Mostrar mensagens com a etiqueta Historia de Portugal. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Historia de Portugal. Mostrar todas as mensagens

domingo, 14 de maio de 2017

A Questao Dinastica Portuguesa


 
Nao fosse o tema do meu agrado ja por si envolver a Historia no caso em particular Historia de Portugal para despertar o meu interesse mas tambem por envolver uma area da Historia que e a, Genealogia, para esta cronica ganhar um interesse especial da minha parte. Esta cronica penso que pode ajudar tambem a esclarecer uma duvida de alguns, de muitos ate, talvez.

Muitos podem perguntar como foi possivel continuar com a Casa de Braganca e a mesma Dinastia se Manuel Maria Filipe Carlos Amelio Luís Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Eugenio de Saxe-Coburgo-Gota e Braganca (1889-1932) o chamado Dom Manuel II casou mas veio a falecer na no exilio em Londres em 02 de Julho de 1932 sem ter deixado um descendente que assegurasse a existencia de um Rei caso Portugal deixasse de ser uma Republica e viesse a ser novamente uma Monarquia? O mesmo Dom Manuel II como se sabe foi o unico sobrevivente do Regicidio que vitimou o seu pai Carlos Fernando Luis Maria Victor Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Jose Simao de Braganca Saboia Bourbon e Saxe-Goburgo-Gota (1863-1908) mais conhecido como Dom Carlos I de Portugal e seu irmao mais velho e herdeiro do Trono de Portugal Luis Filipe Maria Carlos Amelio Fernando Victor Manuel Antonio Lourenco Miguel Rafael Gabriel Gonzaga Xavier Francisco de Assis Bento de Orleans-Braganca e Saxe-Coburgo-Gotha (1887-1908) mais conhecido como Dom Luis Filipe.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

O Sebastianismo



O Sebastianismo leva-me e faz-me pensar naqueles que esperavam em vez de pelo Dom Sebastiao de Portugal (1554-1578 (?) ) "O Desejado" espervam pelo Messias ou seja seguiam o Messianismo.

Para muitos so o regresso do Rei naquela sonhada manha de nevoeiro podia salvar Portugal do dominio do Reino de Espanha mas tal nunca veio a acontecer e somente em 1640 ja com a ultima Dinastia em Portugal ficamos livres dos espanhois apos Dom Joao IV (1604-1656) chamado de "O Restaurador" ter tomado o poder e ser autoclamado Rei de Portugal em 1640 depois de ser sido Duque de Braganca (1630-1645). Chegava assim ao fim o dominio espanhol em Portugal que durou de 1580 ate 1 de Dezembro de 1640 teria assim tambem no entanto inicio a Guerra da Restauracao (1640-1668) que terminaria ja depois da morte de Dom Joao IV no reinado de seu filho Afonso VI (1643-1683).

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Isabel de Aragao (1271-1336), a Rainha Santa Isabel de Portugal



Embora a tenha como a minha Rainha preferida da Historia de Portugal nao coloquei a etiqueta nesta cronica de Grandes Portugueses pelo facto de a mesma nao ser oriunda de Portugal mas sim ter sido Rainha Consorte de um Rei Portugues no caso em causa a mesma foi a Rainha consorte e esposa de Dom Dinis I (1261-1325) tambem conhecido como o "Rei Lavrador" e "Rei Poeta" quem conhece a Historia de Portugal minimamente sabe ja que estou a falar de Isabel de Aragao (1271-1336) tambem conhecida carinhosamente por Rainha Santa Isabel.

E tambem para mim um prazer escrever novamente e desta vez de forma mais assidua sobre um assunto relacionado com aquele que nunca escondi ser o meu tema de eleicao Historia mas nao apenas sobre Historia mas em particular Historia de Portugal.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Dom Manuel II, de Portugal (1889-1932) o Adeus a Monarquia em Portugal



Ja faz algum tempo que eu e a Historia de Portugal andamos um pouco afastados ou de costas viradas no entanto sao diversos os temas que um dia ainda gostaria de homenagear aqui no Blog escrevendo sobre os mesmos. A ultima vez que publiquei uma cronica sobre a Historia de Portugal foi no ano passado quando em 11 de Novembro publiquei a cronica A tragedia do Terramoto de Lisboa, 1 de Novembro de 1755.

Esta cronica faz-me pensar em algo. Como estaria Portugal se estivesse entregue a um regime monarquico? Nao sei, a unica certeza que tenho e que certamente nao estaria pior do que esta. Eu vivo quase a vinte anos num pais com Monarquia e o mesmo e considerado como aquele que mantem a Economia mais forte na Europa, Reino Unido e apenas um exemplo vejamos tambem a Suecia, Espanha e o Luxemburgo entre mais alguns paises na Europa que sao monarquicos ou onde os monarcas ainda tem muita forca politica num regime ja republicano. Nao estou a defender a Monarquia e nem a tornar-me Monarquico mas apenas realista. Portugal certamente se estivesse sobre um regime monarquico mais conservador nao teria entregue as colonias da forma como as entregou entre muitas outras coisas que poderiam ter sido bem diferentes se Dom Manuel II de Portugal (1889-1932) tivesse governado e dado continuidade a Monarquia em Portugal mas depois do Regicidio de 1 de Fevereiro de 1908 era visivel que isso seria praticamente impossivel.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A tragedia do Terromoto de Lisboa, 1 de Novembro de 1755

 

Penso que foi talvez um dos dias mais tragicos de Portugal o calmo dia de Feriado, 1 de Novembro de 1755 pelo que a tradicao de se comemorar o Dia de Todos-os-Santos ja vem de seculos atras.

Imaginemos o que e uma familia que aproveita o dia de feriado para um alegre e calmo passeio pela antiga e destruida baixa de Lisboa, a beira rio e rapidamente tudo se transforma num pesadelo, tragedia ou catastrofe em que uma onda gigante vinda do Rio Tejo varre tudo o encontra pela frente e ainda deixa o solo alterado, alem da tragedia, incendios demolicoes que provocou e ainda lancou duvidas mais tarde quando se quis levantar o corpo de Luis Vaz de Camoes (?1524 ce-1579 ou 1580) e leva-lo para o Mosteiro dos Jeronimos em Lisboa como estava enterrado numa vala comum e solo sofreu alteracoes os proprios estudiosos afirmam que nao a nenhuma certeza ou garantia que o  corpo presente naquele tumulo seja verdadeiramente o do Poeta e Heroi Nacional.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Batalha de Aljubarrota, 14 de Agosto de 1385

                                                                  

Faz ja realmente algum tempo que nao me dedico a escrever uma cronica sobre aquela que e a minha area favorita de eleicao. Penso que ja o referi aqui varias vezes mas se nao prestou atencao estou a falar da Historia, em particular como nao podia deixar de ser da Historia de Portugal. Faz exactamente alguns meses que nao tenho referido nada sobre o tema seja de Historia Universal, Historia da Religiao, Historia Antiga ou como ja salientei Historia de Portugal, 28 de Marco deste ano foi a ultima vez que fiz uma publicacao que englobava o tema Historia de Portugal, O Regicidio de 1 de Fevereiro de 1908, foi quase a 5 meses.

Se existem assuntos que gosto de estudar em historia sao datas historicas, alias sempre tenho dito que para se ser bom em Historia so e necessario ter-se alem de paixao e vocacao para o assunto e tema e alem disso preciso ter-se uma boa memoria para decorar nomes, datas e locais penso que e o necessario para se obter sucesso.

sábado, 28 de março de 2015

O Regicidio de 1 de Fevereiro de 1908



Mal esta um Governo ou Estado em que o Chefe maximo sofre um atentado e a propria vida. Nao se pode dizer que Portugal estivesse mal quando em terras lusitanas aconteceu semelhante situacao mas a verdade e que na altura o Rei comecava a nao ser desejado os republicanos estavam em forca e acabaram por conseguir os seus objectivos.

Nao se pode dizer se foi uma boa ou ma escolha a queda da monarquia a verdade e que em muitos paises aconteceu o mesmo e existe ainda aqueles em que o Rei ou Rainha nao passam de meras figuras mais sociais que politicas. Em Portugal mesmo no Estado Republicano poderiamos estar bem melhor do que estamos a questao passa entao por se passar a eleger melhores governantes mas e tudo uma questao de sorte. O regicidio de 1 de Fevereiro de 1908 foi o primeiro passo para a queda da monarquia dois anos mais tarde em 5 de Outobro de 1910 mas considero que nao foi o maior erro de Portugal.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

O Processo dos Tavora

 
 
Apos ter escrito sobre temas mais actuais com temas que estao na memoria ainda de todos nos e cumprindo parte da promessa de que tencionava escrever sobre temas mais actuais volto agora a escrever sobre assuntos da area que mais me agrada, satizfaz e de facto onde me sinto melhor, escrevo entao sobre Historia e mais uma vez da Historia de Portugal.

Cumpro tambem com a promessa que fiz a uma amiga de quando escrevim a biografia do Marques de Pombal ela ter-me perguntado pelo Processo dos Tavora ja que foi Sebastiao Jose de Carvalho e Melo entao Primeiro-Ministro de Dom Jose I a tratar do julgamento e condenacao dos Tavoras a 13 de Janeiro de 1759, num descampado mas em praca publica para que servisse de exemplo para os vivos aquela condenacao e assim se visse que o Rei de Portugal nao perdoava conspiracoes e traicoes.

sábado, 27 de dezembro de 2014

O Gigante Adamastor

 

Quando um homem sonha da o primeiro passo para poder ver algo tornar-se real. Muito antes dos americanos sonharem ou pensarem ser possivel ir a lua e conseguirem realizar esse objectivo, muito antes do homem sonhar e conseguir ter um meio de viajar nas profundezas dos mares com submarinos, muitos antes de surgir o cinema, automoveis e tudo mais mais o homem e os navegadores portugueses em geral sonhavam dobrar aquele que ficou conhecido como o Cabo da Boa Esperanca tambem conhecido por Cabo das Tormentas. Estava assim desde logo dado o primeiro passo para se avancar nos mares e oceanos e se ir mais alem e fazer novas descobertas aumentando, expandindo, fortalecendo e nao menos importante enriquecendo o territorio lusitano, aumentando assim o Reino de Portugal na altura sob Governo de El-Rei Dom Joao II de Portugal o entao soberano do Reino de Portugal, do territorio lusitano alem mar e legitmo soberano da Coroa portuguesa.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Sebastiao Jose de Carvalho e Melo (1699-1782), Marques de Pombal

 

Muitos pelo seu nome ainda que nao incucultos podem  nao saber quem ele e, mas depois de falar de seu nobre titulo de "Marques de Pombal" serao poucos os portugueses que nao sabem de quem se trata, que nao sabem  quem ele foi. O mesmo Sebastiao Jose de Carvalho e Melo ou entao se voce preferir Marques de Pombal e das figuras mais importantes e emblematicos da Historia de Portugal. Atrevo-me a dizer que poucos foram os monarcas portugueses que tiveram sua importancia e assim influenciar a Historia de Portugal para prova-lo esta a estatua  no cima de uma das avenidas mais importantes da cidade de Lisboa, as suas politcas e reformas mesmo nos tempos que se passaram durante uma das maiores senao a maior tragedia que poderia suceder-se em Portugal de que a memoria, igual ao terramoto de 1755 em plena Lisboa tragedia como essa nos tempos e anos mais recentes so posso comparar mesmo o incendio do Chiado ocorrido no dia 25 de Agosto de 1988 um desaire maior pelo simples facto do carro de bombeiros nao conseguir entrar na zona historica lisboeta mais exactamente na conhecida Rua do Carmo, a zona da cidade nao estava afinal totalmente bem preparada para uma nova tragedia como idealizou o Marques de Pombal mas mesmo esta em nada comparavel na imensidao da tragedia de 1 de Novembro de 1755.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Antonio de Oliveira Salazar (1889-1970)

 

Ja aqui falei neste blog de algumas pessoas em temas onde as mesmas podiam ser abordadas mas nunca fiz nenhum trabalho que se pudesse chamar de biografia ja que considero que uma biografia e um tema unico em que se fala apenas de uma pessoa, embora possa haver casos a parte em que por exemplo se pode fazer a biografia de uma banda de musica. Vou faze-lo agora pela primeira vez e sinto um certo orgulho nisso porque o escolhido foi sem duvida um grande exemplo de maior valor, nao sou eu apenas que o digo mas nao ha muitos anos quando se fez um programa televisivo para escolher o maior portugues de todos os tempos, ele Antonio de Oliveira Salazar foi o escolhido, quem me conhece facilmente o poderia adivinhar ou calcular porque sabem a simpatia que tenho por este senhor honesto, modesto e sensato, homem de grandes qualidades e enorme caracter que governou Portugal e colocou sempre os interesses do mesmo e dos portugueses acima de tudo, talvez eis aqui a razao pela qual governou um pais e chegou ao fim de uma vida sem nada ou pelo menos sem riqueza aparente.

sábado, 28 de junho de 2014

Os Tres Filipes de Espanha Reis de Portugal

 

Com a morte do Jovem El-Rei Dom Sebastiao na batalha de Alcacer-Quibir a 4 de Agosto de 1578 Portugal ficara sem Rei e o jovem Dom Sebastiao entao falecido com 24 anos nao deixara tambem qualquer herdeiro para o trono de Portugal que deixasse segura a sua sucessao, estava entao agora criado o maior problema de sucessao para o trono de Portugal enquanto Pais monarquico e governado por reis.

A morte do Rei de Portugal Dom Sebastiao na Batalha de Alcacer-Quibir levou a uma crise de sucessao ja que o mesmo nao tinha deixado descendencia pela sua tenra idade e mesmo que tivesse iria certamente demorar alguns anos para que o herdeiro pudesse reinar. Pela proximidade de parentesco, coube a governacao ao Cardeal Dom Henrique, aclamado Rei de Portugal a 28 de Agosto de 1578.

domingo, 11 de maio de 2014

Os Dois Vencedores do Premio Nobel Portugueses



Embora seja de facto uma verdade inegavel que mais dois vencedores do Premio Nobel tenham nascido de facto fora de Portugal mas em territorio que na altura era portugues ate a sua independencia em 28 de Novembro de 1975 e seguidamente invasao por parte da Indonesia ate ao fim da ocupacao em 20 de Maio de 2002 a verdade e que Carlos Filipe Ximenes Belo nascido a 3 de Fevereiro de 1948 em Timor Leste e Jose Manuel Ramos-Horta nascido em 1949 ambos como se sabe quando o mesmo territorio era dependente de Portugal quando chegou a altura de ambos serem nomeados e vencedores do Premio Nobel da Paz em 1996 ja haviam sido eleitos um ano antes mas para surpresa de todos nao sairam vencedores tendo em 1995 os vencedores sido Joseph Rotblat e Conferencias Pugwash sobre Ciencia e Negocios Mundiais saido vencedores. A verdade e que como seria de esperar em 1996 como seria de esperar o Comite elegeu Ximenes Belo e Ramos-Horta o 100° e o 101° vencedores do mesmo Premio Nobel ficando ambos na lista com a nacionalidade Leste-Timorense como ja se seria de esperar apesar de ocupado pela Indonesia o territorio de Timor leste estava independente de Portugal desde de 1975.

domingo, 2 de março de 2014

Os Dois Papas Portugueses

 
 
Pensava eu ate a bem pouco tempo que apenas um Papa na Historia da Igreja Catolica tivesse sido portugues e no fim recentemente tomei conhecimento que nao muitos mais apenas mais um, foram na realidade dois os portugeses que ocuparam o lugar e a cadeira de Pedro, afinal estamos sempre a aprender ou nao fosse a vida penso que entre outras coisas uma licao.

Quem me conhece sabe que embora nao seja a minha area profissional a minha especialidade e vocacao e tudo o que esteja relacionado com Historia, era isso que eu gostava de ter estudo mas nao tive oportunidades para isso, a vida nao e facil e muitas vezes nao e aquilo que queremos, estudar quando era seu tempo nao me deram condicoes para isso entretanto a vida tomou um rumo em que a falta de tempo e disponibilidade nao o permite. Quando criei este blog uma das ideias era sobretudo poder-me dedicar ainda que de forma amadora a fazer trabalhos de pesquisa nas mais diversas areas e realmente uma das minhas paixoes, embora tenha a paixao pela Historia em si a mesma nos ultimos tempos mesmo aqui no blog tem sido um pouco posta de parte e quando a cronica apresentada envolve a mesma materia e um pouco de forma secundaria porem desta vez nao vai ser assim.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Made In Portugal

     











Posso estar longe da minha terra, da minha gente, do lugar que me viu nascer e ouviu-me entoar o primeiro grito de vida, do lugar onde crescim, onde corrim feliz como so uma crianca sabe ser, as vezes sorridente outras vezes menos feliz mas isso agora pouco importa, onde brinquei os jogos e brincadeiras de miudos da minha infancia. Mas sao as minhas raizes, meu sangue que parece chamar por mim com uma forca quase oculta e me faz recordar de tudo o que vivim. E uma pequena patria por acaso mas recheada de enormes e conhecidas conquistas, vitorias e factos que podem fazer qualquer um, como eu, sentir enorme orgulho da sua patria, do seu pequeno pais tambem chamado de jardim a beira mar plantado e de grande nome, Portugal.