sábado, 9 de maio de 2015

A Maldicao do Farao

 
 
Alguns de vos certamente ja ouviram falar de casos que envolvem maldicoes que conseguem ficar na historia e que chegam a envolver membros da mesma familia as vezes por mais de uma geracao ganhando forca o mito da maldicao e passando a mesma como se de uma heranca se trata-se de pais para filhos por vezes ate envolvendo casos de tragedias muito semelhantes.

Entre os casos mais conhecidos do genero entre maldicoes caidas sob a mesma familia esta sem duvida a maldicao da familia Kennedy nos Estados Unidos em que varios membros da familia morrerema de causas nao naturais como o caso dos irmaos John e Robert Kennedy ambos assassinados em 1963 e 1968 e o filho do primeiro que viria a morrer num acidente de aviao em 1999. Varias outras tragedias envolvendo mortes em acidentes tanto de familiares como de pessoas ligadas a familia, doencas, etc envolveram aquela que parece ser a familia mais amaldicoada do mundo espalhando o mito da maldicao da familia Kennedy.

Igualmente se poderia falar da maldicao da familia de Bruce Lee se o mesmo viera a morrer em causas insolitas que causaram um certo mito e incerteza acerca da razao da morte daquele que e considerado o mestre dos mestres nos filmes de artes marciais. Brandon Lee o seu filho viria tambem a morrer em um acidente estranho em 1993 durante as filmagens do filme O Corvo. Entre os portugueses tambem ninguem pode esquecer a maldicao lancada pelo tecnico hungaro Bella Guttmann que ao tornar-se Bi-Campeao Europeu ao abandonar o Sport Lisboa e Benfica lancou a praga que ainda hoje e vista como uma maldicao "Nem em cem anos o Benfica vai conquistar outra taca europeia" a verdade e que ja se passaram mais de 50 e ate agora apesar das presencas em finais o Benfica terminou sempre com o sabor amargo da derrota duas delas nas grandes penalidades. Igualmente importante lembrar a conhecida praga ou maldicao dos 27. Varias foram nessa praga as personalidades publicas sobretudo estrelas da musica como Jimi Hendrix (1942-1970), Janis Joplin (1943-1970), Jim Morrison (1943-1971) mais recentemente Kurt Cobain (1967-1994) e por ultimo Amy Winehouse (1983-2011) uma maldicao que conta entre outros mais conhecidos com o ex-Guitarrista dos Rolling Stones Brian Jones (1942-1969) e que comecou com o musico brasileiro Alexandre Levy (1864-1892) entre outros. E quase certo que a seu tempo esta maldicao do "Clube dos 27" sera mencionada aqui no blog numa cronica.

No entanto por ser um apaixonado por tudo o relacionado com a Historia, Arqueologia e Civilizacoes Antigas esta cronica vai ser dedicada a uma das maldicoes mais antigas que existem e tambem conhecida por muitos dos leitores a maldicao do Farao Tutancamon.


A maldicao do Farao e uma crenca que existe de que qualquer pessoa que viole a mumia de um Farao do Antigo Egipto caira desde logo em uma maldicao, pela qual a vitima da maldicao morrera em breve. Trata-se de uma lenda contemporanea, que so veio a surgir no inicio do Seculo XX. Ninguem sabe ao certo quem e o verdadeiro responsavel por sua elaboracao e propagacao, mas a midia, ao mesmo tempo, tornou-a numa lenda de renome internacional.

Havia uma crenca de que as tumbas dos faraos tinham maldicoes escritas sobre elas ou nos seus arredores, uma advertencia aqueles que soubessem ler para que nao entrassem. Ha ainda casos ocasionais de maldicoes que aparecem no interiror ou na fachada de uma tumba, como no caso do Mastaba de Khentika Ikhekhi da 6ª dinastia em Saqqara. Estas apesar de tudo parecem ser mais dirigidas para os sacerdotes Ka para proteger cuidadosamente a tumba e preservar a pureza ritual, em vez de funcionar como uma advertencia aos ladroes em potencial. Embora tivessem havido historias de maldicoes que remontam ao Seculo XIX, elas se multiplicaram na sequencia da descoberta do Arqueologo e Egiptologo britanico Howard Carter do Tumulo do Farao Tutancamon. O mesmo facto viria a ser uma das descobertas mais importantes da Arqueologia e Egiptologia.

A maldicao associada com a descoberta da Tumba do Farao Tutancamon  da XVIII Dinastia (tradicionalmente diz-se que a XVIII dinastia egipcia reinou entre 1550 A.C e 1295 A.C, um periodo de 255 anos, mas a datacao por radiocarbono realmente sugere que pode ter comecado um pouco mais cedo.  O intervalo das datas radiocarbono para seu inicio e entre 1570 A.C e 1544 A.C, sendo que  ponto medio das quais e de 1557 A.C) a mesma maldicao e a mais famosa na cultura ocidental. A mesma afirma que alguns membros da equipa de arqueologos que desenterraram a mumia do Farao Tutancamon morreram de causas sobrenaturais na sequencia de uma maldicao d governante falecido. De facto, varios foram os membros do grupo que morreram alguns anos depois da descoberta se ter realizado, incluindo o ilustre nobre Lorde Carnarvon,George Edward Stanhope Molyneux Herbert, promotor das escavacoes. Muitos autores negam que houvesse escrito uma maldicao em algum lado, mas outros pelo contrario dizem que Howard Carter encontrou na antecamera um ostraco de argila com uma inscricao dizendo: "A morte vai atacar com seu tridente aqueles que perturbarem o repouso do Farao".


Tutancamon (apelidado tambem por Rei Tut) foi um jovem Farao egipcio que veio a falecer com apenas 19 anos, vitima de problemas consanguineos que afectaram gravemente a sua estrutura ossea e tendo como principal causa para a sua morte a malaria, facto que foi descoberto actualmente pelos cientistas. Segundo os egiptologos era filho e tambem genro de Aquenaton e filho de Kiya, esposa secundaria do seu pai. Casou-se aos 10 anos com a sua meia irma que tinha 12 anos de idade, Anchsenpaaton. O Rei Tut (Tutancamon) morreu em 1324 A.C apenas com 19 anos de idade, nao tendo deixado descendentes directos ou herdeiros e seu reinado como Farao durou somente apenas nove anos.

Aproximadamente 1500 anos Antes de Cristo (A.C), no ja famoso Vale dos Reis, os faraos eram sepultados com um resgate de um Rei: marfim, ebano e ouro. Cada tumba era camuflada pelas areias do arido deserto egipcio, ficando assim escondidas por muitos anos. Porem quando os arqueologos chegaram seculos depois, nao encontraram nada das riquezas faladas envolvendo os resgates de um Rei encontrando apenas os ossos dos faraos. Tudo indica entao que outros estiveram no Vale dos Reis antes: os ladroes e falsificadores de objectos saqueando todos os resgates e levando todas as riquezas que se encontravam no local.

Thomas Hoving relatou sobre esses factos: "Existe uma cidade perto do Vale dos Reis com 1000% de ladroes de tumbas antigamente e agora. E quando eles nao conseguem encontrar alguma coisa, eles as falsificam e vendem a voce. E quando encontram alguma coisa fazem replicas e as vendem. E isto tem acontecido desde que o primeiro Farao foi enterrado".

O Vale dos Reis, segundo os arqueologos, ainda e o local mais rico que se conhece no planeta, no entanto, pensava-se que nao havia mais nada a se procurar, mas 3000 depois de seu sepultamento, so um punhado de homens sabiam o seu nome: Tutankhamun, e o encontraram depois de incansaveis buscas no Vale dos Reis.


O Arqueologo Howard Carter e seu patrocionador, o aristocrata Lorde Carnarvon, foram os responsaveis por esta grande descoberta ocorrida em Novembro de 1922 e a camara funeraria foi aberta de forma oficial no dia 16 de Fevereiro de 1923 diante das autoridades egipcias.

Os academicos de todas as areas achavam um tiro no escuro a expedicao do Arqueologo britanico, segundo afirma mesmo Thomas Hoving: "Foi um tiro no escuro, era uma epoca que nao havia detectores de metais e nenhum sonar sofistificado para pesquisar em bolsas ou buracos sob o solo ou areia. Era um tiro no escuro para todos, menos para Howard Carter". Metodicamente, Carter explorou o Vale dos Reis com cautela e se desapontou no inicio devido as dificuldades encontradas.

Patricia Leatham, neta de Carnarvon, deu uma explicacao acerca do inicio da descoberta da Tumba do Rei Tut: "Logo antes do Natal de 1921, Carnarvon mandou chamar Carter aqui, no Castelo de Rair Claire, e disse-lhe que nao poderia mais sustentar o que aparentemente era um projecto inutil. Carter explicou que pouco faltava a fazer e implorou por mais uma temporada e Carnarvon concordou. Mas Carnarvon deixou absolutamente claro que seria a ultima temporada".

No terceiro dia apos o inico das escavacoes da nova e ultima temporada em busca do Rei Tut, Carter encontrou uma escada de pedra que levava a uma entrada escondida carimbada com um selo antigo, era a marca da realeza egipcia. O patricionador da expedicao Carnarvon estava a tomar cha com a sua filha, Evelin Hebert, em seu castelo na Inglaterra, quando recebeu um telegrama de Carter, onde o mesmo revelava que tinha feito uma nova descoberta, descobrira uma tumba magnifica e com o selo ainda intacto. Enquanto Carnarvon estava ja a caminho do Egipto, algo de assustador aconteceu a Carter segundo Patricia Leatham: "Carter vivia sozinho e para lhe fazer companhia tinha comprado um canario... e logo depois de ter encontrado a tumba, foi a sua casa e se encontrou com um dos seus empregados que vinha correndo em sua direccao com um punhado de penas amarelas em suas maos dizendo: (Meu senhor! Ouvi um barulho, e quando vi uma naja (genero de serpentes) estava comendo o canario, isso e um mau pressagio, isso e azar!). Carter replicou dizendo: (Nao sejas tolo, apenas assegura que a naja nao esteja mais dentro de casa)".

Finalmente no dia 26 de Novembro de 1922, Carter encontrou uma segunda entrada que levava a uma outra sala. Nessa sala havia marcas onde estavam evidenciadas algumas tentativas de arrombamentos por parte de ladroes; pelo menos dois grupos de ladroes ja teriam entrado la. Existiam igualmente vestigios de que um dos dois grupos de ladroes haviam sido apanhados em pleno delito e tiveram como fim suas cabecas cortadas. Nesta primeira entrada de Carter na sala estavam presentes o patricionador da expedicao o Lorde Carnarvon, sua filha, Evilen Hebert, Carter e seu assistente. No momento a sala toda brilhou e tudo o que brilhava era ouro, Carter estava petrificado tinha absoluta certeza que tinha encontrado a Tumba do Rei Tut.

Nunca houve um Farao encontrado em perfeitas condicoes como foi encontrado Tutankamon. E a maior descoberta da Historia (senao da Historia penso eu que da Arqueologia ou Egiptologia), segundo Thomas Hovin. Carter disse que eles deram apenas uma olhadela e depois sairam, mas as evidencias sugerem que nao foi bem assim. Hovin deu a sua opniao pessoal: "A licenca que Carnarvon e Carter tinham, nao dava direito para eles entrarem em tumbas encontradas sem a presenca de uma autoridade de antiguidade de uma organizacao egipcia. Eles nunca afirmaram que tinham entrado e sim que esperaram e ficaram dentro vendo coisas maravilhosas, selaram o buraco que fizeram na parede e esperaram 3 dias ate um responsavel do Cairo chegar e ir com eles. O que voce teria feito depois de dez anos a procura com enormes dificuldades? Eles fizeram o que eu e voce teriamos feito: eles entraram e passaram a noite toda la dentro". Os artefactos achados dentro de uma tumba somaram mais de cinco mil pecas preciosas de incalculavel valor.


Carnarvon, o financiador de todo o projecto e expedicao, tinha vindo no inicio ao Egipto por causa de sua saude. Esta decisao na verdade parece ter sido fatal. Na Primavera de 1923, Lorde Carnarvon se cortou acidentalmente com uma navalha enquanto desfazia a barba. O corte que supostamente se veio a tornar fatal foi acima de uma picada de mosquito que levara dias antes, quando ainda estava na expedicao. O ferimento parecia nao querer sarar e dias depois em uma viagem para o Cairo, Carnarvon foi devastado pela febre. Seu Secretario enviou as mas noticias a Howard dizendo que a picada de mosquito que Carnarvon levara tinha infeccionado. Na verdade ja pouco havia para fazer o possivel veneno da picada do mosquito estava ja espalhado pelo corpo, o estado de Carnarvon era irreversivel e ele faleceu.

Segundo o depoimento de sua neta, Patricia Leatham: "No momento em que ele morreu, toda a luz do Cairo se apagou e, naquela epoca, todos os servicos publicos do Cairo eram administrados pelo exercito britanico e nao havia meios de eles religarem a energia. Nao encontraram motivos para a energia ter acabado. Vinte minutos depois a energia foi restaurada. A pequena Fox terrier de Carnarvon, Suzie, estava dormindo em sua cesta no quarto de sua Governanta, no castelo de Carnarvon na Inglaterra. E no momento em que Carnarvon morreu, Suzie sentou-se em sua cesta, uivou e morreu".

Charriel, uma estudante de Historia da Arte, e seu marido, Garry Manson, foram a uma excursao ao Egipto. Charriel tocou na tinta das paredes da Tumba de Tut. Ela estava longe de imaginar que supostamente esse toque seria a causa da sua morte dias depois. Tres semanas se haviam passado e os Manson se encontravam ja na Pensilvania, nos Estados Unidos. Charriel comecou a sentir-se mal e teve que ser hospitalizada. Seus pulmoes estavam seriamente comprometidos e os medicos desconfiaram que os sintomas da Doenca de Hodgkin haviam reaparecido. Cerca de dois dias depois os medicos eliminaram essa possibilidade, passando a desconfiar que seria um outro problema nos pulmoes. Os medicos apesar de todos os esforcos nao conseguiam descobrir, porque o quadro clinico e estad de saude de Charriel piorava muito rapido e entao decidiram fazer uma Biopsia dos pulmoes. A partir da secrecao dos pulmoes da vitima, foi detectado o fungo causador que viria a causar-lhe a sua morte, o Aspergillus niger.

Esporos microcospicos do fungo sao facilmente inalaveis. Corpos saudaveis resistem a eles, mas o Sistema Imunologico de Charriel estava debilitado devido a sua batalha contra a Doenca de Hodgkin.Os esporos invadiram uma celula indefesa atras de outra e assim sucessivamente, causando total destruicao em seu caminho. Dez dias depois de Charriel ter dado entrada no hospital, seu pulmoes falharam o que de facto lhe foi fatal. Ela tinha 38 anos de idade quando faleceu.

Um Professor Universitario de Egiptologia da Universidade da Pensilvania, David Silverman, traduziu muitas maldicoes dos faraos. Uma delas de 4000 anos atras: A Maldicao de Rezi. Segundo Silverman, a maldicao de Rezi era uma interdicao a qualquer um que entrasse na tumba e que tivesse comido algum alimento proibido, como carne de porco ou peixe, ou algo impuro ligado a sua alma, como cometer um acto de impureza sexual e, neste caso, adulterio. Ou ate mesmo uma pessoa (Homem) que fazia amor com muitas mulheres seria punida na vida actual ou pos vida, ou seja apos a morte o que indica a suposta forca da maldicao. Assim, ele seria julgado perante o grande Deus.

Silverman conseguiu separar o fungo que estava hospedado no pulmao de Charriel. Silverman tambem sabia de sua viagem ao Egipto. Logo o que ele tinha de descobrir era se este fungo se este fungo estaria presente nas tumbas que ela tinha visitado com o seu marido: "Eles estavam achando que a morte de Charriel tinha ligacao com a maldicao. Era muito importante pra nos se algo assim ja havia ocorrido antes no Egipto". - (David Silverman).

Para surpresa de Silverman, ja tinha acontecido factos muito semelhantes e parecidos com os Charriel no Egipto. Em 1923 dois homens morreram de morte subita ao entrarem na Tumba do Rei Tut, o que os medicos anunciaram na epoca para justificar os dois casos de morte foi uma terrivel febre. No entanto, ja os jornais publicaram e escreveram sobre "A Maldicao Tutancamon". Acontece que mais dois casos de mortes subitas sucederam as duas primeiras; um ajudante de Howard Carter, o Arqueologo que chefiou a expedicao, que o ajudou a entrar na tumba e um outro ajudante que ajudou a tirar o conteudo do Rei foram as proximas vitimas.

O verdadeiro Assassino espreito encontrava-se oculto nas proprias paredes da tumba, mas para muitos parecia apenas uma parede descascada, com tintas azuis e vermelhas. As paredes estavam cobertas por um afloramento de fungos marrons, que foram introduzidos pela tinta ou pelo gesso. Os fungos se alimentaram da humidade da tinta e do gesso logo apos a camaras terem sido lacradas pelos antigos egipcios. O fungo como alguns suspeitavam quando resolveram investigar era o Aspergillus niger, que na tumba calida e humida, prosperou e viveu durante 3000 anos na tumba em companhia do Rei Tut. Charriel acabou ainda que sem intencao por se tornar uma optima hospedeira para o fungo Aspergillus niger, pois tinha acabado de chegar ao Egipto depois de um tratamento a um cancro e seu sistema imunologico estava bastante fraco e verdadeiramente debilitado.

A conclusao de David Silverman foi a seguinte: "Acho que ligando o nosso caso actual das visitas as tumbas, foi facil estabelecer uma ligacao directa no que pode ter acontecido aos arqueologos que visitaram a tumba ha tempos. Estou muito certo que pelo ao menos em alguns destes casos antigos, o fungo Aspergillus niger pode ter desempenhado esse papel".

Garry Manson marido de Charriel tambem da o seu testemunho em um depoimento: "Todos que nos conheciam sabiam que iamos para la. Estavamos descendo ate as tumbas e olhando para as pinturas azuis-escuro e vermelha. Ela (Charriel, sua falecida esposa) se inclinou para a frente e estava olhando uma pintura muito de perto e ergueu a mao ate a pintura e tocou-a. Esfregou o dedo na tinta e o Guia viu e gritou com ela. Ela respondeu ao Guia que o Professor dela disse que se ela entrasse na tumba era pra colocar a mao, pois nao teria outra oportunidade. Tres semanas apos da volta do Egipto, ela comecou a ter uma leve tosse que foi piorando, ate que ela ficou tossindo maior parte do tempo. Ela ja havia sofrido tratamento de Quimioterapia e tratamento com radiacao e praticamente tudo que e submetido para o tratamento do cancro. Ela nao queria voltar ao Medico depois disso, mas finalmente ela teve que ir".

Jeffrey Jahre, era o Medico particular da vitima desde o seu tratamento da Doenca de Hodgkin que Charriel estava sofrendo: "Conheci a Sra Manson quando ela ja era paciente do tratamento intensivo e naquela epoca a sua situacao ja era bastante critica. Ela comecou a perder peso, sentir fraqueza e faltava-lhe o folego. Quando ela se apresentou no hospital ja havia sinal dos sintomas presentes".


Ao escrever esta cronica devo confessar que me foi dificil de escolher as etiquetas e algumas mesmo importantes como Cultura Geral e sobretudo acidentes e tragedias acabaram por ficar esquecidas no entanto lembradas e recordadas aqui neste momento, infelizmente segundo a politica do blogger o espaco e limitado.

Antigo Egipto sim claro porque a maldicao embora nao tivesse caido na mesma epoca acabou por ser lancada no mesmo periodo e o tema aborda os monarcas do mesmo periodo dai tambem  a razao de referir Historia Antiga e Civilizacoes antigas. Arqueologia e Egiptologia porque sao areas que estudaram e se viram envolvidas com o mesmo fenomeno que acabou igualmente por se tornar um Caso Insolito e tornar-se num dos Misterios da Humanidade o tema acaba tambem por ser considerado de Mitologia Egipcia.

Caro(a) leitor(a) quase a terminar como sempre resta-me desejar que a mesma cronica tenha sido do seu inteiro agrado assim como foi do meu. Para mim foi particularmente especial escrever esta cronica visto ser um apaixonado pela Historia, Arqueologia e tudo o que envolva o Imperio que foi  Antigo Egipto, povo e civilizacao a qual muito se deve ainda nos dias de hoje e que nos deixaram um enorme patrimonio cultural e historico que pode ser visto por todos os que queiram deslocar-se ao Egipto ver as piramides e o Vale dos Reis, certamente um dia nao deixarei de fazer essa aventura, ate a proxima.

                                                                                                            Manuel Goncalves

 






















































Sem comentários:

Enviar um comentário