domingo, 29 de maio de 2016

O Novo Vizinho



A casa deixara de estar a venda e todos sabiam que estava prestes a ser habitada depois de deixar de estar a venda era logico que tivesse sido vendida a alguem. Um estranho nas vizinhancas, um desconhecido no mesmo predio, na porta ao lado nao agradava a ninguem muitas vezes, a aparencia contava muito pelo  menos para se fazer uma avaliacao inicial se aparentemente era boa ou ma pessoa como se a aparencia muitas vezes estivesse certa. A paz que sempre fora conhecida naquele predio tinha terminado quando alguma mulher qualquer de leste alugara o apartamento do res-do-chao e parecia ter montado ali uma casa de meninas, fosse o que fosse desde entao era um correpio de raparigas a entrar de manha e a sair a noite com homens a entrarem e a sairem constantemente.

Desde que a Dona Gloria morrera que todos sabiam que ia ser assim a familia colocara a casa a venda a quase um ano. A zona ja fora mais calma e era completamente calma antes de um dos apartamentos ter sido alugado a tal sujeita de Leste que nao sendo antipatica sorria a toda a gente era um facto mas nao dirigia a palavra a ninguem e o resto era o que todos tinham quase a certeza. Agora como seria com o apartamento do lado a ser alugado a alguem que ninguem ainda conhecia?

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Isabel de Aragao (1271-1336), a Rainha Santa Isabel de Portugal



Embora a tenha como a minha Rainha preferida da Historia de Portugal nao coloquei a etiqueta nesta cronica de Grandes Portugueses pelo facto de a mesma nao ser oriunda de Portugal mas sim ter sido Rainha Consorte de um Rei Portugues no caso em causa a mesma foi a Rainha consorte e esposa de Dom Dinis I (1261-1325) tambem conhecido como o "Rei Lavrador" e "Rei Poeta" quem conhece a Historia de Portugal minimamente sabe ja que estou a falar de Isabel de Aragao (1271-1336) tambem conhecida carinhosamente por Rainha Santa Isabel.

E tambem para mim um prazer escrever novamente e desta vez de forma mais assidua sobre um assunto relacionado com aquele que nunca escondi ser o meu tema de eleicao Historia mas nao apenas sobre Historia mas em particular Historia de Portugal.

terça-feira, 17 de maio de 2016

O Anticristo



Lembro-me de ter ouvido falar nele facamente em certos momentos da minha infancia. Alguns afirmavam que se realmente o mesmo Anticristo ja tivesse vindo ao mundo sem duvida o mesmo tinha sido Adolf Hitler (1889-1945 (?) ) nao e certo o corpo nunca apareceu). Alguns acreditam que tenha sido nao Hitler mas sim outro conhecido Militar e Imperador Napoleao Bonaparte (1769-1821) outros no grupo em que eu estou incluido acreditam que pode ate haver um Anticristo mas esse ainda nao veio ou ainda nao se apresentou ao mundo.

A primeira vez que tive mais contacto com o mesmo tema foi quando na televisao ainda apenas com dois canais passou um filme cujo o nome nao me recordo mas que era um pouco longo, tao longo que passou em duas partes penso que em dois sabados a noite. Depois so voltei a ter novamente contacto com o tema quando estive a morar em casa dos meus avos paternos e sendo os mesmos Testemunhas de Jeova conservadoras a noite muitas vezes a conversa era sobre temas biblicos e religiosos e onde certa vez vem a minha tia com uma conversa depois de estar a ler umas certas escrituras da Biblia Sagrada. No entender da minha tia estavam enganados quem tomava o Anticristo como sendo uma pessoa o mesmo nao era uma pessoa era sim uma identidade religiosa e sem temor a mesma insistia que o Anticristo era a propria Igreja Catolica Apostolica Romana.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Sentimentos de Culpa



Fumava um cigarro, deitava a beata do mesmo fora ali junto do rio. Era um acto insignificante como tantos que fazia diariamente em tantos outros lados mas so muito recentemente ganhara coragem de voltar aquele lugar, aquele lugar que lhe destruira a vida, que lhe cheirava a sangue e sabia a morte, aquele lugar amaldicoado.

Algo que permanecia na sua memoria e sempre iria permanecer deitando para cima de si uma dose enorme de sentimentos de culpa. Sim um conjunto de erros, talvez apenas de enganos fizera-o agir ao contrario do que era esperado ou apenas de forma inesperada. Matara, em legitima defesa mas matara, destruira a sua carreira que prometia ser brilhante e pior que tudo perdera a liberdade. Matara, pagara por esse crime segundo a justica com a plena que lhe fora aplicada e que ele terminara de cumprir recentemente mas nem a mesma pena o fazia perder aquele, sentimento de culpa.