Mostrar mensagens com a etiqueta Musica Portuguesa. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Musica Portuguesa. Mostrar todas as mensagens

domingo, 18 de junho de 2017

O Festival RTP da Cancao (1964-2017)



Nao e porque Salvador Vilar Braamcamp Sobral (1989) mais conhecido como Salvador Sobral ter ganho o Eurofestival da Cancao que escrevo agora esta Cronica. Se fosse esse o caso entao nao estaria a escrever sobre o Festival RTP da Cancao mas sim sobre o Festival da Eurovisao.

Finalmente ganhamos e juntamos a Musica Portugesa a de muitos paises europeus que ganharam o Euro festival da Cancao. Andavamos nisto desde 1964 e do Festival RTP da Cancao tinham aparecido grandes cancoes, melodias que ficaram na memoria de muitos, que se tornaram a cancao favorita de alguns mas que de facto nunca tinha vencido o Festival da Eurovisao da Cancao e que servia para fazer a escolha da musica que nos havia de representar no mesmo ano na Europa. No mesmo tambem passaram e deram-se a conhecer alguns dos maiores nomes da Musica Portuguesa e apesar de se terem tornado dos maiores nomes da Musica Portuguesa muitos participaram mas nem por isso o conseguiram ganhar, logo ai fica demostrado a importancia do Festival RTP da Cancao.

sábado, 1 de agosto de 2015

Rock In Rio

 
                                                
Sem contar com o Festival de Musica de Woodstock e esse tem a particularidade de ter sido julgo que aberto ao publico em geral mas e do conhecimento de quase todos que foi pensado, criado e realizado a pensar especialmente no Movimento Social dos Hippies penso que depois do Festival de Musica de Woodstock sem duvida o mais conhecido no genero e o Festival de Musica do Rock in Rio.

Em relacao ao Festival de Woodstock penso que o Festival do Rock in Rio tem tres particularidades que fazem a grande diferenca e talvez ate o tornem num Festival de Musica melhor que o de Woodstock. Sem contar muitas das estrelas de musica mais conhecidas hoje em dia nao estiveram em Wodstock, algumas inclusive nem sequer eram ainda nascidas.

sábado, 11 de outubro de 2014

Made In Portugal, Fado (Alma Portuguesa)

 

Quando escrevim a minha segunda cronica decidi na altura falar da historia do nosso pais Portugal e digo nos porque apesar de distante e ausente nao viro as costas a minha patria nem deixo de sentir orgulho nela. Falei igualmente das maiores riquezas e joias da cultura portuguesa literatura, musica, cinema e desporto. Na musica o Fado e dois artistas musicais que tao bem o representaram tambem estiveram em destaque.

Desta vez irei somente falar do Fado em si deixando Amalia Rodrigues e Tony de Matos para cronicas proximas. A verdade e que nao so por gosto mas tambem por varias pessoas me terem dito e penso ate com razao que aquela cronica era muito extensa comeco agora a escreve-la um pouco em separado e comeco entao pelo Fado, suas origens, culturas e tradicoes.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Os Madredeus

 

Na vida por vezes so damos valor ou mais valor as coisas quando nao as temos. Eu na minha juventude nao ligava muito a musica popular e tradicional portuguesa e nem sequer era ouvinte de Fado quanto mais apreciador como sou hoje.

Acontece que crescim e se sempre fui um apaixonado pela historia tambem me fui despertando interesse na cultura, nas tradicoes, etc. Apesar de estar longe de Portugal tentei sempre valorizar e nunca desprezar a cultura e tradicoes portuguesas, aprendim longe de Portugal a dar valor sobretudo a Musica Portuguesa mas aquela que e considerada o simbolo e expoente maximo da musica portugesa ou seja ao Fado. Entretanto apaixonei-me pelo Fado, aprendim o sentido do mesmo genero musical quero um dia ver-me perdido numa casa de Fado a apreciar e ouvir o que de melhor a musica popular e tradicional portuguesa tem. Com tudo isso os anos passaram e alem de Trovante que tem o seu genero musical fortemente enraizado na musica popular e tradicional portuguesa uma outra banda comecou a seduzir-me e a conquistar-me.

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Festival de Vilar de Mouros o Woodstock em Portugal

 

Primeira edicao do Festival de Vilar de Mouros exactamente a 43 anos, ou seja 1971, em 1971! Em 1971 fico eu cheio de surpresa, como foi possivel ainda debaixo do regime de ditadura do Estado Novo comandado ja por Marcello Caetano (1906-1980) um pouco mais liberal que Salazar mas como foi possivel o mesmo regime de ditadura ter deixado este evento acontecer? Teria sido tudo realizado em segredo? Dificil, muito dificil de acreditar ja que a PIDE controlava tudo, ou pelo menos quase tudo.

Um evento onde se sabia na altura devido a ideologia do movimento hippie tao associado nao so a juventude mas a propria musica da epoca (anos 60 e 70) e sabendo-se que o mesmo movimento social defendia o sexo livre e uso de drogas como LSD, maconha e haxixe, pergunto como foi possivel realizar-se este evento em Portugal na epoca? Talvez por isso este mesmo evento de 1971 foi o unico realizado ainda debaixo do regime de ditadura do Estado Novo, regime esse que caiu em 1974, mesmo assim o novo evento do tipo so viria a ser realizado 11 anos depois em 1981 e somente apos a terceira edicao em 1996 o mesmo ainda que nao anual passou a ser de realizacao mais frequente.