroteia em 1928, em Tui, Espanha, onde viveu alguns anos.

Em 1946 regressou a Portugal. A vidente desloca-se a Fatima e faz a identificacao dos lugares historicos das aparicoes e, dois anos depois, entrou para a clausura do Carmelo de Santa Teresa em Coimbra, onde professou como Carmelita a 31 de Maio de 1949. Foi neste mesmo convento na cidade do Rio Mondego que escreveu dois dos seus quatro volumes com as suas Memorias e os Apelos da Mensagem de Fatima. Em 1991, quando o Papa Joao Paulo II visitou Fatima, convidou a Irma Lucia a deslocar-se ali e esteve reunido com ela doze minutos. Antes, ja se tinha encontrado tambem em Fatima com o Papa Paulo VI.

Lucia morreu no dia 13 de Fevereiro de 2005, aos 97 anos, no Convento Carmelita de Santa Teresa em Coimbra. O Papa Joao Paulo II, nesta ocasiao, rezou pela Irma Lucia e enviou o Cardeal Tarcisio Bertone para o representar no Funeral. Em 19 de Fevereiro de 2006 o seu corpo foi trasladado de Coimbra para o Santuario de Fatima onde foi sepultada junto dos seus primos Fracisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto.


A 12 de Setembro de 1935, os restos mortais de Jacinta de Jesus Marto sao trasladados para o Cemiterio de Fatima. Ao abrir-se a urna, verifica-se que os restos mortais da Vidente se encontrava incorrupto e de lembrar que desta mesma data a data do falecimento se passaram mais de 15 anos. Tiram-se entao algumas fotografias para servirem de comprovativos e o entao Bispo de Leiria, Dom Jose Alves Correia da Silva, remete algumas para Lucia que se encontrava na altura em Pontevedra, Espanha. Na carta de agradecimento, Lucia evoca a prima com sentimentos de saudade revelados e fazendo referencia a alguns factos sobre o caracter de Jacinta. Estas palavras da carta de agradecimento levam a que Dom Jose Alves Correia da Silva lhe ordene que escrevesse tudo o que se pudesse recordar da prima. Assim nasce a Primeira Memoria da Irma Lucia que fica concluida em Dezembro de 1935. 

Volidos dois anos sobre a revelacao dos factos relatados na Primeira Memoria, o Bispo de Leiria convencido de necessidade de se estudar mais a fundo os acontecimentos de Fatima, da ordens a Lucia para escrever a historia da sua vida e das aparicoes. A Vidente obedece e redige entre os dias 7 e 21 de Novembro de 1937, o que fica conhecido como a Segunda Memoria da Irma Lucia. Neste texto, a Vidente revela pela primeira vez os factos ocorridos com as tres visoes do Anjo que antecederam as aparicoes da Nossa Senhora entre 1915 e 1916.

Em 26 de Julho de 1941, o Bispo de Leiria escreve a Lucia anuciando-lhe de que livro "Jacinta" que estava a ser preparado pelo Doutor e Padre J. Galamba de Oliveira. Pede-lhe entao mais uma vez como acontecera em 1935 para recordar tudo o mais o que pudesse lembrar sobre a prima, de modo a ser incluido nesta edicao. Esta ordem cai no fundo da alma da Vidente como se um raio de luz fosse, dizendo-lhe que era chegado o momento de revelar as duas primeiras partes do Segredo. Manifesta entao a vontade de acrescentar a edicao dois capitulos: um sobre o Inferno e o outro sobre o Imaculado Coracao de Maria. Estas revelacoes sao escritas e concluidas em 31 de Agosto de 1941. Sao posteriormente publicadas e conhecidas como a "Terceira Memoria da Irma Lucia".

Supreendidos com os relatos da "Terceira Memora"  Dom Jose Alves Correia e Silva e Galamba de Oliveira concluiram entao de que a Irma Lucia a Vidente nao tinha dito tudo nas narracoes que anteriormente fizera e que tinha entao ainda ocultado algumas coisas ainda que involuntariamente. Novamente a 7 de Outobro de 1941, a Vidente recebe ordem para escrever tudo o que soubesse desta vez sobre o primo Francisco de Jesus Marto e completar mais uma vez o que faltasse sobre a prima mais nova Jacinta de Jesus Marto e descrever, com mais promenores, as Aparicoes do Anjo e de Nossa Senhora. Lucia entrega o manuscrito a 8 de Dezembro de 1941 deixando claro que nada mais tem a ocultar excepto a Terceira Parte do Segredo. O mesmo texto e depois publicado  como "Quarta Memoria da Irma Lucia" e no mesmo a Vidente descreve o texto definitivo das Oracoes do Anjo, acrescentando tambem ao segredo a frase <<Em Portugal se conservara sempre o dogma da fe, etc.>>


Em 31 de Maio de 2007 foi por sua vez inaugurado em Coimbra um museu sobre a Pastorinha e Vidente de Fatima Irma Lucia.

Foi projectado pelo Arquitecto Florindo Belo Marques para uma area onde a freiras do Carmelo de Coimbra anteriormente tinham galinheiros, o museu apresenta um espolio que remete ate ao tempo das "Aparicoes de Fatima".

Em 14 de Dezembro de 2008, na Catedral de Coimbra em Portugal, O Cardeal Jose Saraiva Martins, Prefeito da Congregracao para as Causas dos Santos, por ocasiao do aniversario da morte da "Vidente de Fatima" tornou publico que o Papa Bento XVI, atendendo ao pedido do Bispo Albino Mamede Cleto (1935-2012), de Coimbra, compartilhado com numerosos bispos e fieis do mundo todo autorizou, excepcionando as normas habituais do Direito Canonico (art. 9 das "Normae servandae"), o inicio da fase diocesana da causa da sua beatificacao, transcorridos apenas tres anos da sua morte

Aparicoes particulares a Lucia:


. 10 de Dezembro de 1925:

Encontrando-se Lucia na sua cela, na Casa das Religiosas Dorteias em Pontevedra, apareceu-lhe a SS. Virgem e, ao lado, suspenso em uma nuvem luminosa, um menino. A SS. Virgem, pondo-lhe no ombro a mao e mostrando, ao mesmo tempo, um coracao que tinha na outra mao, cercado de espinhos. Ao mesmo tempo, disse o menino:

Menino: - Tem pena do Coracao da tua SS. Mae que esta coberto de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos Lhes cravam sem haver quem faca um acto de reparacao para os tirar.

Em seguida disse a SS. Virgem:

SS. Virgem: - Olha, minha filha, o Meu Coracao cercado de espinhos que os homens ingratos a todos os momentos Me cravam, com blasfemias e ingratidoes. Tu, ao menos ve de Me e diz que todos aqueles que durante 5 meses, ao 1.° sabado, se confessarem, recebendo a Sagrada Comunhao, rezarem um Terco e Me fizerem 15 minutos de companhia, meditando nos 15 misterios do Rosario, com o fim de Me desagravar, Eu prometo assistir-lhes, na hora da morte, com todas as gracas necessarias para a salvacao dessas almas.


. 15 de Fevereiro de 1926:

Neste dia encontrava-se Lucia no patio que da para a rua da mesma Casa das Religiosas Doroteias. Apareceu-lhe, de novo, o Menino Jesus. Perguntou se ja tinha espalhado a devocao a Sua SS Mae. Ao que a Vidente lhe expos as dificuldades apresentadas pelo seu Confessor e que a Madre Superiora estava pronra a propaga-la, mas que o Confessor tinha dito que ela, so, nada podia. Jesus respondeu-lhe:

Menino Jesus: - E verdade que a tua Superiora, so nada pode; mas com a Minha graca, pode tudo.

Lucia apresentou entao a Jesus a dificuldade que tinham algumas pessoas em se confessar ao sabado e pediu para ser valida a confissao de oito dias. Jesus respondeu:

Menino Jesus: - Sim, pode ser de muitos mais ainda, contando que, quando Me receberem, estejam em graca e que tenham a intencao de desagravar o Imaculado Coracao de Maria.

Lucia lhe perguntou:

- Meu Jesus, as que esquecerem de formar essa intencao?

Jesus lhe respondeu:

- Podem forma-la na confissao seguinte, aproveitando a primeira ocasiao que tiverem de se confessar.


. 13 de Junho de 1929:

Lucia assim relata esta aparicao: "Eu tinha pedido e obtido licenca das minhas superioras e confessor para fazer a Hora-Santa das 11 a meia-noite de quinta para sextas-feiras. Estando uma noite so, ajoelhei-me entre a balaustrada, no meio da capela, a rezar, prostrada, as Oracoes do Anjo. Sentido-me cansada, ergui-me e continuei a reza-las com os bracos em cruz. A unica luz era a da lampada. De repente iluminou-se toda a Capela com uma luz sobrenatural e sobre o Altar apareceu uma Cruz de luz que chegava ate ao tecto. Era uma luz mais clara, via-se, na parte superior da cruz, uma face de homem com corpo ate a cinta, sobre o peito uma pomba tambem de luz e, pregado na cruz, o corpo de outro homem. Um pouco abaixo da cinta, suspenso no ar via-se um calix e uma Hostia grande, sobre a qual caiam algumas gotas de sangue que corriam sobre as faces do Crucificado e de uma ferida do peito. Escorregando pela Hostia, essas gotas saiam do Calix. Sob o braco direito da cruz estava Nossa Senhora (era Nossa Senhora de Fatima com o Seu Imaculado Coracao na mao esquerda, sem espada nem rosas, mas com uma coroa de espinhos e chamas). Sob o braco esquerdo, umas letras grandes, como se fossem de agua cristalina que corresse para cima do Altar, formavam estas palavras <<Graca e Misericordia>>. Compreendi que me era mostrado o Misterio da Santissima Trindade e recebi luzes sobre este misterio que nao me e permitido revelar. Depois Nossa Senhora disse-me:

Nossa Senhora: - E chegado o momento em que Deus pede para o Santo Padre fazer, em uniao com todos os Bispos do Mundo, a consagracao da Russia ao Meu Imaculado Coracao, prometendo salva-la por este meio. Sao tantas as almas que a justica de Deus condena por pecados contra Mim cometidos que venho pedir reparacao: sacrifica-te por esta intencao e ora.

Dei conta disto ao confessor que me mandou escrever o que Nossa Senhora queria que se fizesse. Mais tarde, por meio de uma comunicacao intima. Nossa Senhora disse-me, queixando-se:

Nossa Senhora: - Nao quiseram atender ao meu pedido!... Como o Rei de Franca, arrepender-se-ao e fa-la-ao, mas sera tarde. A Russia tera ja espalhado os seus erros pelo mundo, provocando guerras, perseguicoes a Igreja: O Santo Padre tera muito que sofrer.


Obras publicadas:

. Memorias da Irma Lucia I. - (Editor: P. Luis Kondor SVD).

Neste primeiro volume Lucia recorda o retrato da sua prima mais nova Jacinta de Jesus Marto e Vidente das aparicoes do Anjo e de Nossa Senhora e de seu primo e irmao mais velho de Jacinta igualmente Vidente das aparicoes Francisco de Jesus Marto. Descreve igualmente os momentos mais significativos que aconteceram antes, durante e depois das aparicoes.

. Memorias da Irma Lucia II. - (Editor: P. Luis Kondor SVD).

Neste 2º volume, a Irma Lucia recorda a sua infancia em duas memorias: a 5ª dedicada especialmente a seu pai Antonio dos Santos e a 6ª  dedicada a sua mae Maria Rosa.

. Apelos da Mensagem de Fatima. - (Editor: Carmelo de Coimbra e Santuario de Fatima).

Neste livro, a Irma Lucia responde a muitas perguntas que lhe foram sendo colocadas sobre a Mensagem de Fatima. Esta aprovado pela Congregacao da Doutrina da Fe.

. Irma Lucia Como vejo a Mensagem atraves dos tempos e dos acontecimentos. - (Editor: Carmelo de Coimbra e Secretariado dos Pastorinhos).

Um dos escritos deixados pela Irma Lucia, publicado por ocasiao das trasladacoes dos seus restos mortais, que revela a visao que tinha da mensagem que recebeu de Nossa Senhora.

Bibliografias:

. Carmelo de Coimbra; Um caminho sob o olhar de Maria. - Biografia da Irma Lucia de Jesus e do Carmo Imaculado, 496 pp. Edicoes Carmelo. (2013).
. Irma Maria Celina de Jesus Crucificado, OCD; Irma Lucia: A memoria que dela temos, Carmelo de Coimbra e Secretariado dos Pastorinhos.


Apresenta-se a seguir uma cronologia de alguns eventos historicos relacionados com a Irma Lucia:

. 28 de Marco de 1907 - Nasce em Aljustrel, Fatima e lhe dado o nome Lucia de Jesus Rosa dos Santos.
. 1916 - Lucia de Jesus Rosa dos Santos e seus primos mais novos Francisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto tem as primeiras aparicoes: Afirmam entao ter visto o Anjo de Portugal.
. Maio / Outobro de 1917 - Os tres Pastorinhos afirmam ter visto Nossa Senhora na Cova da Iria.. 17 de Maio de 1921 - Da entrada como Aluna Interna, no Colegio das Irmas Doroteias em Vilar, Porto.
. 25 de Outobro de 1925 - Viaja para Espanha onde e admitida como postulante de noviciado no Convento das Doroteias, em Tui, sob a proteccao da Madre Maria do Carmo da Cunha Matos. Ao receber o habito adopta o nome de Maria (Lucia) das Dores.
. 10 de Dezembro de 1925 - Nossa Senhora pede a Irma Lucia, numa visao em Tui, a divulgacao da pratica e da Comunhao reparadora nos primeiros sabados.
. 15 de Fevereiro de 1926 - Tem uma visao de Jesus onde Ele lhe pergunta se ela tem espalhado a devocao dos primeiros sabados.
. 13 de Junho de 1929 - Nossa Senhora pede a Lucia, noutra visao em Tui, a consagracao da Russia ao Seu Imaculado Coracao.
. Dezembro de 1935 - Lucia escreve o texto sobre a vida de Jacinta de Jesus Marto, sua prima, e que fica conhecida como a "Primeira Memoria da Irma Lucia".
. 21 de Novembro de 1937 - Lucia conclui o manuscrito sobre a sua vida e as aparicoes e que ficou conhecido como "Segunda Memoria da Irma Lucia". Revela tambem pela primeira vez as visoes do Anjo.
. 25 de Janeiro de 1938 - Extraordinaria Aurora Boreal registada por astronomos na noite de 25 para 26 de de Janeiro. (Lucia sempre havia insistido que este seria o sinal de Deus para o comeco da guerra, conforme Nossa Senhora havia comunicado em revelacao aos pastorinhos na terceira aparicao).
. 12 de Marco de 1938 - Tropas nazistas marcham ate a Austria para anexa-la a Alemanha do Terceiro Reich. (Segundo o testemunho da Irma Lucia (carta de 8 de Novembro de 1989 para o Santo Padre), este acontecimento teria sido o verdadeiro inicio da Segunda Guerra Mundial, ocorrendo durante o Pontificado (1922-1939) do Papa Pio XI (1857-1939), confirmando assim a mensagem da Nossa Senhora de 13 de Julho de 1917).
. 31 de Agosto de 1941 - Atendendo ao pedido feito pelo Bispo de Leiria, a Irma Lucia redige novos factos sobre a sua prima Jacinta de Jesus Marto e revela a primeira e segunda parte do Segredo, deixando no entanto claro que existiria igualmente uma Terceira parte para divulgar. Esse manuscrito e posteriormente publicado, ficando conhecido como "Terceira Memoria da Irma Lucia".
. 8 de Dezembro de 1941 - Lucia escreve o que ficou conhecido como a "Quarta Memoria da Irma Lucia". A Vidente escreve no mesmo o texto definitivo das Oracoes do Anjo e acrescenta ao texto do segredo a seguinte frase <<Em Portugal se conservara sempre o dogma da fe, etc.>>.. 31 de Janeiro de 1944 - Por ordem do Bispo de Leiria, a Irma Lucia escreve a Terceira Parte do Segredo. O envelope e selado e guardado pelo Bispo de Leiria.
. 20 de Maio de 1946 - A Vidente Lucia, unica sobrevivente das aparicoes, faz em Fatima, a identificacao dos lugares historicos das aparicoes.
. 25 de Marco de 1948 - Lucia ja com 40 anos retorna a Portugal para ingressar no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra.
. 31 de Maio de 1949 -Faz a sua profissao solene com o nome de Irma Maria Lucia do Coracao Imaculado.
. 12 de Maio de 1982 - A Irma Lucia, numa carta dirigida ao Santo Padre, faz uma orientacao para a interpretacao da Terceira parte do Segredo.
. 13 de Maio de 1982 - Encontro com o Papa Joao Paulo II quando este visita pela primeira vez o Santuario da Nossa Senhora de Fatima  para agradecer a Virgem ter escapado com vida ao atentado que havia sofrido um ano antes. De joelhos, consagra a Igreja, os Homens e os Povos, com mencao velada da Russia, ao Imaculado Coracao de Maria.
. 25 de Marco de 1984 - O Papa Joao Paulo II, em uniao com os bispos do mundo inteiro, faz na Praca de Sao Pedro, no Vaticano, a Consagracao do Mundo ao Imaculado Coracao de Maria, diante da imagem da Virgem de Fatima, que propositadamente viajou desde a Capelinha das Aparicoes. Mais tarde, a Irma Lucia confirma, numa carta de 8 de Novembro de 1989 para o Santo Padre, que este acto solene e universal de consagracao, corresponderia ao que Nossa Senhora queria.
. 13 de Maio de 1991 - Novo encontro com o Papa Joao Paulo II, quando o mesmo visita o Santuario de Fatima pela segunda vez, no 10º aniversario do seu atentado, na Praca de Sao Pedro, no Vaticano.
.  27 de Abril de 2000 - Cumprindo o pedido feito pelo Papa Joao Paulo II numa carta pessoal enviada a Irma Lucia em 19 de Abril de 2000, o Cardeal Dom Tarcisio Bertone. Secretario da Congrecacao para a Doutrina de Fe e Secretario de Estado do Vaticano e o Bispo de Leiria-Fatima Serafim de Sousa Ferreira e Silva encontram-se com a Irma Lucia no Carmelo de Santa Teresa, em Coimbra para ouvir a sua interpretacao da Terceira parte do Segredo.
. 13 de Maio de 2000 - O Papa Joao Paulo II visita Fatima pela terceira e ultima vez (1982, 1991, 2000) para a beatificacao dos pastorinhos Francisco de Jesus Marto e sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto. Ai se encontra pela ultima vez com a Irma Lucia. O Cardeal Angelo Sodano, no final da solene Concelebracao Eucaristica presidida pelo Papa Joao Paulo II, anuncia ao mundo o que todos esperavam e era o maior misterio a envolver as aparicoes de Fatima, revela o Terceiro Segredo de Fatima.
. 13 de Fevereiro de 2005 - Morre no Carmelo de Coimbra a Irma Lucia do Coracao Imaculado, da Ordem das Carmelitas Descalcas.
.19  de Fevereiro de 2006 - Os restos mortais são trasladados para a Basílica de Fátima onde é sepultada junto dos seus primos, Francisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto os tres pastorinhos voltam a ficar juntos no mesmo local depois da morte de Francisco em 4 de Abril de 1919 ter separado os tres definitivamente deste mundo terreno, de Jacinta em 20 de Fevereiro de 1920 e por fim de Lucia em 13 de Fevereiro de 2005.
. 31 de Maio de 2007 - É inaugurado em Coimbra um museu sobre a vidente.
. 14 de Fevereiro de 2008 - O Cardeal Jose Saraiva Martins, Prefeito da Congrecacao para as Causas dos Santos, por ocasiao do 3º aniversario da morte da Irma Lucia, torna publico em Coimbra que o Papa Bento XVI autorizou, excepcionando as normas do Direito Canonico, o inicio da fase diocesana da causa da beatificacao de Lucia, transcorridos apenas tres anos apos a sua morte.


Dados pessoais de Lucia de Jesus Rosa dos Santos, Irma Lucia:

Nome: Lucia de Jesus Rosa dos Santos.
Nascimento: Aljustrel, Fatima, Reino de Portugal, 23 de Marco de 1907.
Morte: Convento Carmelita de Santa Teresa, Coimbra, Portugal, 13 de Fevereiro de 2005 (97 anos).
Nacionalidade: Portuguesa.
Progenitores:
                            Pai: Antonio dos Santos.
                           Mae: Maria Rosa.
Parentescos:
                          Primo: Francisco de Jesus Marto.
                         Prima: Jacinta de Jesus Marto.
Ocupacao: Freira da Igreja Catolica da Ordem das Carmelitas Descalcos.


Quem me conhece e eu proprio afirmei que sou assim na minha vida pessoal e nao o deixarei de ser aqui por isso nao podia deixar de ser diferente agora. A razao do video acima e que gosto sempre de apresentar o dois lado de uma situacao mesmo quando uma delas nao e a que defendo por isso exponho agora o video de cima apresentando a versao daqueles que nao acreditam nao so na Irma Lucia como tambem nao acreditam nas Aparicoes e na Nossa Senhora de Fatima. Quanto a mim embora considere o Santuario de Fatima um local de comercio que e uma verdadeira mina de ouro da Igreja Catolica em vez de ser um local de culto acredito as Aparicoes, nos Milagres e Pastorinhos embora considere que a propria Igreja ocultou e escondeu muita coisa. Sou nao apenas crente mas tambem devoto da Nossa Senhora de Fatima, caso nao acreditasse em tudo o que envolve as Aparicoes de Fatima nunca teria escrito esta cronica.

Ainda abordando o assunto lembro de algumas pessoas algumas ate ja idosas afirmarem antes da revelacao da terceira parte do segredo de que  o mesmo era de que tudo era falso, que as aparicoes eram falsas, jamais tinham existido e que so esse e apenas esse era o grande segredo de Fatima que estava por revelar.


Francisco de Jesus Marto (Aljustrel, Fatima, 11 de Junho de 1908 - Ourem, 4 de Abril de 1919) Francisco Marto foi um dos tres pastorinhos que afirmou ter visto Nossa Senhora na Cova da Iria, entre 13 de Maio de 1917 e 13 de Outobro de 1917. O mesmo tambem era o unico que apenas via a Aparicao de Nossa Senhora, sua Irma mais nova Jacinta de Jesus Marto apenas via e ouvia e a sua Prima Lucia de Jesus Rosa dos Santos era a unica que tinha uma comunicacao completa com a Nossa Senhora vendo, ouvindo e falando com a mesma. Francisco viria a falecer em menos de dois anos apos a primeira Aparicao da Nossa Senhora vitima de Pneumonica e Tuberculose originada por uma epidemia gerada pela Gripe Espanhola que varreu a Europa em 1918.


Filho mais velho de Manuel Pedro Marto e de sua mulher Olimpia de Jesus dos Santos. Francisco era o retrato de uma crianca tipica do Portugal rural daquela mesma epoca. Como nao era obrigatorio, ele como tantas outras criancas da sua idade e epoca nao frequentava a escola e trabalhava como Pastor em conjunto com a sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto e Lucia de Jesus Rosa dos Santos. Tal como a Santissima Virgem Maria lhe havia sugerido numa das aparicoes, Francisco ainda ingressou no Ensino Primario, mas talvez pelo seu estado de saude que se foi debilitando e agravando acabou por deixar de ir as aulas.

De acordo com as memorias de Lucia, Francisco era um rapaz muito dado, calmo, e gostava muito de musica , o qual mostrava habilidade no pifaro. Sendo muito independente nas susas opnioes, era, no entanto, pacificador, e mostrava-se muito respeitoso pelas pessoas. Conta a sua prima que ate os animais nao escapavam a sua caridade.

Na sequencia das Aparicoes Marianas, o comportamento dos dois irmaos como seria de esperar alterou-se e desde entao Francisco passou a preferir o isolamento e a solidao passando a rezar sozinho. Marcado pelas palavras de Nossa Senhora para "que nao ofendam mais a Deus", ele retirava-se na solidao "para consolar Jesus pelos pecados do mundo".

As tres criancas, particularmente o Francisco, tinham o costume de praticar mortificacoes , mas que Nossa Senhora numa das aparicoes pedira moderacao. Contudo, como penitencia, Francisco deixara de ir a escola e escondia-se para atenuar pelos pecadores. E bem possivel que prolongados jejuns o tenham enfraquecido ao ponto de sucumbir a uma epidemia gerada pela Gripe Espanhola que varreu a Europa em 1918, em consequencia da Primeira Guerra Mundial. Ele cada vez mais fraco e debilitado acabaria por vir a falecer em casa em 1919 quando ainda nem dois anos se tinham passado sobre a primeira Aparicao de Nossa Senhora na Cova da Iria em 13 de Maio de 1917.

Francisco de Jesus Marto e sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto foram beatificados pelo Papa Joao Paulo II em 13 de Maio de 2000. O seu aniversario festivo e 20 de Fevereiro.


Apresenta-se a seguir uma cronologia de alguns eventos historicos relacionados com o Beato Francisco de Jesus Marto:

. 11 de Junho de 1908 - Nasce em Aljustrel, Fatima e lhe dado o nome de Francisco de Jesus Marto.
. 1916 - Lucia de Jesus Rosa dos Santos e seus primos mais novos Francisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto tem as primeiras aparicoes: Afirmam entao ter visto o Anjo de Portugal.
. Maio / Outobro de 1917 - Os tres Pastorinhos afirmam ter visto Nossa Senhora na Cova da Iria.
. 23 de Dezembro de 1918 - Francisco e Jacinta adoecem, vitimas de Pneumonica era o primeiro sinal de que Nossa Senhora os iria chamar em breve para junto de si como havia afirmado em uma das aparicoes.
. 4 de Abril de 1919 - Morre na casa da sua familia, em Aljustrel. E sepultado no Cemiterio de Fatima.
. 13 de Marco de 1952 - Os restos mortais sao trasladados para a Basilica de Fatima. E sepultado junto da sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto.
. 13 de Maio de 1989 - O Papa Joao Paulo II publica  decreto que proclama a heroicidade das virtudes dos videntes Francisco de Jesus Marto e sua irma Jacinta de Jesus Marto.
. 13 de Maio de 2000 - Beatificacao em Fatima dos Pastorinhos Francisco Marto e Jacinta Marto pelo Papa Joao Paulo II.
. 11 de Marco de 2010 - Celebracao do centenario do seu nascimento com a audiencia do Papa Bento XVI.
. 12 e 13 de Maio 2010 - O Papa Bento XVI visita o Santuario de Fatima no 10º aniversario da beatificacao dos Pastorinhos Francisco e Jacinta.


Dados pessoais de Francisco de Jesus Marto, Beato Francisco:

Nome: Francisco de Jesus Marto.
Nascimento: Aljustrel, Fatima, Reino de Portugal, 11 de Junho de 1908.
Morte: Ourem, Portugal, 4 de Abril de 1919 (10 anos).
Nacionalidade: Portugues.
Progenitores:
                          Pai: Manuel Pedro Marto.
                         Mae: Olimpia de Jesus dos Santos.
Parentescos:
                        Irma: Jacinta de Jesus Marto.
                       Prima: Lucia de Jesus Rosa dos Santos.
Veneracao por: Igreja Catolica.
Beatificacao: 13 de Maio de 2000, Santuario de Fatima, pelo Papa Joao Paulo II.
Canonizacao: (processo em curso).
Principal templo: Basilica da Nossa Senhora do Rosario, em Fatima, Portugal.
Festa liturgica: 20 de Fevereiro.
Padroeiro: dos adoradores do Jesus Sacrementado.

                                         
O video acima e mais um dos testemunhos daqueles que nao creem nas Aparicoes de Fatima porque mais uma vez gosto de colocar e dar uma oportunidade de apresentar as ambas versoes no entanto embora seja totalmente crente nas Aparicoes da Nossa Senhora e devoto da mesma tal como o Padre do video acima concordo totalmente com o mesmo na parte de ser contra ao local de "Negocio" que se tornou Fatima e que vai retirando o local de culto que fora outrora.


Jacinta de Jesus Marto (Aljustrel, Fatima, 11 de Marco de 1910 - Lisboa, 20 de Fevereiro de 1920) foi um dos tres pastorinhos e tambem a mais nova do grupo que afirmou ter visto Nossa Senhora no lugar da Cova da Iria entre 13 de Maio e 13 de Outobro de 1917. A mesma tal como o Irmao Francsico de Jesus Marto nao conseguia ter uma comunicacao completa com a Aparicao apenas a via e ouvia enquanto o irmao nem ouvia apenas via somente a prima mais velha Lucia de Jesus Rosa dos Santos ouvia, via e falava com a aparicao. Jacinta tal como o irmao mais velho viria a falecer muito jovem pouco mais de dois anos apos as aparicoes vitima de Pneumonica gerada pela epidemia de Gripe Espanhola que varreu a Europa a partir de 1918. Jacinta tambem me parece que dos tres pastorinhos fosse aquela que tivesse uma personalidade mais fragil nao so apenas por ser a mais jovem ou fragil fisicamente mas por outras razoes descritas e narradas em documentos a propria prima Lucia  confirma a fragilidade emocional de Jacinta assim como a personalidade afectiva e afavel.


Filha mais nova de Manuel Pedro Marto, Olimpia de Jesus dos Santos, Jacinta era uma crianca tipica do Portugal rural da epoca. Como de inicio nao frequentava a escola, Jacinta trabalhava como Pastora em conjunto com seu irmao mais velho Francisco de Jesus Marto e a prima mais velha dos mesmos Lucia de Jesus Rosa dos Santos. Mais tarde, logo apos as aparicoes e segundo as mesmas, por recomendacao de Nossa Senhora, entrou na Escola Primaria. De acordo com as memorias de Lucia, Jacinta era uma crianca afectiva e muito afavel e igualmente tal como o irmao muito emocionalmente fragil.

Na sequencia tambem das aparicoes, os dois irmaos foram influenciados porque terao visto o Inferno, durante a terceira aparicao (Julho de 1917). Deslumbrada com a triste sorte dos pecadores, na sua simpliciadade, decide responder ao apelo da Santissima Virgem Maria e fazer penitencia pela conversao dos pecados.

As tres criancas, mas particularmente Jacinta, praticavam mortificacoes e penitencias. E possivel que prolongados estados de jejuns a tenham enfraquecido ao ponto de ter sucumbido  a epidemia gerada na altura pela Gripe Espanhola que varreu a Europa em 1918, em consequencia da Primeira Guerra Mundial. Jacinta que sofria de Pleurisia e nao podia ser ate anestesiada devido a ma condicao do seu coracao, foi assistida em varios hospitais, veio a acabar por falecer em 20 de Fevereiro, no Hospital de Dona Estefania em Lisboa.

Jacinta de Jesus Marto foi beatificada,  juntamente com seu irmao mais velho Francisco de Jesus Marto, pelo Papa Joao Paulo II a 13 de Maio de 2000; tornando-se assim a crista mais nova nao-martir a ser beatificada. O seu dia festivo e 20 de Fevereiro tal como o dia festivo do irmao; no dia 11 de Marco de 2010 celebrou-se o Centenario do nascimento da Beata Jacinta Marto, com a audiencia do Papa Bento XVI.

Aparicoes particulares a Jacinta:


. Jacinta ve o Santo Padre:

Lucia assim relata na sua Terceira Memoria: "Um dia, fomos passar as horas da sesta para junto do poco dos meus pais. A Jacinta sentou-se nas lajes do poco; o Francisco, comigo, foi procurar o mel silvestre nas silvas dum silvado duma ribanceira que ai havia. Passado um pouco de tempo, a Jacinta chama por mim:

- Nao viste o Santo Padre?
- Nao!
- Nao sei como foi! Eu vi o Santo Padre em uma casa muito grande, de joelhos, diante de uma mesa, com as maos na cara, a chorar. Fora da casa estava muita gente e uns atiravam-lhe pedras, outros rogavam-lhe pragas e diziam-lhe muitas palavras feias. Coitadinho do Santo Padre! Temos que pedir muito por Ele.

Em outra ocasiao, fomos a Lapa do Cabeco. Chegados ai, prostramo-nos por terra, a rezar as oracoes do Anjo. Passado algum tempo, a Jacinta ergue-se e chama por mim:

- Nao ves tanta estrada, tantos caminhos e campos cheios de gente, a chorar com fome, e nao tem nada para comer? E o Santo Padre em uma Igreja, diante do Imaculado Coracao de Maria, a rezar? E tanta gente a rezar com ele?".


. Visoes da Guerra:

"Um dia fui a sua casa, para estar um pouco com ela. Encontrei-a sentada na cama, muito pensativa:

- Jacinta, que estas a pensar?
- Na guerra que ha-de vir. Ha-de morrer tanta gente! E vai quase toda para o Inferno! Hao-de ser arrasadas muitas casas e mortos muitos padres (tratava-se da Segunda Guerra Mundial). Olha: Eu vou para o Ceu. E tu, quando vires, de noite, essa luz que aquela Senhora disse que vem antes, foge para la tambem!
- Nao ves que para o Ceu nao se pode fugir?
- E verdade! Nao podes. Mas nao tenhas medo! Eu no Ceu, hei-de pedir muito por ti, por o Santo Padre, por Portugal, para que a guerra nao venha para ca, e por todos os sacerdotes.


. Visitas de Nossa Senhora:

A 23 de Dezembro de 1918, Francisco Marto e sua irma mais nova Jacinta Marto adoeceram ao mesmo tempo. Indo fazer-lhes uma visita, Lucia encontrou Jacinta no auge da alegria. Na sua Primeira Memoria, Lucia conta: "Um dia mandou-me chamar: que fosse junto dela depressa. La fui, correndo:

- Nossa Senhora veio-nos ver e diz que vem buscar o Francisco muito breve para o Ceu. E a mim perguntou-me se queria ainda converter mais pecadores. Disse-lhe que sim. Disse-me que ia para um hospital, que la sofreria muito. que sofresse pela conversao dos pecadores, em reparacao dos pecados contra o Imaculado Coracao de Maria e por amor de Jesus. Perguntei se tu ias comigo. Disse que nao. Isto e o que me custa mais. Disse que ia minha mae levar-me e, depois, fico la sozinha!

Em finais de Dezembro de 1919, de novo a Virgem Santissima se dignou visitar a Jacinta, para lhe anunciar novas cruzes e sacrificios. Deu-me a noticia e dizia-me:

- Disse-me que vou para Lisboa, para outro hospital; que nao te torno a ver, nem os meus pais; que, depois de sofrer muito, morro sozinha, mas que nao tenha medo; que me vai la Ela buscar para o Ceu

Durante sua permanencia de 18 dias no hospital em Lisboa, Jacinta foi favorecida com novas visitas de Nossa Senhora, que lhe anunciou o dia e a hora em que haveria de morrer. Quatro dias antes de a levar para o Ceu, a Santissima Virgem tirou-lhe todas as dores. Nas vesperas de sua morte, alguem lhe perguntou se queria ver a mae, ao que ela respondeu:

- A minha familia durara pouco tempo e em breve se encontrarao no Ceu... Nossa Senhora aparecera outra vez, mas nao a mim, porque com certeza morro, como ela me disse".


Apresenta-se a seguir uma cronologia de alguns eventos historicos relacionados com a Beata Jacinta de Jesus Marto:

. 11 de Marco de 1910 - Nasce em Aljustrel, Fatima e lhe dado o nome de Jacinta de Jesus Marto.
.  1916 - Lucia de Jesus Rosa dos Santos e seus primos mais novos Francisco de Jesus Marto e Jacinta de Jesus Marto tem as primeiras aparicoes: Afirmam entao ter visto o Anjo de Portugal.
. Maio / Outobro de 1917 - Os tres Pastorinhos afirmam ter visto Nossa Senhora na Cova da Iria.
. 23 de Dezembro de 1918 - Francisco e Jacinta adoecem, vitimas de Pneumonica era o primeiro sinal de que Nossa Senhora os iria chamar em breve para junto de si como havia afirmado em uma das aparicoes.
. 21 de Janeiro de 1920 - Jacinta Marto e levada para Lisboa, onde fica internada no Orfanato de Nossa Senhora de Milagres, na Rua da Estrela, n.º 17, onde e o actual Mosteiro do Imaculado Coracao de Maria em Lisboa.

. 2 de Fevereiro de 1920 - Jacinta de Jesus Marto e mudada do Orfanato da Nossa Senhora dos Milagres para o Hospital da Dona Estefania, em Lisboa.
. 20 de Fevereiro de 1920 - Morre Jacinta de Jesus Marto, no Hospital da Dona Estefania, em Lisboa. E sepultada no Cemiterio de Vila Nova de Ourem no jazigo da familia Barao de Alvaiazere.
. 12 de Setembro de 1935 - Os restos mortais de Jacinta de Jesus Marto sao transladados para o Cemiterio de Fatima, data em que a urna foi aberta e revelado seu corpo incorrupto, quinze anos depois de sua morte e sepultamento.
. 1 de Maio de 1951 - Os restos mortais de Jacinta de Jesus Marto sao trasladados para a Basilica de Fatima, onde e sepultada.
. 13 de Maio de 1989 - O Papa Joao Paulo II publica o decreto que proclama a heroicidade das virtudes dos videntes Francisco de Jesus Marto e sua irma mais nova Jacinta de Jesus Marto.
. 13 de Maio de 2000 - Beatificacao em Fatima dos Pastorinhos Francisco Marto e Jacinta Marto pelo Papa Joao Paulo II.
. 11 de Marco de 2010 - Celebracao do centenario do seu nascimento com a audiencia do Papa Bento XVI.
. 12 e 13 de Maio 2010 - O Papa Bento XVI visita o Santuario de Fatima no 10º aniversario da beatificacao dos Pastorinhos Francisco e Jacinta.


Dados pessoais de Jacinta de Jesus Marto, Beata Jacinta:

Nome: Jacinta de Jesus Marto.
Nascimento: Aljustrel, Fatima, Reino de Portugal, 11 de Marco de 1910.
Morte: Lisboa, Portugal, 20 de Fevereiro de 1920 (9 anos).
Nacionalidade: Portuguesa.
Progenitores:
                          Pai: Manuel Pedro Marto.
                         Mae: Olimpia de Jesus dos Santos.
Parentescos:
                        Irmao: Francisco de Jesus Marto.
                       Prima: Lucia de Jesus Rosa dos Santos.
Veneracao por: Igreja Catolica.
Beatificacao: 13 de Maio de 2000, Santuario de Fatima, pelo Papa Joao Paulo II.
Canonizacao: (processo em curso).
Principal templo: Basilica da Nossa Senhora do Rosario, em Fatima, Portugal.
Festa liturgica: 20 de Fevereiro.
Padroeiro: dos reparadores do Imaculado Coracao de Maria

Depois das Aparicoes, Milagres e Pastorinhos para a cronica ficar completa resta descrever e escrever os Segredos de Fatima.

Para muitos os segredos de Fatima sao tres e para outros e apenas um prem dividido em tres partes sou dos que creem que o segredo e apenas um porem dividido em tres partes. Na minha infancia e adolescencia ouvi falar no mesmo segredo em que se falava que o ultimo era um misterio e segredo que a Irma Lucia apenas revelava aos papas. Antes de ser revelado finalmente ao mundo algumas pessoas a minha volta durante a minha infancia e adolescencia afirmavam que o terceiro segredo ou terceira parte do segredo era de que as aparicoes eram falsas e que jamais tinha havido ali a aparicao de Nossa Senhora ou fosse do que fosse.


Ouvia na dizerem que o primeiro segredo ou primeira parte do mesmo era o final da guerra que se vivia, I Guerra Mundial (28 Julho de 1914 - 11 de Novembro de 1918) mas o inicio de uma ainda maior II Guerra Mundial (1 de Setembro de 1939 - 2 de Setembro de 1945). O segundo segredo de Fatima seria a queda do comunismo e a beatificacao da Russia a Igreja Catolica. O terceiro segredo ou terceira parte do segredo era na minha infancia e adolescencia um misterio ainda foi revelado ao mundo em 26 de Junho de 2000 quando o Vaticano torna publico o texto integral do Terceiro Segredo de Fatima atraves de uma publicacao, acompanhado por um comentario teologico da autoria do entao Cardeal Joseph Ratzinger, Prefeito da Congrecacao para a Doutrina da Fe. Tinha eu na altura 23 anos.

Nessa altura nao ouvia falar em visoes do Inferno e nem que a parte do segredo que estava por revelar seria o atentado ao Papa Joao Paulo II na Praca de Sao Pedro, no Vaticano em 13 de Maio de 1981.


O chamado Segredo de Fatima e um conjunto de revelacoes alegadamente revelado pela Virgem Maria a tres criancas portuguesas: Lucia de Jesus Rosa dos Santos (10 anos), Francisco de Jesus Marto (9 aos) e Jacinta de Jesus Marto (7 anos) Lucia era prima de Francisco e Jacinta e ambos eram irmaos. Os tres pastorinhos como ficaram tambem conhecidos, no dia 13 de Julho de 1917 na Cova da Iria. De Maio a Outobro de 1917, as tres criancas reivindicaram ter testemunhado a Aparicao de "uma Senhora mais brilhante do que o Sol" (que somente em 13 de Outobro na ultima aparicao na Cova da Iria onde estavam dezenas de milhares de pessoas que acabaram por assistir ao chamado Milagre do Sol veio a revelar quem era, apresentando-se como Nossa Senhora do Rosario, e como a Virgem Maria, mae de Jesus, e que e hoje aclamada como Nossa Senhora de Fatima ou Nossa Senhora do Rosario de Fatima).

Segundo a Irma Lucia em 13 de Julho de 1917, teria entao na Aparicao revelado um Segredo constituido por tres partes, de caracter profetico. As duas primeiras partes foram reveladas em 1941 num certo documento escrito pela Irma Lucia. A terceira parte foi escrita por Lucia em 3 de Janeiro de 1944, por ordem do Bispo de Leiria, Dom Jose Alves Correia da Silva, que o guardou, em envelope selado, no seu Arquivo. Em 4 de Abril de 1957 o dito envelope e o documento que continha no seu interior foi entregue ao Arquivo Secreto do Santo Oficio, onde ficou guardado.


. Primeira Parte:


A primeira parte e a visao do Inferno:

"Nossa Senhora mostrou-nos um grande mar de fogo que parecia estar debaixo da terra. Mergulhados nesse fogo os demonios e as almas, como se fossem brasas transparentes e negras, ou bronzeadas com forma humana, que flutuavam no incendio levadas pelas chamas que d'elas mesmas saiam, juntamente com nuvens de fumo, caindo para todos os lados, semelhante ao cair das fagulhas em os grandes incendios sem peso nem equilibrio, entre gritos e gemidos de dor e desespero que horrorizava e fazia estremecer de pavor. Os demonios distinguiam-se por formas horriveis e asquerosas de animais espantosos e desconhecidos, mas transparentes e negros. Esta vista foi um momento, e gracas a nossa boa Mae do Ceu que antes nos tinha prevenido com a promessa de nos levar para o Ceu (na primeira aparicao), se assim nao fosse, creio que teriamos morrido de susto e pavor.


. Segunda parte:


A segunda parte e devocao ao Imaculado Coracao de Maria e a conversao da Russia:

Em seguida, levantamos os olhos para Nossa Senhora que nos disse com bondade e tristeza:

"Viste o Inferno, para onde vao as almas dos pobres pecadores. Para as salvar Deus quer estabelecer no mundo a devocao a meu Imaculado Coracao. se fizerem o que eu dizer salvar-se-ao muitas almas e terao paz. A guerra vai acabar, mas se nao deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI comecera outra pior. Quando virdes uma noite, alumiada por uma luz desconhecida, sabei que e o grande sinal que Deus vos da de que vai punir o mundo de seus crimes, por meio da guerra, da fome e de perseguicoes a Igreja e ao Santo Padre. Para a impedir, virei pedir a consagracao da Russia a meu Imaculado Coracao e a comunhao reparadora nos primeiros sabados. Se atenderem aos meus pedidos, a Russia se convertera e terao paz, se nao, espalhara seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguicoes a Igreja, os bons serao martirizados, o Santo Padre tera muito que sofrer, varias nacoes serao aniquiladas. Por fim o meu Imaculado Coracao triunfara. O Santo Padre consagrar-me-a a Russia, que se convertera, e sera concedido ao mundo algum tempo de paz".



. Terceira parte:


O conteudo da Terceira parte do Segredo de Fatima, revelado em 13 de Julho de 1917 em Fatima e que a Irma Lucia dos santos redigiu em 3 de Janeiro de 1944, e o seguinte:

<< J.M.J

A Terceira parte do Segredo de Fatima revelado a 13 de Julho na Cova da Iria - Fatima.

Escrevo em acto de obediencia a Vos Deus meu, que mo mandais por meio de sua Ex.cia Rev.ma o Senhor Bispo de Leiria e da Vossa e minha Santissima Mae.

Depois das duas partes que ja expus, vimos ao lado esquerdo de Nossa Senhora um pouco mais alto um Anjo com uma espada de fogo na mao esquerda; ao cintilar, soltava chamas que pareciam incendiar o mundo; mas apagavam-se com o contacto do brilho que da mao direita expedia Nossa Senhora ao seu encontro. O Anjo apontando com a mao direita para a terra, com voz forte disse:

- Penitencia, Penitencia, Penitencia!

E vimos n'uma luz imensa que e Deus: "Algo semelhante a como se veem as pessoas n'um espelho quando lhe passam por diante" um Bispo vestido de branco "tivemos o pressentimento de que era o Santo Padre". Varios outros bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas subiam uma escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande Cruz de troncos toscos como se fora de sombreiro com casca; o Santo Padre, antes de chegar ai, atravessou uma grande cidade meia em ruinas, e meio tremulo com andar vacilante, acabrunhado de dor e pena, ia orando pelas almas dos cadaveres que encontrava pelo caminho; chegado ao cimo do monte, prostrado de joelhos aos pes da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam varios tiros e setas, e assim mesmo foram morrendo uns tras dos outros os bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas e varias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de varias classes e posicoes. Sob os bracos da Cruz estavam dois Anjos cada um com um regador de cristal na mao, n'eles recolhiam o sangue dos Martires e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus.

Tuy - 3-1- 1944>>.

 

O texto foi objecto de um comentario teologico da autoria do entao Cardeal Joseph Ratzinger, futuro Papa Bento XVI e na altura, Prefeito da Congregacao para a Doutrina da Fe, publicado, juntamente com um texto integral do Segredo, em 26 de Junho de 2000. Esse comentario comeca por estabelecer o lugar teologico das revelacoes privadas. Seguindo com a estrutura antropologica das mesmas. Faz entao uma tentativa de uma interpretacao do Segredo de Fatima, na sua globalidade.

Segundo essa interpretacao da Santa Se, "o segredo consiste numa visao profetica, comparavel as da Sagrada Escritura, que nao descrevem de forma fotografica os detalhes dos acontecimentos futuros, mas sintetizam e condensam sobre a mesma linha de fundo factos que se prolongam no tempo numa sucessao e duracao nao especificadas. Em consequencia, a chave de leitura do texto so pode ser de caracter simbolico. A Irma Lucia, no seu encontro com o enviado do Papa, o Cardeal Tarcisio Bertone, antes da divulgacao do segredo, antes da divulgaca do Segredo, reafirma a sua conviccao de que a visao de Fatima se refere sobretudo a luta do Comunismo Ateu contra a Igreja e os cristaos, e descreve o iname sofrimento das vitimas de fe no Seculo XX.

Tambem segundo a Irma Lucia, o "Bispo vestido de branco" e o Papa, ainda que a visao nao pareca referir-se a um Papa especifico.


Devido a demora da publicacao do Terceiro Segredo, varias especulacoes surgiram dentro do seio da propria Igreja e fora dela. Algumas falavam de uma Guerra Nuclear, do assassinato de um Papa, ou da substituicao de um Papa por um impostor.

Alguns sectores contestam a autenticidade da Terceira parte do Segredo, ou entao alegam de que haveria uma outra parte nao revelada. Tais alegacoes sao e sempre foram radicalmente recusadas pela Santa Se.

Em Setembro de 2013, Maria Jose Azevedo Santos, uma Investigadora portuguesa da Universidade de Coimbra, realizou nos arquivos da Congregacao para a Doutrina da Fe o exame completo do manuscrito. O convite para a realizacao do trabalho partiu da propria Santa Se, atraves do Santuario de Fatima e com autorizacao previa do Papa Francisco, para ser feito um exame completo e um estudo diplomatico e Paleografico do mesmo e tao polimico documento.


A Investigadora e Catedratica da Faculdade de Letras assegura que "a terceira parte do manuscrito do segredo de Fatima e realmente um documento autentico". A Especialista, que foi a primeira mulher leiga a ter acesso ao documento, analisou o conteudo, as formas usadas, a datacao, elementos relacionados com termos de posse e outras marcas de registo. 

O estudo, sem caracter teologico, foi publicado em 2014 e incidiu, entre outros aspectos, na morfologia da escrita e a disposicao do texto.

O manuscrito da terceira parte do <<Segredo de Fatima>> foi mostrado pela primeira vez ao publico e esteve patente entre 30 de Novembro de 2013 e 31 de Outobro de 2014, no Santuario de Fatima, no ambito da exposicao "Segredo e revelacao", que destacou as tres partes do chamado Segredo de Fatima. O manuscrito foi depois devolvido ao Arquivo de Congregacao para a Doutrina da Fe, entidade a qual o mesmo polemico mas precioso documento pertence.

Uma das causas do documento ser tao polemico e o facto de a Igreja Catolica ter demorado tanto tempo a revela-lo e sobretudo se o mesmo segredo era mesmo o atentado ao Papa Joao Paulo II. O atentado foi em 13 de Maio de 1981 e so em 26 de Junho de 2000 o Vaticano o tornou publico.

O facto gerou uma certa controversia e polemica levando a que muitos crentes e ate gente de dentro do Vaticano e sobretudo aqueles que duvidam das aparicoes a questionar-se sobre a verdade da revelacao do terceiro Segredo de Fatima e a perguntarem-se se no fundo a Igreja nao tera escondido alguma coisa a envolver o mesmo assunto e segredo?


Em 13 de Maio de 1917 "uma Senhora mais brilhante que o sol" apareceu a tres criancas, convidando-as a rezar e a encontrar-se com ela durante cinco meses, sempre no dia 13. Em sua ultima aparicao, a misteriosa mulher finalmente se identificou, diante de milhares de pessoas, como "a Senhora do Rosario" e, a partir disso, ocorreram alguns milagres.

A Igreja aceitou a mensagem de Nossa Senhora de Fatima porque esta em conformidade com a revelacao divina: seu nucleo fundamental e o convite a conversao e a penitencia - precisamente as palavras com as quais Jesus iniciou seu ministerio publico.

Quando Maria apareceu as tres criancas que andavam pastando o gado naquelas terras, mostrou-lhes uma aparicao e revelou-lhes um segredo que, obviamente, nao revelaram a ninguem, por expresso desejo da Virgem. Lucia uma das sobreviventes, escreveu o segredo quando o Bispo de Leiria lhe ordenou e Nossa Senhora o permitiu.


Na verdade, muito mais do que tres segredos, e um texto que tem igualmente tres partes; e por isso tanto se fala de "a terceira parte do Segredo de Fatima". As duas primeiras partes foram dadas a conhecer na Decada de 40 no Seculo XX, quando foram divulgadas no Diario da Irma Lucia.

A terceira parte foi escrita em 1944 e enviada ao Arquivo Secreto do Santo Oficio de Roma. Nem o Papa Joao XXIII nem o Papa Paulo VI revelaram o seu conteudo. Joao Paulo II leu o texto apos o atentado de que quase se tornara uma vitima mortal em 13 de Maio de 1981 quando um jovem de 22 anos e radical de extrema esquerda turco de nome Mehmet Ali Agca fez varios disparos atingindo Joao Paulo II tres vezes e, apos a sua leitura, fez um acto solene de Consagracao do Mundo ao Coracao Imaculado de Maria.

Em uma das suas visitas ao Santuario de Fatima (na ultima em 2000), Joao Paulo II quis dar a conhecer publicamente a terceira parte do Segredo de Fatima. Era 13 de Maio de 2000. O Secretario de Estado do Papa, Cardeal Angelo sodano, explicou o nucleo da visao, que "tem a ver sobretudo com a luta dos sistemas ateus contra a Igreja e os cristaos, e descreve o imenso sofrimento das testemunhas da fe do ultimo seculo do segundo milenio".


Em Junho de 2000, a congregacao para a Doutrina da Fe deu finalmente a conhecer os manuscritos da Vidente Lucia relativos as tres partes do Segredo de Fatima. A primeira e relativa a terrivel visao do Inferno e a segunda contem a promessa de que, "no final, meu Imaculado Coracao triunfara" e havera paz, depois de ter feito a Consagracao da Russia a Mae do Senhor.

Quanto a terceira parte do Segredo de Fatima, revelado por Nossa Senhora em 13 de Julho de 1917 e tambem escrito a mao pela propria vidente Lucia, trata-se, em resumo, da visao de um Anjo com uma espada de fogo junto a Maria, exortando a penitencia.

Alem disso, um Bispo vestido de branco, junto a outros bispos, sacerdotes e religiosos aparecem subindo uma montanha coroada por uma grande cruz, atravessando, por isso, uma cidade ja em ruinas, destruida e cheia de cadaveres.

Ao chegar ao topo da montanha, o Bispo e assassinado por soldados, que fazem o mesmo com os demais eclesiasticos e outros fieis leigos. Sob a cruz, anjos recolhem, em jarras de cristal, o sangue dos martires e com o mesmo regam as almas que se aproximam de Deus.

A terceira parte do segredo e uma visao profetica comparavel as da historia sagrada. A visao de Fatima se refere sobretudo a luta do Comunismo Ateu contra a Igreja e os cristaos, e descreve o imenso sofrimento das vitimas de fe no Seculo 20. O Bispo vestido de branco representava Joao Paulo II que sofria, e foi Nossa Senhora quem desviou a bala disparada no atentado para evitar sua morte.


Todo este tema, antes e depois da publicacao por parte da Igreja Catolica, gerou muitas interpretacoes e comentarios.

Joao Paulo II, na Missa de 13 de Maio de 1982, destacou a dimensao do amor materno na mensagem de Fatima, um amor que nao so abrange os caminhos do homem a Deus sobre a terra, mas tambem os que vao alem, incluindo o Purgatorio.

O que esta no centro e a vontade de Deus, que quer que todos os homens se salvem e cheguem a conhecimento da verdade. O pecado na verdade entre outras coisas so afasta o homem de Deus, fonte da vida, e acaba condenando-o. A mensagem de Fatima e um convite a Conversao urgente.

O Papa Bento XVI, no dialogo que teve com os jornalistas em Maio de 2010, durante a sua viagem a Portugal, explicou que, na terceira parte da visao, "indicam-se realidades do futuro da Igreja, que se desenvolvem e se mostram paulatinamente". Por meio de uma linguagem simbolica e profetica, reafirma-se o que o proprio Jesus disse: que a Igreja teria de sofrer sempre, de diversas maneiras, ate chegar o fim do mundo.

Por isso, acrescentou, "a resposta de Fatima nao tem a ver substancialmente com devocoes particulares, mas com a resposta fundamental, ou seja, a conversao permanente, a penitencia, a oracao e as tres virtudes teologicas: Fe, Esperanca e Caridade".

Foi o proprio Papa  alemao quem melhor resumiu o sentido do terceiro Segredo de Fatima e como este deve ser entendido na fe, quando disse: "Somos realistas ao esperar que o mal ataque sempre, do interior e do exterior, mas tambem que as forcas do bem estao presentes e que, no final, o Senhor e mais forte que o mal; e Nossa Senhora, para nos, e a garantia visivel e materna da bondade de Deus, que e sempre a ultima palavra da historia".

Vale a pena ler o denso comentario teologico publicado em 2000, ao revelar a terceira parte do segredo, assinado pelo entao Prefeito da Congregacao para a Doutrina da Fe e futuro sucessor de Joao Paulo II.

Cabe destacar este trecho: "Os diversos acontecimentos, na medida em que la sao representados, pertencem ja ao passado. Quem estava a espera de impressionantes revelacoes apocalipticas sobre o fim do mundo ou sobre o futuro desenrolar da historia, deve ficar desiludido. Fatima nao oferece tais satisfacoes a nossa curiosidade, como, alias, a fe crista em geral que nao pretende nem pode ser alimentado para nossa curiosidade. O que permanece - dissemo-lo logo ao inicio das nossas reflexoes sobre  texto do 'segredo' - e a exortacao a oracao como caminho para a 'salvacao das almas', e no mesmo sentido o apelo a penitencia e a conversao". Bem claro.

Em suma sempre se pode lancar uma questao, a Igreja ocultou o terceiro segredo de Fatima?

A luz de tudo o que podemos ver aqui, a resposta tem que ser negativa. Porque a Igreja mostrou, no seu devido tempo, o conteudo deste segredo tao temido. Da mesma maneira, deu a conhecer o conteudo dos outros dois, no momento oportuno.

Que outra coisa e o que cada um quiser pensar, as polemicas que queiram criar sobre o tema ou a vontade de buscar aspectos morbidos ou esotericos. Aqui se cumpre algo que Jesus disse e que nos remete nao a um obscurantismo eclesiastico, e sim a uma estrategia que vem  mais de cima: de um Deus que ocultou estas coisas aos sabios e entendidos e as revelou as pessoas simples.

Embora ja revelado depois de ter sido tao temido a terceira parte do Segredo de Fatima e ainda um misterio para muitos, sobretudo para aqueles que nao acreditam na revelacao feita em 26 de Junho de 2000 mesmo assim para muitos a mesma parte do Segredo de Fatima continua e continuara oculto e sera temido porque envolve uma Terceira Grande Guerra, uma Guerra Nuclear, do assassinato de um Papa, ou da substituicao de um Papa por um impostor, a chegada do Anticristo. Apesar de ja ser publicado o  3º segredo de Fatima continua gerando polemica.


Caro(a) leitor(a) apesar de ter colocado alguns videos e ate fotos que questionam a verdade das aparicoes nao quis em mim colocar duvidas e incertezas acerca do assunto. Sou crente e devoto da Nossa Senhora de Fatima e jamais iria escrever esta cronica com intuito de lancar duvidas e incertezas. Se nao fosse por acreditar totalmente nas aparicoes, milagres de Nossa Senhora nao teria escrito esta cronica, apenas pensei que deveria como sempre apresentar os dois lados ou versoes do tema que faz parte da opniao publica de cada um.

Coloquei varias etiquetas que podem ser questionadas mas o tema continua a fazer parte dos Misterios da Humanidade, assim como continua a ser um caso insolito como qualquer Milagre e faz parte da Antropologia da Religiao como tambem a peregrinacao a Fatima anualmente faz parte das tradicoes de muitos catolicos e religiosos portugueses.

Caro(a) leitor(a) depois de muito trabalho com pesquisas, com a escolha de fotos e videos acabo por considerar esta como a minha terceira cronica favorita de eleicao logo depois de outras duas grandes cronicas, a primeira Made In Portugal (23/11/2013) e Made in Portugal, Fado (alma Portuguesa) (11/11/2014) e estou certo que esta um dia vai ter lugar de destaque na lista do Top Ten. Como crente e devoto e com uma grande emocao sentida que vos deixo esta cronica. Ate a proxima.

                                                                                                                 Manuel Goncalves


 










                                       





































 
 
 
 

5 comentários:

  1. Que poderei eu dizer perante aquilo que aqui vejo e remexo entre palavras, poemas, factos, mistérios, mitos, etc.!
    Sem palavras, parabéns e obrigada Amigo Manuel!

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito de o ler e aprecio o facto de haver estudiosos que deixam registada a história e o seu pensamento sobre aquela. Só lhe aponto o seguinte: é verdade que há sempre versões e interpretações várias sobre os acontecimentos, que, por isso, devem ser mostrados. Só que no caso, atendendo às caraterísticas do acontecimento, as opiniões do alegado Padre Mário Oliveira não carecem de ser exibidas. NUNCA se deve abrir a porta ao diabo, pois este, uma vez dentro, faz o que melhor sabe – DIVISÃO.
    É evidente que a SS. Virgem Maria esteve e está presente em Fátima, e em outros lugares do Mundo, que eventualmente, o Vaticano nem reconhecerá. Porém, os frutos que tais lugares comprovadamente dão, dizem-nos bem do tipo de árvore plantada e, ainda assim, os «Padre Mário de Oliveira» persistem no descrédito, no desvio, na perseguição aos planos de Nossa Senhora.
    Tais espirítos estão cá com uma missão – DIVIDIR, trazer DISCÓRDIA e esta NÃO pode existir nas «coisas» de DEUS. Aqueles não devem, por isso, ser mencionados, outrossim, silenciados, arrumados para sempre, para que não impeçam o sucesso da semente de DEUS. O terreno quando está sujo varre-se e/ou lava-se. O Padre António Vieira e outros, falavam em sal em vista da purificação.

    ResponderEliminar
  3. Esqueci-me de lhe agradecer.

    Muito obrigada.

    ResponderEliminar
  4. Considero de grande coragem a atitude do Padre Antonio Viera em demostrar a sua descordancia para com o sucedido em Fatima, tambem eu nao concordo com muita coisa. O Santuario e cada vez mais uma mina de ouro explorada pela Igreja Catolica e cada vez menos um local de culto. Creio apenas que o Padre e demasiado agressivo na forma como se exprime.

    ResponderEliminar
  5. E claro para muitos que defendem e creem nos milagres o Padre Antonio Vieira e visto talvez como um Anti Cristo para mim e visto apenas como alguem da oposicao.

    ResponderEliminar