domingo, 29 de novembro de 2015

Os Dumas, Tal PaiTtal Filho, Dois Genios da Literatura Francesa e Universal


 
Bastantas vezes pude observar ou ouvir   a maxima que filho de peixe sabe nadar, filho de peixe peixinho e ou ainda tal pai tal filho por vezes e bem verdadeira, outras pude observar que nem tanto vendo o filho fazer carreira a conta do nome do pai.

Frank Albert Sinatra (1915-1998) e Nancy Sandra Sinatra (1940) ou ainda na familia Sinatra, Frank Sinatra Jr (1944) ou ainda na musica Julio Jose Iglesias Puga de la Cueva( 1943) e seu filho Enrique Miguel Iglesias Preysler (1975). No cinema com Kirk Douglas (1916) e Michael Kirk Douglas (1944) ou ainda a famila Lee com Bruce Lee (1940-1973) e seus filhos Brandon Bruce Lee (1965-1993) e Shannon Lee (1969). Ate mesmo em Portugal temos casos semelhantes um dos mais recentes nao e nem no cinema nem na musica mas no futebol entre o pai Joao Vieira Pinto (1971) e o filho Tiago Miguel Baia Pinto (1988) e mais recentemente o caso de Peter Bolesław Schmeichel (1963) e ainda em actividade o filho Kasper Peter Schmeichel (1986) talvez os dois sejam unicos no mundo no que respeita a pai e filho se tornarem jogadores de uma seleccao, no caso, Dinamarca e ainda para mais ocuparem ambos o mesmo lugar, Guarda Redes, vestindo a camisola com o mesmo numero creio que e inedito a nivel mundial.

Na Literatura Universal aconteceram tambem alguns casos semelhantes na verdade nem sempre de pais para filhos como em parte e o da familia Aguas no Futebol em Portugal mas um dos casos mais conhecidos e de facto um caso que passa de pai para filho, Alexandre Dumas, pai (1802-1870) e Alexandre Dumas, filho (1824-1895) e tornou-se um dos mais conhecidos no genero de artistas em familia.
                                                                      

Alexandre Dumas, pai (Villers-Cotterets, 24 de Julho de 1808 - Puys, 5 de Dezembro de 1870) foi um Escritor e Romancista frances. seu nome de Baptismo era Dumas Davy de la Pailleterie. Nasceu na regiao de Aisne, proximo de Paris. Era neto do Marques Alexandre Antoine Davy de la Pailleterie e de uma Escrava (ou liberta, nao se sabe ao certo) negra, Marie Cesette Dumas. Seu pai Thomas  Dayv de la Pailleterie (1762-1806), conhecido como General Dumas, grande figura militar de sua epoca.

Enquanto trabalhava em Paris, Dumas comecou a escrever artigos para revistas e pecas de teatro. Ja em 1829 foi produzida a primeira peca, Henrique III e sua Corte, alcancando sucesso perante o publico. No ano seguinte, sua segunda peca, Chirstine, tambem voltou a obter enorme popularidade. Como resultado de tal, tornou-se financeiramente capaz de trabalhar como Escritor em tempo integral. Entretanto, em 1830, participou da revolucao que depos o Rei Carlos X de Franca (1757-1836) e substituiu-o no trono pelo ex-Patrao de Dumas, o Duque d'Orleans, que governaria com o nome de Luis Filipe de Franca (1773-1850), que ficara alcunhado pelo Rei Cidadao.

Ate meados da Decada de 1830, a vida na Franca permaneceu agitada, com tumultos esporadicos em buscas de mudancas promovidas por republicanos frustrados e trabalhadores urbanos empobrecidos. A medida que a vida retornava lentamente a normalidade, o pais comecou a apostar em outros metodos de desenvolvimento como a industrializacao e, com uma Economia em crescimento combinada com o fim da censura a imprensa, a vida recompensou as habilidades do entao Escritor Alexandre Dumas.

Apos escrever mais algumas pecas de sucesso, passou a se dedicar aos romances. Apesar de ter um estilo de vida que se pode dizer e considerar de extravagante sempre gastando bem mais do que ganhava, Dumas provou ser um divulgador astuto. Com a alta demanda dos jornais por romances seriados, em 1838 simplesmente reescreveu uma de suas pecas para criar sua primeira serie em romance. Intitulada "O Capitao Paulo" (em frances: Le Capitaine Paul) levou-o a criar um Estudio de Producao que lancou centenas de historias, todas as mesmas estavam sujeitas porem a sua apreciacao pessoal.

Em 1840, casou-se com uma Actriz, Ida Ferrier, mas o mesmo matrimonio nao o impediu de continuar a manter casos com outras mulheres, sendo que se tornou pai de pelo menos tres filhos fora do casamento. Um desses filhos, que recebeu o seu nome, seguiria seus passos na carreira de Escritor e Novelista escrevendo pecas de teatrais. Por causa do mesmo nome e da mesma profissao, para se distinguir um do outro, um e chamado de Alexandre Dumas pai (Alexandre Dumas, pere) e o outro de Alexandre Dumas filho (Alexandre Dumas, fils).

Alexandre Dumas, pai, escreveu romances e cronicas historicas com muita aventura que encantavam e estimulavam a imaginacao do publico frances e de outros paises nos idiomas para os quais foram traduzidos. Alguns desses trabalhos foram:

Obras publicadas:

. O conde de Monte Cristo (1844 primeira parte (28 de Agosto a 19 de Outubro de 1844), 1844 segunda parte (31 de Outubro a 26 de Novembro de 1844), 1845-1846, terceira parte 1845-1846 (20 de Junho 1845 a 15 de Janeiro de 1846)  ).
. Os Irmaos Corsos (1844).
. Os romance de D'Artagnan:
                                                         . Os Tres Mosqueteiros (Le Trois Mousquetaires, 1844).
                                                         . Vinte anos depois (Vingt Ans Apres, 1845).
                                                         . O Visconde de Bragelonne (Le Vicomte de Bragelome, 1847-1850) -  (do qual faz parte o Homem da Mascara de Ferro).

. Os romances Valois:

                                         . A Rainha Margot (1845).
                                         . A Dama de Monsoreau (1846).
                                         . Os Quarenta e Cinco (1847-1848).
 
. Memorias de um Medico:

                                                    . Joseph Balsamo (1849).
                                                    . O Colar da Rainha (1850).
                                                    . Ange Pitou (1851).
                                                    . A Condessa de Charny (1853).
                                                    . O Cavaleiro de Maison-Rouge(1854).
                                                    . O Castelo de Eppstein.

Seu trabalho como Escritor lhe rendeu muito dinheiro e em casos normais seria uma boa fonte de sustento, algo ao alcance de poucos escritores viver somente do que escreve, porem a realidade era outra ate mesmo bem diferente. Dumas vivia endividado por conta das altas quantias de dinheiro que gastava com mulheres e do seu proprio estilo de vida. O grande e dispendioso chateau que mandou construir estava constantemente cheio de pessoas estranhas que procuravam tirar proveito talvez da sua ingenuidade e da sua generosidade . Com a deposicao do Rei Luis Filipe (1773-1850) apos uma revolta, nao foi visto com bons olhos pelo Presidente recem-eleito, Napoleao III (1808-1873), e em 1851, Dumas teve que ir embora para a Belgica ficando em Bruxelas para fugir de seus credores. Dali viajou ate a Russia, onde o frances era a segunda lingua falada e ele era conhecido devido as suas novelas serem muito populares.

Alexandre Dumas, pai passou dois anos na Russia antes de se mudar em busca de aventuras e ate de inspiracao para mais historias. Em Marco de 1861, o Reino da Italia foi proclamado, com Vitor Emanuel II (1820-1878) como Rei. Nos tres anos seguintes, Alexandre Dumas se envolveria na luta pela unificacao de Italia, retornando a Paris em 1864.

Apesar do sucesso como Escritor e das ligacoes aristocraticas de Alexandre Dumas, sua vida sempre foi marcada de forma negativa pelo facto de ser mulato. Em 1843, escreveu uma curta Novela intitulada Georges, que chamava a atencao para alguns aspectos raciais e para o efeito do colonialismo. Apesar disso, atitudes raciais contrarias a sua posicao legitima na Historia da Franca ainda bem depois de sua morte, em 5 de Dezembro de 1870.

Tendo falecido foi sepultado no local onde nasceu, o corpo do Escritor Alexandre Dumas ficou no Cemiterio de Villers-Cotterets ate 30 de Novembro de 2002. Sob as ordens do Presidente frances Jacques Rene Chirac (1932), seu corpo foi exumado e, numa cerimonia televisiva, seu novo caixao, foi carregado por quatro homens vestidos como os mosqueteiros Athos, Porthos, Aramis e D'Artagnan, foi transportado em procissao solene ate o Panteao de Paris, o grande mausoleu onde grandes filosofos e escritores de Franca estao sepultados e sendo assim onde Alexandre Dumas, pai nao poderia faltar e deixar de estar presente.

Em seu discurso, o Presidente Chirac disse: "Contigo, nos fomos D'Artagnan, Monte Cristo ou Balsamo, cavalgando pelas estradas da Franca, percorrendo campos de batalha, visitando palacios e castelos. Contigo nos sonhamos". Numa entrevista apos a cerimonia, Chirac reconheceu o racismo que existiu, dizendo que um erro agora tinha sido reparado, com o sepultamento de Alexandre Dumas ao lado dos companheiros autores Victor-Marie Hugo (1802-1885) e Francois Marie Arouet (1694-1778), mais conhecido como Voltaire.

A horaria reconheceu que, apesar de a Franca ter produzido varios grandes escritores, nenhum deles foi tao lido quanto Alexandre Dumas. Suas historias foram traduzidas em quase 100 idiomas, e inspiraram mais de 200 filmes.

Dados pessoais de Alexandre Dumas, pai:

Nome: Alexandre Dumas,"pai" (nome de baptismo:  Dumas Davy de la Pailleterie).
Nascimento: Villers-Cotterets, 24 de Julho de 1802.
Morte: Puys, 5 de Dezembro de 1870 (68 anos).
Generos: Romance e Ficcao historica.
Movimento: Romantismo.
Pseudonimo: Alexandre Dumas.
Magnum Opus: O Conde de Monte Cristo.
                               Os Tres Mosqueteiros.

                                                
Alexandre Dumas, filho (Paris, 27 de Julho de 1824 - Marly-le-Roi, 27 de Novembro de 1895), era filho de Alexandre Dumas, pai (Dumas Davy de la Pailleterie) e de uma Costureira. Foi tal como o pai mas penso que nao tao talentoso Escritor seguiu os passos do pai tornando-se um conceituado Autor de livro e pecas de teatro.

Alexandre Dumas, filho nasceu em Paris, Franca, filho ilegitimo de Marine-Catherine Labay, uma costureira (e certamente uma das muitas amantes de Dumas, pai), e do Escritor e Romancista Alexandre Dumas, pai. Em 1831 seu pai o reconheceu legalmente e assegurou que o mesmo tivesse uma boa educacao na Instituicao Goubaux e no Colegio Bourbon. As leis daquela epoca permitiram que Dumas pai pudesse tirar seu filho de sua mae. A agonia de sua mae inspirou  filho a escrever sobre personagens com tracos tragico femininos. Em quase todos os seus escritos, ele enfatizou o proposito moral de sua literatura e em sua peca de 1858, "O Filho Natural", ele expos a teoria de que se alguem que traz ilegitimamente um filho ao mundo, entao tem obrigacao de legitimar seu filho e casar com a mulher.

Adicionalmente ao estigma da ilegitimidade, Dumas filho foi a parte negra, seu avo era descendente de um Nobre frances e uma mulher negra haitiana. Nos internatos, Dumas filho era constantemente hostilizado e humilhado por seus colegas. Esses acontecimentos influenciaram profundamente seus pensamentos, comportamento e obra.

Em 1844 Dumas filho mudou-se para Saint-Germain-en-Laye para apesar de ja ter ou estar perto de completar 20 anos ir viver com seu pai. Ai, ele conheceu Marie Duplessis, nascida Rose Alphonsine Plessis (1824-1847), uma jovem cortesa que lhe viria a dar a inspiracao para o Romance La Dame aux Camelias (A Dama das Camelias) de 1848, uma das grandes interpretes dessa obra no teatro foi a Actriz Henriette Rosine Bernardt (1844-1923), conhecida mundialmente como Sarah Bernhardt. Esse romance e a base para a Opera La traviata (1853) de Giuseppe Fortunino Francesco Verdi (1813-1901).

Em 1864, Alexandre Dumas, filho casou-se com Nadeja Naryschkine, com quem ele teve uma filha. Apos o falecimento da esposa ele se casou com Heriette Regnier.

Ao longo da sua vida, Dumas, filho escreveu outros doze romances e diversas pecas. Em 1867 ele publicou seu semi-autobiografico romance, "L'affaire Clemenceau" (1866), considerado por muitos como uma de suas melhores obras. Em 1874, ele foi admitido na Academie francaise e em 1894 ele ganhou a Legion d'Honneur.

Alexandre Dumas, filho, morreu em Marly-le-Roi, Yvelines, em 27 de Novembro de 1895 e foi enterrado no Cimetiere de Montmartre, Paris, Franca.

Obras publicadas:

. Principais romances:
 
. Aventures de quatre femmes et d'un perroquet (1847).
. Cesarine (1848).
. A Dama das Camelias - no original La Dame aux Camelias (1848).
. Le Docteur Servan (1849).
. Antonine (1849).

. Le Roman d'une femme (1849).
. Les Quatre Restaurations. Serie de romans historiques parue en feuilletons dans La Gazette de France sous les titres Tristan le Roux, Henri de Navarre, Les Deux Frondes (1849-1851).
. Tristan le Roux (1850).
. Trois Hommes forts (1850).
. Historie de la loterie du lingot d'or (1851).
. Diane de Lys (1851).
. Le Regent Mustel (1852).
. Contes et Nouvelles (1853).
. La Dame aux perles (1854).
. L'Affaire Clemenceau, Memoire de l'accuse (1866).
. L'Homme-femme (1872).

. Principais pecas e adaptacoes teatrais:

. La Bijou de la reine, comedie en vers en un acte (1845).
. Le Verrou de la reine (1848).
. Atala, scene lyrique, musique de Varney (1848).
. La Dame aux Camelias (1852).
. Diane de Lys (1853).
. Le Demi-Monde (1855).
. La Question d'argent (1857).
. Le Fils naturel (1858).
. Un pere prodigue (1859).
. L'Ami des femmes (1864).
. Les Idees de Mme Aubray (1867).
. Une visite de noces (1871).
. La Princesse Georges (1871).
. La Femme de Claude (1873).
. Monsieur Alphonse (1873).
. L'Etrangere, comedie en quatre actes (1876).
. La Princesse de Bagdad, piece en trois actes (1881).
. Denise, piece en quatre actes (1885).
. Francillon, piece en trois actes (1887).

. Principais colaboracoes teatrais:

. Com George Sand (1804-1876): La Marquis de Villemer (1864).
. Com Emile de Girardin: Le Suplice d'une femme (1865).
. Com Armand Durantin: Heloise Paranquet (1866).
. Com H. Lefrancois: Le Filleul de Pompignac, comedie en quatre actes (1869).
. Com Alexandre Dumas, pai: La Jeunesse de Louis XIV (1874).
. Com Pierre de Corvin: Les Danicheff, drame en cinq actes (1876).
. Com Gustave-Eugene Fould: La Comtesse Romani, comedie en trois actes (1876).
. Com Alexandre Dumas, pai: Joseph Balsamo, drame inedit en cinq actes (1878).

. Ensaios:

. La Question du divorce (1880), 417 pages: Refutation de Famille et Divorce de l'Abbe Vidieau (1879).
. Les femmes qui tuent et les femmes qui votent (1880),216 pages.

. Obras reunidas:

. Theatre complet avec prefaces inedites, 6 volumes (1868-1879).
. Entr'actes, Ecrits de jeunesse, 3 volumes (1878-1879).
. Edition augmentee, dite des Comediens, 6 volumes (1882-1886).

Dados pessoais de Alexandre Dumas, filho:

Nome: Alexandre Dumas, filho.
Nascimento: Paris, 27 de Julho de 1824.
Morte: Marly-le-Roi, 27 de Novembro de 1895 (71 anos).
Nacionalidade: Frances.
Ocupacao: Escritor.
Magnum Opus: A Dama das Camelias.

Quase a terminar esta cronica devo dizer-me que me deu especial prazer escreve-la e encheu-me de vontade de ler mais sobre os Dumas em especial o Pai. Na minha infancia li talvez influenciado pelos desenhos animados primeiro de Dartacao e os tres mosqueteiros e depois a versao original dos mesmos desenhos animados de Dartagan e os tres mosqueteiros mas li o livro de Dumas, pai. Agora ao escrever esta cronica deu-me vontade de vir a ler o Conde de Monte Cristo de Dumas, pai em relacao a Dumas, filho creio que nao vou deixar de ler a Dama das Camelias.

Caro(a) leitor(a) se aprecia a literatura dos Dumas tanto pai como filho espero que tenha gostado de ler esta minha cronica uma forma de homenagear tanto pai como filho dois grandes gigantes da Literatura Francesa e tambem Universal, ate a proxima.

                                                                                                              Manuel Goncalves







Sem comentários:

Enviar um comentário