Mostrar mensagens com a etiqueta Catastrofes. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Catastrofes. Mostrar todas as mensagens

sábado, 1 de julho de 2017

A Tragedia e Incendio de Pedrogao Grande




Nao pensem que me da gosto escrever sobre uma tragedia destas ou algo semelhante, estou a faze-lo porque sinto que e tambem uma forma de estar solidario com as vitimas da mesma e sobretudo tambem com os familiares das vitimas mortais que a mesma tragedia infelizmente provocou.

O unico ponto positivo aqui e que mais uma vez se provou e mostrou que e nestas alturas mesmo em tempos dificeis e de muita crise que acabamos por vencer todas as dificuldades e provocar uma enorme onda de solidariedade para com as vitimas deste incendio. De imediato se criaram linhas de apoio para se fornecer o que se pudesse fornecer desde mantimentos, agassalhos e ate mesmo dinheiro alem de ter organizado um concerto de musica solidario com as vitimas de Pedrogao Grande.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Portugal Ardendo em Chamas



Nem sempre e assim mas as vezes e nos piores momentos em que encontra a uniao e sobretudo a solidariedade dos outros, na epoca de Verao, nos meses de calor e quando os incendios devastam terrenos e terrenos muitas vezes de areas de reserva natural e ecologica se existe alguem que marca sempre com a sua presenca sao os soldados da paz, os nossos bombeiros, para eles desde ja dedico esta cronica e presto um grande agradecimento por tudo o que fazem, bem aja os bombeiros do nosso Portugal sem eles a situacao dos fogos e incendios seria ainda pior.

Afinal o que provoca os incendios? Longe vai o tempo em que se acreditava que os mesmos tivessem unicamente origem no calor, num pequeno descuido de alguem que num passeio pela serra ou mata deixava cair uma beata de cigarro, uma garrafa que se partia deixando vidros no chao e com os raios de sol batendo nos mesmos comecava um fogo. Hoje e certo e sabido que poucos sao os incendios que tem uma origem assim semelhante.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

O Desastre Nuclear de Chernobil

 

Foi uma daquelas tragedias que jamais pode ser esquecida nao so pela sua imensidao mas pela polemica que causou. Mais uma vez parecia que a antiga Uniao Sovietica ja com Mikhail Sergueievitch Gorbachev (1931) ainda  fazia tudo para esconder o que havia de errado dentro do seu territorio nao se preocupando (como foi o  caso) com a seridade das consequencias.

O caso aparentemente nao afectou apenas os seres humanos vivos mas inclusivamente os seres humanos que haveriam de nascer. Durante muito tempo criancas nasciam com problemas aparentemente causados pelo desastre da catastrofe de Chernobil e ainda hoje passado quase 30 anos o local e de alto risco e ao longo de um espaco a sua volta tudo e inabitavel e muitos afirmam que a tragedia poderia ter sido de menor dimensao se tivessem sido tomadas medidas adequadas mais rapidamente mas as autoridades competente assim nao o entenderam.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A tragedia do Terromoto de Lisboa, 1 de Novembro de 1755

 

Penso que foi talvez um dos dias mais tragicos de Portugal o calmo dia de Feriado, 1 de Novembro de 1755 pelo que a tradicao de se comemorar o Dia de Todos-os-Santos ja vem de seculos atras.

Imaginemos o que e uma familia que aproveita o dia de feriado para um alegre e calmo passeio pela antiga e destruida baixa de Lisboa, a beira rio e rapidamente tudo se transforma num pesadelo, tragedia ou catastrofe em que uma onda gigante vinda do Rio Tejo varre tudo o encontra pela frente e ainda deixa o solo alterado, alem da tragedia, incendios demolicoes que provocou e ainda lancou duvidas mais tarde quando se quis levantar o corpo de Luis Vaz de Camoes (?1524 ce-1579 ou 1580) e leva-lo para o Mosteiro dos Jeronimos em Lisboa como estava enterrado numa vala comum e solo sofreu alteracoes os proprios estudiosos afirmam que nao a nenhuma certeza ou garantia que o  corpo presente naquele tumulo seja verdadeiramente o do Poeta e Heroi Nacional.